Barcelona à procura da reviravolta

O Barça precisa de repetir o desempenho do triunfo caseiro de Novembro sobre o Inter caso queira estar de novo na final frente a um adversário que ainda não ganhou fora em meias-finais na prova.

Barcelona à procura da reviravolta
Barcelona à procura da reviravolta ©UEFA.com

O FC Barcelona já bateu o FC Internazionale Milano em casa na presente temporada e precisa de repetir esse desempenho caso pretenda estar em Maio na final da UEFA Champions League, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid.

• Os comandados de José Mourinho podem ter tido excelentes resultados nas mais recentes deslocações ao estrangeiro, mas em Novembro perderam 2-0 em Camp Nou e nunca venceram a segunda mão de uma meia-final da UEFA Champions League.

• Os campeões italianos têm, contudo, vantagem na eliminatória, apesar de Pedro Rodríguez ter feito o tento inaugural da partida de San Siro aos 19 minutos. Wesley Sneijder empatou à passagem da meia-hora e os golos de Maicon (48) e de Diego Milito (61) na segunda parte deixaram o Barcelona com árdua tarefa pela frente no jogo da segunda mão.

• Para o Inter, campeão europeu em duas ocasiões, o objectivo é chegar à final da prova pela primeira vez desde 1972, enquanto o Barcelona de Josep Guardiola procura ultrapassar o penúltimo obstáculo para suceder ao AC Milan, rival do Inter, como a primeira equipa desde 1990 a defender o título europeu com êxito.

• Rico em reencontros, o jogo marca novo regresso de Mourinho, técnico do Inter, a um estádio que conhece, desde os tempos em que foi adjunto de Bobby Robson e Louis van Gaal. O plantel dos "nerazzurri" integra também Ricardo Quaresma, Thiago Motta e Samuel Eto'o, que já representaram o Barça.

Jogos anteriores
• Estas duas equipas dispensam apresentações, uma vez que se defrontaram pela última vez no Outono, na fase de grupos. Empataram 0-0 a 16 de Setembro, em San Siro, antes de se reencontrarem em Camp Nou no dia 24 de Novembro, onde os catalães aproveitaram o facto de actuarem em casa e venceram por 2-0, com golos na primeira parte apontados por Gerard Piqué e por Pedro Rodríguez.

• Os dois clubes já se haviam encontrado na segunda fase de grupos da UEFA Champions League de 2002/03. A 18 de Fevereiro de 2003, o Barcelona venceu por 3-0 no Camp Nou. Tentos de Javier Saviola, Phillip Cocu e Patrick Kluivert asseguraram o nono triunfo consecutivo da equipa em jogos da UEFA Champions League propriamente dita, registo que continua a ser recorde na prova.

• O desafio da segunda volta, na semana seguinte, terminou sem golos, mas ambas as equipas apuraram-se para os quartos-de-final: o Barcelona como vencedor do agrupamento. Contudo, o Inter chegaria mais longe do que os catalães nessa temporada, tendo terminado o percurso nas meias-finais.

• Javier Zanetti, pelo Inter, e o par do Barça constituído por Carles Puyol por e Xavi Hernández jogaram em ambos os encontros, tendo Andrés Iniesta sido suplente não utilizado em San Siro.

Retrospectiva
• O Barcelona venceu quatro dos cinco jogos realizados em casa na presente temporada, embora o seu registo de meias-finais no Camp Nou seja menos impressionante.

• Estranhamente para uma equipa tão conhecida pelo futebol ofensivo praticado – e cuja média é de 2,6 golos apontados por jogo na prova, em 2009/10 –, os catalães não marcaram qualquer golo nas últimas quatro meias-finais realizadas em casa na UEFA Champions League.

• O Barcelona já disputou dez meias-finais e o seu registo é de cinco vitórias e outra tantas derrotas:
2008/09 Chelsea FC: 0-0 (c), 1-1 (f)
2007/08 Manchester United FC: 0-0 (c), 0-1 (f)
2005/06 AC Milan: 1-0 (f), 0-0 (c)
2001/02 Real Madrid CF: 0-2 (c), 1-1 (f)
1999/2000 Valencia CF: 1-4 (f), 2-1 (c)
1993/94 FC Porto: 3-0 (c)
1985/86 IFK Göteborg: 0-3 (a), 3-0 (c, 5-4 nas g.p.)
1974/75 Leeds United AFC: 1-2 (f), 1-1 (c)
1960/61 Hamburger SV: 1-0 (c), 1-2 (f), 1-0 (jogo de repetição)
1959/60 Real Madrid CF: 1-3 (f), 1-3 (c)

• Guardiola, treinador dos "blaugrana", fez parte da equipa do Barcelona que derrotou o FC Porto nas meias-finais de 1993/94, edição que se disputou num só jogo. Não houve meias-finais na edição de 1991/92.

• O clube espanhol teve êxito em duas meias-finais da Taça dos Vencedores de Taças frente a equipas da Serie A, tendo afastado a ACF Fiorentina em 1997 e a Juventus em 1991.

• No total, o registo caseiro do Barcelona frente a adversários italianos é de nove vitórias, quatro empates e duas derrotas. Também possui um bom registo em eliminatórias a duas mãos frente a equipas italianas, com cinco vitórias e três desaires.

• O Barcelona venceu 11 eliminatórias das provas da UEFA após ter perdido fora no jogo da primeira mão, apesar de ter saído derrotado de outras tantas eliminatórias, a mais recente das quais nos oitavos-de-final da Taça UEFA de 2003/04, quando uma derrota por 1-0 no terreno do Celtic FC antecedeu um empate sem golos no Camp Nou.

• Nas quatro vezes em que perdeu fora de casa na primeira mão por 3-1, o Barcelona foi eliminado em duas delas e seguiu em frente em outras tantas, a mais recente nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 1999/2000, onde perdeu no terreno do Chelsea FC, mas venceu por 5-1 na Catalunha, após prolongamento.

• O Barcelona conquistou a sua primeira Taça dos Campeões ao bater a UC Sampdoria por 1-0 na final realizada em Wembley, em 1992. No entanto, perderia a final de 1994 frente ao Milan, por 4-0.

• O Inter tem um registo razoável fora de casa na presente edição da UEFA Champions League, com três vitórias em cinco jogos.

• Os detentores do título italiano venceram tanto no terreno do Chelsea como do PFC CSKA Moskva nas eliminatórias anteriores, mas não precisam que lhes lembrem que a única derrota até ao momento ocorreu em Camp Nou.

• O Inter já participou em sete meias-finais da mais importante prova do calendário europeu de clubes. O seu registo é de quatro vitórias e três empates:
2002/03 AC Milan: 0-0 (f), 1-1 (c)
1980/81 Real Madrid CF: 0-2 (f), 1-0 (c)
1971/72 Celtic FC: 0-0 (c), 0-0 (f, 5-4 nas g.p.)
1966/67 PFC CSKA Sofia: 1-1 (c), 1-1 (f), 1-0 (desempate em Bolonha)
1965/66 Real Madrid: 0-1 (f), 1-1 (c)
1964/65 Liverpool FC: 1-3 (f), 3-0 (c)
1963/64 BV Borussia Dortmund: 2-2 (f), 2-0 (c)

• Para além de ter perdido duas meias-finais da Taça dos Campeões para o Real Madrid, arquirival do Barcelona, o Inter também foi derrotado pelos "merengues" em duas meias-finais da Taça UEFA, em 1984/85 e 1985/86.

• Os "nerazzurri" ganharam a sua primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1964, ao derrotarem o Real Madrid numa final realizada em Viena, na Áustria, por 3-1.

• O registo do Inter em Espanha não é animador: perdeu 12 dos 17 jogos realizados, ganhou três e empatou dois.

• O Inter também possui registo fraco em eliminatórias a duas mãos frente a equipas de Espanha, com quatro vitórias e nove derrotas em 13 partidas.

• Contudo, os campeões de Itália têm uma marca notável quando vencem a primeira mão de uma eliminatória europeia em casa. Somente em quatro das 43 ocasiões é que não seguiram em frente depois de ganharem primeiro perante o seu público. Já eliminaram Chelsea e CSKA na presente temporada, depois de terem jogado em San Siro na primeira mão.

• O Inter venceu cinco vezes em casa por 3-1 na primeira mão, tendo passado à fase seguinte em quatro ocasiões. A única falha aconteceu precisamente frente a uma equipa espanhola: derrota por 5-1, após prolongamento, no terreno do Real Madrid, nas meias-finais da Taça UEFA de 1985/86.

• Os últimos jogos do Inter em rondas a eliminar realizados em solo espanhol levaram à sua eliminação no desempate por golos marcados fora de casa: frente ao Valencia CF nos oitavos-de-final de 2006/07 e ante o Villarreal CF nos quartos-de-final da temporada anterior. A derrota com o "submarino amarelo" foi a derradeira do Inter após ter triunfado em casa na primeira mão.

• A última vitória em Espanha revelou-se, contudo, a mais espectacular: 5-1 em Valência na fase de grupos de 2004/05. Iván Córdoba, Esteban Cambiasso, Marco Materazzi e Dejan Stanković foram todos titulares, enquanto Javier Zanetti foi suplente utilizado.

• O registo do treinador do Inter, José Mourinho, em meias-finais da UEFA Champions League é misto. Pelo FC Porto, venceu o RC Deportivo La Coruña em 2004, mas soçobrou nesta fase ao serviço do Chelsea em 2005 e em 2007.

• Mourinho espera levar o Inter à conquista da UEFA Champions League seis anos depois de ter conseguido arrecadar a troféu ao serviço do FC Porto. Somente Ernst Happel (Feyenoord em 1970 e Hamburger SV em 1983) e Ottmar Hitzfeld (BV Borussia Dortmund em 1997 e FC Bayern München em 2001) conseguiram sagrar-se campeões europeus por dois clubes diferentes. Esta época, Louis van Gaal, treinador do Bayern, também luta por esse feito, depois de ter ganho a prova ao comando do AFC Ajax em 1995.

Ligações entre as equipas
• Mourinho foi adjunto do falecido Bobby Robson e de Louis van Gaal no Barcelona de 1996 a 2000.

• Como treinador do Chelsea, Mourinho conseguiu um triunfo total por 5-4 sobre o Barcelona nos oitavos-de-final da época de 2004/05, mas sofreu uma derrota total por 3-2 em igual fase da época seguinte. A temporada de 2006/07 trouxe outro reencontro, desta vez na fase de grupos, tendo o Chelsea terminado melhor classificado que o Barça, mercê dum triunfo caseiro por 1-0 e um empate a dois golos na Cidade Condal.

• Guardiola jogou em Itália entre 2001 e 2003, tendo efectuado 24 partidas na Serie A pelo Brescia Calcio e mais quatro pela AS Roma.

• Eto'o passou cinco temporadas em Barcelona, desde 2004. O ponta-de-lança dos Camarões apontou 109 golos em 144 jogos realizados no campeonato, incluindo 30 na época passada. Na UEFA Champions League, conseguiu 18 tentos em 43 jogos, entre os quais os primeiros tentos do Barcelona nas finais de 2006 e 2009 ganhas pelos catalães.

• Thiago Motta efectuou 96 jogos na Liga espanhola pelo Barcelona entre 2002 e 2007, nos quais apontou seis golos. Foi suplente não utilizado no triunfo de 2-1 dos catalães sobre o Arsenal FC, na final da UEFA Champions League de 2006.

• O dianteiro do Inter, Diego Milito, de 30 anos, poderá defrontar o seu irmão mais novo Gabriel, de 29, que actua no Barcelona. Os irmãos jogaram duas épocas juntos no Real Zaragoza entre 2005 e 2007.

• Apenas outros três pares de irmãos já se defrontaram nas competições europeias de clubes: Johannes (Celtic FC) e Atli Edvaldsson (Valur Reykjavík) na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Vencedores de Taças de 1974/75; Ronald (PSV Eindhoven) e Erwin Koeman (KV Mechelen) na SuperTaça Europeia de 1988; e John Arne (AS Roma) e Bjørn Helge Riise (Fulham FC) na fase de grupos da presente edição da UEFA Europa League.

• Quaresma cumpriu a temporada de 2003/04 em Camp Nou, tendo efectuado 22 jogos na Liga, nos quais marcou por uma vez.

• Durante os três anos que passou no Inter, o ponta-de-lança Ibrahimović, do Barcelona, marcou 57 golos em 88 jogos realizados na Serie A e seis em 22 partidas da UEFA Champions League.

• Suplente não utilizado do Barcelona em San Siro, em Setembro passado, Maxwell representou o Inter três anos, entre 2006 e 2009. O lateral brasileiro assinou dois tentos em 79 jogos disputados na Serie A.

• Thierry Henry marcou dois golos no triunfo de 5-1 do Arsenal no terreno do Inter, na fase de grupos de 2003/04. O dianteiro francês perdeu uma meia-final da Taça UEFA frente ao Inter, em 1996/97, quando representava o AS Monaco FC.

• O antigo avançado do Barcelona, Jordi Cruyff (filho de Johan, antiga lenda de Camp Nou), marcou o primeiro golo do Deportivo Alavés quando o seu conjunto se tornou no primeiro (e até agora único) representante espanhol a vencer o Inter em Milão, onde ganhou por 2-0 na quarta eliminatória da Taça UEFA de 2000/01.

• O registo do Barcelona em desempates por grandes penalidades nas competições europeias é o seguinte:
5-4 v Lech Poznań, segunda eliminatória da Taça dos Clubes Vencedores da Taças de 1988/89
0-2 v FC Steaua Bucureşti, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1985/86
5-4 v IFK Göteborg, meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1985/86
4-1 v RSC Anderlecht, segunda eliminatória da Taça dos Clubes Vencedores da Taças de 1978/79
3-1 v Ipswich Town FC, terceira eliminatória da Taça UEFA de 1977/78
5-4 v AZ Alkmaar, terceira eliminatória da Taça UEFA de 1977/78

• O registo do Inter é o seguinte:
1-4 v FC Schalke 04, final da Taça UEFA de 1996/97
5-3 v Grazer AK, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1996/97
3-4 v Aston Villa FC, primeira eliminatória da Taça UEFA de 1994/95
5-4 v Celtic FC, meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1971/72

• A equipa que sair vencedora deste duelo qualifica-se para a final, marcada para 22 de Maio, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, Espanha, onde defrontará Bayern ou Olympique Lyonnais.