Garra do Drogheda dá frutos

A primeira mão da primeira pré-eliminatória da UEFA Champions League ficou concluída com quatro encontros, com domínio dos anfitriões.

Ollie Cahill marcou um golo e bateu um recorde ao serviço do Drogheda United
Ollie Cahill marcou um golo e bateu um recorde ao serviço do Drogheda United ©Sportsfile

A primeira mão da primeira pré-eliminatória da UEFA Champions League ficou concluída com quatro encontros, nos quais existiu um predomínio das equipas que jogaram em casa. O Drogheda United FC e o FK Aktobe conseguiram vitórias tangenciais, enquanto o FC Dinamo Tbilisi somou um triunfo mais robusto, que garante tranquilidade para a segunda mão. O NK Dinamo Zagreb confirmou o seu prestígio europeu e conseguiu vencer na deslocação à Irlanda do Norte.

FC Dinamo Tbilisi 3-0 NSÍ Runavík
Rainer Zobel teve uma boa estreia no comando do campeão da Geórgia, levando o Dínamo de Tbilissi a uma vitória inquestionável sobre os visitantes das Ilhas Faroé. Os três golos do encontro foram marcados na primeira meia-hora, com o defesa Guram Kashia a inaugurar o marcado aos sete minutos. Apenas três minutos mais tarde, David Odikadze assistiu Oleg Gvelesiani que, com um remate à queima-roupa, aumentou a vantagem da turma da casa. Odikadze também marcou, na conversão de uma grande penalidade, mas, apesar da grande pressão, o Dínamo tem de se contentar com uma vantagem de três golos para o encontro decisivo, agendado para a próxima semana.

FK Aktobe 1-0 FC Sheriff
O Aktobe dominou totalmente o jogo disputado no Cazaquistão, mas mostrou uma grande falta de eficácia e só conta com uma curta vantagem para a segunda mão. A formação da casa mostrou grandes dificuldades para ultrapassar a defesa do Sheriff e precisou de uma grande penalidade para chegar à vitória. Ulugbek Assanbayev foi derrubado dentro da grande área aos 49 minutos e Samat Smakov aproveitou para fazer o único golo do encontro. Sergey Strukov, Assanbayev e Marat Khayrullin dispuseram de boas oportunidades para aumentar a vantagem do Aktobe, mas os campeões da República da Moldávia conseguiram resistir à pressão.

Drogheda United FC 2-1 FC Levadia Tallinn
A boa reacção do Drogheda na segunda parte vai possibilitar que os irlandeses viajem para a Estónia, na próxima semana, com uma curta vantagem. Tarmo Kink interceptou um atraso de Graham Gartland, contornou o guarda-redes Daniel Connor e, aos 27 minutos, colocou os visitantes na frente do marcador. Cinco minutos depois do intervalo, o Drogheda chegou ao empate, quando Ollie Cahill, que estabeleceu um novo recorde de jogos ao serviço de um clube irlandês nas competições europeias, correspondeu de cabeça a um cruzamento de Stuart Byrne. O vencedor ficou encontrado quando Fahrudin Kudozovic atirou ao poste e Richard Baker foi o mais rápido a reagir, dando o triunfo ao Drogheda.

Linfield FC 0-2 NK Dinamo Zagreb
Um golo de livre, marcado em tempo de compensação pelo reforço chileno Pedro Morales, permitiu ao Dínamo de Zagreb regressar a casa, para a segunda mão, com dois golos de vantagem. Morales apontou um livre à entrada da área, fazendo a bola contornar a barreira e surpreender o guarda-redes do Linfield, Alan Mannus. A equipa da casa foi penalizada pela falta de qualidade dos seus atacantes e raramente deu trabalho à defesa visitante, que teve uma noite tranquila em Windsor Park. Os campeões croatas estiveram em vantagem desde os 19 minutos, quando Marijo Mandžukić recebeu um bom passe de Morales e fez a bola entrar na baliza da equipa da Irlanda do Norte.