Encontro entre velhos rivais

Uma das mais intensas rivalidades do futebol inglês vai ganhar dimensão europeia quando o United de Alex Ferguson enfrentar o Arsenal de Arsène Wenger, nas meias-finais da UEFA Champions League.

Os caminhos de Arsène Wenger e Sir Alex Ferguson já se cruzaram por muitas vezes
Os caminhos de Arsène Wenger e Sir Alex Ferguson já se cruzaram por muitas vezes ©Getty Images

Uma das mais interessantes rivalidades do futebol inglês vai ganhar dimensão europeia quando o Manchester United FC, de Alex Ferguson, enfrentar o Arsenal FC, de Arsène Wenger, nas meias-finais da UEFA Champions League.

• Os dois treinadores, há muito nos respectivos clubes, têm medido forças ao longo das últimas 13 temporadas e, à entrada para o seu primeiro embate europeu de sempre, nenhum deles parte com uma vantagem clara sobre o rival. Em 37 jogos disputados entre si, Wenger soma 14 vitórias sobre Ferguson, contra 13 triunfos do escocês.

• Enquanto Wenger procura levar o Arsenal à sua segunda final da UEFA Champions League em quatro anos, Ferguson tenta conduzir o United à revalidação do título europeu, deixando pelo caminho mais uma formação inglesa, como sucedeu na época transacta, na qual bateu o Chelsea FC na final.

• A única equipa ainda invicta na presente edição da prova, o United, chega às meias-finais vinda de uma série de 23 jogos sem perder na UEFA Champions League. A última derrota ocorreu em Maio de 2007, nas meias-finais, no terreno do AC Milan. O United leva ainda uma série de 20 encontros sem perder em Old Trafford na UEFA Champions League.

• O Arsenal, por seu lado, parte em busca da sua segunda vitória fora na presente edição da UEFA Champions League. O único triunfo dos londrinos fora de portas na prova até ao momento ocorreu em casa do Fenerbahçe SK, na terceira jornada da fase de grupos, em Outubro do último ano (por 5-2). Os "gunners", contudo, podem ganhar algum alento pelo facto de terem levado a melhor sobre o United no outro embate entre as duas equipas já realizado esta temporada, a contar para a Liga inglesa.

• O United qualificou-se para as meias-finais depois de deixar pelo caminho FC Porto nos quartos-de-final, com 3-2 no total das duas mãos (2-2 em casa, 1-0 fora). Antes, tinha afastado o FC Internazionale Milano nos oitavos-de-final (0-0 fora, 2-0 em casa) e terminado no primeiro lugar do Grupo E com duas vitórias e quatro empates.

• O Arsenal FC afastou o Villarreal CF nos quartos-de-final (1-1 fora, 3-0 em casa), depois de nos oitavos-de-final ter necessitado de recorrer a um emocionante desempate por penalties para deixar pelo caminho a AS Roma (1-0 em casa, 0-1 fora, 7-6 nas grandes penalidades). Na fase de grupos, a turma londrina terminou no segundo lugar do Grupo G, onde registou três vitórias, dois empates e uma derrota.

• Esta será a 11ª meia-final da competição em que o United marca presença. A formação de Manchester venceu três e perdeu sete das anteriores dez que disputou.
2007/08 FC Barcelona, 1-0, ganhou (0-0 fora, 1-0 casa)
2006/07 AC Milan, 2-5, perdeu (3-2 casa, 0-3 fora)
2001/02 Bayer 04 Leverkusen, 3-3, perdeu (2-2 casa, 1-1 fora)
1998/99 Juventus, 4-3, ganhou (1-1 casa, 3-2 fora)
1996/97 BV Borussia Dortmund, 0-2, perdeu (0-1 fora, 0-1 casa)
1968/69 AC Milan, 1-2, perdeu (0-2 fora, 1-0 casa)
1967/68 Real Madrid CF, 4-3, ganhou (1-0 casa, 3-3 fora)
1965/66 FK Partizan, 1-2, perdeu (0-2 fora, 1-0 casa)
1957/58 AC Milan, 2-5, perdeu (2-1 casa, 0-4 fora)
1956/57 Madrid, 3-5, perdeu (1-3 fora, 2-2 casa)

• Para o Arsenal é apenas a sua segunda meia-final na competição. Na outra ocasião em que atingiu esta fase da prova, em 2005/06, afastou o Villarreal (1-0 em casa, 0-0 fora).

• O United levou a melhor na única vez em que, até ao momento, mediu forças com outra formação inglesa na UEFA Champions League - na final da edição da época passada da prova, frente ao Chelsea, em Moscovo. Os pupilos de Alex Ferguson ganharam por 6-5 no desempate por penalties, depois de Cristiano Ronaldo e Frank Lampard terem marcado, na primeira parte, os golos da igualdade 1-1 com que se chegou ao final dos 120 minutos de jogo.

• Recuando no tempo, encontramos outro embate do United com uma equipa inglesa em eliminatórias europeias a duas mãos. Na Taça dos Vencedores das Taças de 1963/64, o United afastou o então detentor do troféu, o Tottenham Hotspur FC, vencendo em Old Trafford por 4-1 depois de ter perdido por 2-0 no encontro da primeira mão, em Londres.

• O Arsenal esperará que à terceira seja mesmo de vez, depois de ter perdido os outros dois confrontos com formações compatriotas que disputou nas provas europeias até ao momento. Foi afastado pelo Liverpool com 5-3 no total dos dois jogos nos quartos-de-final da edição da época transacta da UEFA Champions League (1-1 em casa, 2-4 fora) e, na mesma fase da competição, tinha sido eliminado pelo Chelsea em 2003/04 (1-1 fora, 1-2 em casa).

• United e Arsenal já se defrontaram por 204 vezes no conjunto de todas as competições. Os de Manchester somam 82 vitórias, contra 77 dos de Londres, tendo-se registado 45 empates.

• Os actuais treinadores das duas equipas estão há muito nos respectivos clubes. Ferguson chegou a Manchester em 1986 e Wenger assumiu o comando da formação londrina em 1996. Adversários, assim, desde a temporada de 1996/97, os seus clubes defrontaram-se, desde então, por 37 vezes, com Wenger a obter 14 triunfos e Ferguson 13. Os restantes dez embates terminaram empatados, se bem que dois deles foram resolvidos nas grandes penalidades. O Arsenal levou a melhor na final da Taça de Inglaterra em 2005, vencendo por 5-4 depois de uma igualdade a zero, com Robin van Persie a converter uma grande penalidade para o Arsenal e Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney a fazerem o mesmo para o United, tendo sido Paul Scholes o único jogador a não conseguir concretizar o seu pontapé.

• Antes, o United havia sido mais forte no desempate por pontapés da marca de grande penalidade na final da SuperTaça Inglesa de 2003, vencendo por 4-3. Scholes e Rio Ferdinand foram dois dos jogadores que bateram com êxito os respectivos lances.

• O Arsenal venceu por 2-1 o último embate entre as duas equipas, a contar para a Liga inglesa, disputado em Novembro passado, no Norte de Londres. Samir Nasri (aos 22 e 48 minutos) apontou os dois golos dos "gunners", antes de Rafael reduzir a desvantagem do United (no minuto 90).

• Nesse encontro, as duas equipas alinharam da seguinte forma:
Arsenal: Manuel Almunia (Łukasz Fabiański 78), Bacary Sagna, William Gallas, Mikaël Silvestre, Gaël Clichy, Theo Walcott (Alexandre Song 77), Cesc Fàbregas, Denilson, Samir Nasri, Abou Diaby (Kolo Touré 86), Nicklas Bendtner.
Manchester United: Edwin van der Sar, Gary Neville (Rafael 63), Rio Ferdinand, Nemanja Vidić, Patrice Evra, Cristiano Ronaldo, Anderson (Ryan Giggs 72), Michael Carrick, Ji-Sung Park, Wayne Rooney (Carlos Tévez 77), Dimitar Berbatov.

• Contudo, foi o United quem venceu na última vez que as duas formações se encontraram em Old Trafford, a 13 de Abril de 2008. Emmanuel Adebayor deu vantagem ao Arsenal aos 48 minutos, mas o United virou o resultado com golos de Cristiano Ronaldo (aos 54 minutos, de penalty) e de Owen Hargreaves (aos 72).

• O United venceu, também, o último encontro entre as duas equipas numa competição a eliminar, tendo batido o Arsenal por 4-0 na quinta eliminatória da Taça de Inglaterra da época passada, em Fevereiro de 2008. Rooney (16'), Darren Fletcher (20', 74') e Nani (38') foram os autores dos golos.

• A última vitória do Arsenal em Old Trafford data de 17 de Setembro de 2006. Adebayor apontou o único golo dessa partida da Liga inglesa, a quatro minutos do apito final.

• O United nunca perdeu uma meia-final diante do Arsenal e venceu duas já com Ferguson e Wenger no leme das respectivas equipas. O registo dos embates entre os dois clubes em meias-finais é o seguinte:
Taça de Inglaterra 2003/04, triunfo do United por 1-0
Taça de Inglaterra 1998/99 - vitória do United por 2-1 no jogo de repetição (0-0 no primeiro)
Taça de Inglaterra 1982/83 - triunfo do United por 2-1
Taça da Liga 1982/83 - vitória do United por 6-3 no total dos dois jogos (4-2 fora, 2-1 em casa)

• Dois dos jogadores da "velha guarda" do United marcaram golos decisivos em confrontos de meias-finais entre o conjunto de Manchester e o do Arsenal: Scholes na Taça de Inglaterra em 2004 e Ryan Giggs, num inesquecível lance individual, já no prolongamento, no jogo de repetição das meias-finais da Taça de Inglaterra de 1999.

• O United apresenta um excelente registo nas recepções ao Arsenal: 55 vitórias, 24 empates e 17 derrotas.

• O primeiro encontro entre as duas formações disputado em Manchester ocorreu a 13 de Outubro de 1894, a contar para a antiga segunda divisão inglesa, e terminou empatado 3-3.

• A maior vitória alcançada pelo United sobre o Arsenal é de 6-1 - resultado que os de Manchester alcançaram pela primeira vez num jogo para o campeonato em Old Trafford, a 26 de Abril de 1952, e que repetiram em Fevereiro de 2001, numa partida da Liga inglesa, onde alinharam Wes Brown, Gary Neville, Scholes e o agora jogador dos "gunners" Mikaël Silvestre, então atleta do United.

• A maior vitória do Arsenal sobre o United foi por 4-1, na temporada de 1908/09. Mas em Old Trafford, para onde o United se mudou em 1910, o melhor que o Arsenal conseguiu foi vencer por dois golos de diferença, em três ocasiões:
3-1, Primeira divisão inglesa, 1970/71
2-0, Primeira divisão inglesa, 1978/79
2-0, Taça de Inglaterra, 2002/03

• O defesa do Arsenal, Mikaël Silvestre, marcou o golo do United na igualdade a um na final da SuperTaça Inglesa de 2003 – competição que os de Manchester venceram por 4-3 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade. Silvestre alinhou nove anos no United, entre 1999 e 2008, onde experimentou o sabor da vitória nas principais competições do futebol inglês, tendo um papel importante na conquista de quatro títulos de campeão e na vitória em finais da Taça de Inglaterra e da Taça da Liga Inglesa.

• Esta meia-final vai colocar frente-a-frente muitos habituais colegas de selecção. Do lado do United, os internacionais ingleses Ferdinand, Rooney e Wes Brown vão encontrar Theo Walcott, enquanto Patrice Evra costuma jogar ao lado do lesionado William Gallas e de Bacary Sagna e Samir Nasri na selecção de França. Edwin van der Sar e Van Persie fizeram parte da selecção holandesa que disputou o UEFA EURO 2008™.

• Outra ligação a nível de selecções, mas menos reconhecida, é a do médio do United, Anderson, com o médio do Arsenal, Denilson. Ambos fizeram parte da selecção de Sub-17 do Brasil que foi finalista vencida no Campeonato do Mundo da categoria, em 2005, no Peru. Curiosamente, outro jogador do Arsenal, Carlos Vela, apontou o primeiro dos golos com que o Brasil foi derrotado (por 3-0) pelo México na final dessa competição.

• O jogo da segunda mão está agendado para o Arsenal Stadium, a 5 de Maio. O vencedor destas meias-finais vai marcar presença na final da competição, no Stadio Olimpico de Roma, a 27 de Maio, onde terá como adversário o FC Barcelona ou o Chelsea.