O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Raúl iguala lendário Di Stefano

Raúl González atingiu mais uma meta histórica este sábado, ao igualar o lendário Alfredo di Stéfano como melhor marcador da história do Real Madrid, na sequência do seu 307º golo com a camisola dos "merengues".

Raúl é felicitado pelos colegas de equipa, depois de igualar o feito histórico de Di Stefano
Raúl é felicitado pelos colegas de equipa, depois de igualar o feito histórico de Di Stefano ©Getty Images

Raúl González atingiu mais uma meta histórica este sábado à noite, quando igualou o lendário Alfredo di Stéfano como melhor marcador da história do Real Madrid CF. O avançado de 31 anos, e companheiro de Pepe, inaugurou o marcador na vitória por 2-0 sobre o CD Numancia, na Liga espanhola, e igualou o registo de 307 golos (todas as competições incluídas) pelo clube da capital, igualando a marca histórica do presidente honorário dos "merengues".

História de sucesso
A ascensão de Raúl até ao estatuto de lenda do Real começou no dia 5 de Novembro de 1994, uma semana depois da sua estreia, frente ao Real Zaragoza, com um golo frente ao rival da capital, o Club Atlético de Madrid. Desde então, o capitão marcou 214 golos em 503 jogos do campeonato, para além de deter o recorde na UEFA Champions League, com 64 golos em 123 jogos. Para além disso, adicionou à sua conta registos na Taça de Espanha (35 jogos, 18 golos), Supertaça espanhola (12 jogos, 7 golos), SuperTaça Europeia (4 jogos, 1 golo), Taça Intercontinental (3 jogos, 1 golo) e Mundial de Clubes (4 jogos, 2 golos) para perfazer a actual marca.

Títulos como objectivo
O avançado do Real ficou encantado com o feito pessoal alcançado, mas destacou o valor da vitória e agradeceu aos companheiros de equipa pela ajuda. "O mais importante é a vitória, mas foi muito agradável igualar o registo de Alfredo", disse Raúl. "Espero ultrapassá-lo nos próximos jogos. Para chegar a este número, é preciso jogar no Real Madrid, na frente de ataque, e ter bons treinadores e colegas, tal como eu tenho tido. Estou satisfeito e feliz, mas o que quero mesmo é conquistar mais títulos". O técnico do Real, Juande Ramos, também acentuou a importância do emblemático jogador para a sua equipa. "Imaginem os esforços que ele teve que fazer para igualar Di Stéfano", acrescentou. "Di Stefano é um dos melhores jogadores que já existiu, por isso, igualar o seu recorde diz tudo. Ele acrescenta bastante à equipa, e marcou o primeiro golo no jogo desta noite, que foi crucial para nos ajudar a vencer".