Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Barça brilhante esmaga Basileia

FC Basel 1893 0-5 FC Barcelona
A formação catalã vincou a sua superioridade no Grupo C com uma esclarecedora goleada que a deixou à beira do apuramento.

Bojan Krkić é felicitado por um dos seus dois golos frente ao Basileia
Bojan Krkić é felicitado por um dos seus dois golos frente ao Basileia ©Getty Images

Foi o FC Basel 1893 quem entrou em campo a vestir de azul e encarnado, mas o FC Barcelona fez questão de vincar no St. Jakob-Park a sua supremacia no Grupo C, com uma esclarecedora vitória por 5-0 que deixou os catalães à beira do apuramento para os oitavos-de-final.

Recorde igualado
O triunfo em Basileia, o 200º do Barça nas competições europeias de clubes, por números iguais aos da sua maior vitória de sempre na UEFA Champions League, começou a delinear-se bem cedo, com o inevitável Lionel Messi a apontar o seu 50º golo pelo clube catalão logo aos quatro minutos. Sergio Busquets elevou a contagem 11 minutos depois, antes de o jovem Bojan Krkić marcar o seu primeiro golo no encontro sete minutos mais tarde. Logo no início da segunda parte e no espaço de dois minutos, Bojan bisou na partida e Xavi Hernández selou o triunfo da formação espanhola.

Começo explosivo
Olhando para as equipas iniciais poder-se-ia pensar que o Basileia seria uma equipa mais ambiciosa, com o seu treinador, Christian Gross, a fazer alinhar dois homens na frente de ataque - Marco Streller e Eren Derdiyok - enquanto do lado do Barça o técnico Josep Guardiola deixava no banco os habituais titulares Samuel Eto'o, Andrés Iniesta e Thierry Henry. Mas tal pensamento depressa se provou estar errado. Messi tabelou com Daniel Alves à entrada da área, acorreu ao maravilhoso passe picado do brasileiro e, com a parte de fora do pé, rematou com êxito.

Vantagem ampliada
A formação suíça mal teve tempo para reagir ao primeiro golo sofrido, vendo-se a perder por 2-0 pouco depois. Xavi isolou Sergio Busquets na direita e o jovem médio espanhol colocou a bola por entre as pernas de Franco Costanzo. O guardião do Basileia negou, de seguida, o golo a Xavi, mas o Barça não abrandou o ritmo, continuou a pressionar e marcou novamente, desta feita por intermédio de Bojan, uma das surpresas no "onze" catalão, que ganhou espaço junto à baliza adversária e rematou rasteiro ao canto inferior esquerdo.

Alívio chega com o intervalo
E apenas um corte sobre a linha evitou novo golo de Bojan pouco depois. Minutos mais tarde foi a vez de Costanzo brilhar e parar um remate de Daniel Alves, evitando que os catalães chegassem ao quarto golo ainda antes da meia-hora de jogo. Contudo, o massacre continuava, com as tropas de Gross a correrem desesperadamente atrás dos adversários. Bojan, em boa posição, rematou ao lado e Aleksandr Hleb, com um remate rasteiro, ficou a centímetros do golo. O apito soou finalmente para o intervalo, para alívio dos homens da casa.

Bis de Bojan
No reatamento, Gross fez entrar Valentin Stocker para o lugar de Eduardo Rubio, mas foram precisos apenas mais 60 segundos para Costanzo voltar a ser batido. Bojan finalizou da melhor forma um contra-ataque, após um passe de Busquets. E, dois minutos mais tarde, na sequência de uma boa jogada de entendimento entre Hleb e Messi, Xavi inscreveu, também ele, o seu nome na lista de marcadores, fazendo o 5-0. Para aumentar ainda mais as preocupações dos homens da casa, Guardiola lançou Henry em campo, mas foi Bojan quem desperdiçou uma boa oportunidade, com um "chapéu" que passou ligeiramente por cima.

Rara oportunidade
Na outra grande área foi Streller a, finalmente, ameaçar a baliza à guarda de Víctor Valdés, quando levou a melhor sobre Carles Puyol e rematou com perigo. Este lance mostrava sobretudo que o Barcelona tinha diminuído a intensidade de jogo. Quanto ao Basileia, deve estar já a pensar nas dificuldades que o esperam na visita a Camp Nou, marcada para 4 de Novembro. Matematicamente os suíços têm ainda possibilidades de se qualificarem, mas para tal o Barça terá de ser uma das equipas a ficar pelo caminho. Cenários que, certamente, não demorarão a ficar resolvidos.

Topo