Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Jol traça o futuro do Ajax

A preparação do Ajax para o embate da terceira pré-eliminatória, frente ao PAOK, pode não ter sido a ideal, mas, ainda assim, o treinador Martin Jol insiste que "tempos de sucesso" esperam pelo clube.

O Ajax de Martin Jol inicia a campanha europeia frente ao PAOK
O Ajax de Martin Jol inicia a campanha europeia frente ao PAOK ©AFP

Em primeiro lugar na agenda de Martin Jol está o desafio desta quarta-feira, frente ao PAOK FC, a contar para a primeira mão da terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League. Mas o treinador do AFC Ajax também ambiciona um futuro risonho a longo-prazo para o emblema de Amesterdão.

Jol levou o Ajax até ao segundo lugar da Eredivisie e à conquista da Taça da Holanda na sua época de estreia ao serviço dos "lanceiros". Esse sucesso imediato motivou o interesse do Fulham FC, finalista vencido da UEFA Europa League na época passada, mas para Jol, antigo treinador do Tottenham Hotspur FC, a tarefa no seu país-natal ainda não está concluída. "Voltei no Verão passado para ter sucesso, construir uma boa equipa e divertir-me", disse. "Essas três coisas continuam a ser importantes para mim esta época. A nossa primeira prioridade é o jogo contra o PAOK, e depois sim, vamos reforçar as restantes. Tempos de sucesso esperam pelo Ajax, dentro e fora do relvado".

Os preparativos para o início de campanha europeia do clube quatro vezes campeão europeu foram prejudicados pelo Campeonato do Mundo, mas o próprio PAOK não tem tido uma pré-época propriamente tranquila. A equipa da Super League grega rescindiu contrato com o treinador Mario Beretta ao cabo de apenas um mês, na sexta-feira passada, tendo nomeado o antigo jogador Pavlos Dermitzakis para o seu lugar no dia seguinte.

"O seu novo treinador vai estrear-se frente a nós", disse Jol. "Temos que esperar para ver se isso é uma vantagem ou desvantagem. Trata-se de uma boa equipa, que esteve muito bem na temporada transacta e que obteve uma classificação melhor do que outras formações mais reputadas".

Maarten Stekelenburg, Gregory van der Wiel, Demy de Zeeuw, Nicolás Lodeiro, Eyong Enoh, Christian Eriksen e Luis Suárez foram os últimos jogadores a juntar-se ao plantel de Jol, que registou um incentivo extra na sexta-feira, com o triunfo por 3-1 sobre o campeão inglês Chelsea FC, num amigável. "A pré-época tem sido diferente em relação à de outros anos, por causa dos jogadores que participaram no Mundial", acrescentou Jol. "Quando os jogadores regressam mais tarde existe sempre alguma inquietação e nervosismo.

"Frente ao Chelsea vimos que podemos praticar bom futebol, apesar de nos faltar algum poderio ofensivo", continuou o treinador de 54 anos, que também confirmou que vai tentar contratar o avançado do AZ Alkmaar, Mounir El Hamdaoui, nos próximos dias.

Topo