O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Pellegrini apela à tranquilidade

Real Madrid e Lyon encaram com tranquilidade a segunda mão dos oitavos-de-final e o técnico dos "merengues", Manuel Pellegrini, até admitiu que teve de refrear o ânimo da sua equipa.

Manuel Pellegrini em conversa com os jogadores no treino desta terça-feira
Manuel Pellegrini em conversa com os jogadores no treino desta terça-feira ©Getty Images

Depois da emocionante reviravolta conseguida, no fim-de-semana, frente ao Sevilla FC, o treinador do Real Madrid CF, Manuel Pellegrini, admitiu que a sua grande tarefa foi "acalmar a equipa" antes do encontro com o Olympique Lyonnais. A equipa francesa está em vantagem no oitavos-de-final da UEFA Champions League, graças ao golo de Jean II Makoun na primeira mão, e o técnico Claude Puel acredita que, "com força colectiva", pode alcançar o apuramento.

Manuel Pellegrini, treinador do Real Madrid
Sabemos o que temos de fazer e espero que consigamos jogar como nos últimos 70 minutos contra o Sevilha. Na UEFA Champions League não há adversários fáceis. Tenho a certeza que vamos alcançar os quartos-de-final, mas, para isso, temos de fazer um bom jogo, frente a um adversário muito difícil. Só poderemos pensar no próximo adversário se seguirmos em frente e, para já, estamos concentrados no Lyon.

Precisamos que os adeptos nos apoiem como fizeram sábado, porque vai ser um jogo muito difícil, e eles serão quase tão importantes como a equipa para darmos a volta à eliminatória. O noso estádio tem um ambiente muito especial e temos de aproveitar isso. O Lyon é uma equipa muito física e chega aqui com uma excelente sequência de jogos sem sofrer golos. Mas os recordes existem para ser batidos e espero que isso aconteça.

Claude Puel, treinador do Lyon
Temos de fazer o nosso jogo. É tão simples como isso. Estamos com uma vantagem de 1-0 e, apesar de sabermos que o Real pode marcar, temos de procurar o golo e a qualificação. O que se diz antes de uma partida não tem muita importância, a resposta tem de ser dada no relvado. O Real acredita nas suas possibilidades, mas nós também. Ainda não pensei o que significa o apuramento, só pensei no jogo e no quanto quero chegar aos quartos-de-final.

Se o Cristiano Ronaldo desiludiu no primeiro jogo foi porque nós fizemos algo por isso. O Real Madrid não é só o Cristiano, mas, colectivamente, temos força para travar o nosso adversário. O que aprendemos na época passada [na qual o Lyon perdeu 5-2 em casa do FC Barcelona, depois de ter empatado [1-1] na primeira mão] vai ser mostrado dentro de campo e essa eliminação deu-nos boas lições. Fomos a melhor equipa na primeira mão contra o Real, estamos num bom momento de forma e só lamento a ausência de Bastos. É pena não poder contar com ele, porque para este tipo de jogos é sempre melhor ter todos os jogadores disponíveis.

Notícias das equipas
Real Madrid
Ausentes:
Pepe (rotura dos ligamento do joelho) Royston Drenthe (estiramento na coxa esquerda), Karim Benzema (virilha)
Em dúvida: ninguém
Suspensos: Xabi Alonso e Marcelo
Em risco de suspensão: Álvaro Arbeloa, Iker Casillas e Lassana Diarra

• Benzema ainda não jogou desde que defrontou o Lyon, na primeira mão.

• Guti voltou à acção contra o Sevilha, depois de uma ausência de um mês devido a lesões no tornozelo e na virilha.

Lyon
Ausentes: Anderson (tornozelo, gémeos e ombro), François Clerc (joelho), Michel Bastos (coxa)
Em dúvida: ninguém
Suspensos: ninguém
Em risco de suspensão: Lisandro, Miralem Pjanić e Sidney Govou.

• César Delgado, que falhou a primeira mão devido a uma lesão muscular, foi suplente utilizado contra o US Boulogne, no passado sábado.

Resultados do fim-de-semana
06/03/10 Madrid 3-2 Sevilha FC
(Ronaldo 60, Ramos 64, Van der Vaart 90+2; Alonso pb 10, Dragutinović 52)

• Um golo, bem perto do final, permitiu ao Real Madrid fazer a reviravolta e manter o registo 100% vitorioso nos jogos da Liga disputados em casa. A equipa espanhola venceu 16 dos 17 jogos disputados no Santiago Bernabéu esta temporada e a única derrota aconteceu contra o AC Milan, na terceira jornada da fase de grupos da UEFA Champions League.

• O Real já conseguiu bater um recorde, conquistando 62 pontos em 25 jogos, e igualou o Barcelona no topo da classificação, tendo marcado 14 golos nos últimos três meses.

• Raúl González saltou do banco para somar o 543º jogo na Liga espanhola, igualando Eusebio Sacristán no segundo lugar de jogadores com mais partidas dispuatadas, atrás, aenas de Andoni Zubizarreta (622)

06/03/10 US Boulogne 0-0 Lyon

• o Lyon, terceiro classificado, visitou o Estádio da Liberação pela primeira vez e somou o sexto jogo consecutivo sem sofrer golos: já lá vão 620 minutos desde que Mevlüt Erdinç marcou pelo Paris Saint-Germain, no dia 31 de Janeiro.

• O Lyon já não perde para a Ligue 1 há oito jogos, tendo vencido seis.

Historial
• Pelo menos uma destas equipas vai superar a "maldição" dos oitavos-de-final. O Real Madrid foi eliminado nesta fase da competição nas últimas cinco épocas, enquanto o Lyon não chega aos quartos-de-final há três anos.

• O Real Madrid perdeu as três últimas eliminatórias disputadas contra equipas francesas.

Encontros anteriores

• Benzema, um produto das escolas de formação do Lyon, ajudou a conquistar quatro títulos franceses nas suas primeiras cinco épocas como sénior, antes de assinar pelo Real. Até 2006 jogou com Mahamadou Diarra, que viria a reencontrar em Madrid.

• Kaká ajudou o AC Milan a eliminar o Lyon nos quartos-de-final de 2005/06 e Ronaldo marcou o único golo do Manchester United, na segunda mão dos oitavos-de-final de 2007/08, que acabou com a vitória dos ingleses, com um resultado agregado de 2-1.

Sabia que...

• Nas 31 vezes que enfrentou, em desvantagem, a segunda mão das competições da UEFA, o Real Madrid apurou-se 20 vezes.