O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Shakhtar entra a vencer

FC Shakhtar Donetsk 2-0 Celtic FC
Os escoceses não foram capazes de reagir aos golos de Brandão e Cristiano Lucarelli.

O FC Shakhtar Donetsk entrou a vencer no Grupo D da UEFA Champions League. Os golos de Brandão e Cristiano Lucarelli, nos primeiros oito minutos do encontro, não tiveram resposta por parte do Celtic FC, que continua com maus resultados fora de portas.

Benfica é o próximo adversário

Golo madrugador
O Shakhtar começou com Tomáš Hübschman no lugar do castigado Dmytro Chygrynskiy e desde logo causou perigo, com Fernandinho a cabecear por cima da trave após cruzamento de Darijo Srna. Ainda assim, a formação da casa não teve de esperar muito pelo primeiro golo da noite e da fase de grupos, através de um cruzamento de Fernandinho que rasgou a defensiva contrária, tendo Brandão demonstrado a frieza necessária para bater Artur Boruc.

Lucarelli marca
O brasileiro costuma destacar-se nas partidas com o Celtic, pois marcara numa vitória do Shaktar, por 3-0, diante dos escoceses, na fase de grupos de 2004/05. Os visitantes ter-se-ão lembrado da reedição dessa noite quando Lucarelli tentou um "chapéu" e falhou por pouco o alvo, antes de dar o melhor seguimento a um cruzamento de Răzvan Raţ, de cabeça, deixando as bancadas do Olympiyskiy em delírio.

Perigo nas alas
Sem estarem deslumbrados pela vantagem de 2-0, as camisolas laranja continuaram a pressionar e a causar perigo, principalmente nas alas. A oportunidade seguinte, aos 19 minutos, surgiu da mesma forma que o golo, com Rat a romper pelo flanco esquerdo para servir Lucarelli, mas este rematou à figura de Boruc. Um lance de Brandão, anulado por fora-de-jogo, deu o mote para o primeiro ataque do Celtic, com Massimo Donati a passar por um defesa para servir Scott McDonald, incapaz de bater Andriy Pyatov.

Boruc defende
Com o Celtic mais tranquilo, o Shakhtar passou a jogar no contra-ataque, táctica que quase rendeu dividendos aos 40 minutos, por intermédio de uma jogada entre Brandão e Srna, que libertou Ilsinho. O cruzamento do croata serviu o brasileiro na perfeição e o remate proporcionou a Boruc uma excelente defesa. Após o intervalo, o Shakhtar regressou à mó de cima, tendo Srna rematado às malhas laterais, aos 53 minutos, antes de Brandão cabecear ao lado, após um bom passe de Mariusz Lewandowski.

Alterações de Strachan
Com o jogo a caminhar para o final, Gordon Strachan trocou Aiden McGeady por Shunsuke Nakamura, tendo o organizador de jogo sido completamente anulado por Ilsinho e Srna, no flanco direito. McDonald cedeu o seu lugar a Chris Killenm, que chegou ao clube a custo zero, oriundo do Hibernian FC, ao mesmo tempo que Nery Alberto Castillo entrou em campo como a mais cara contratação do Shakhtar, por 20 milhões de euros, que procura chegar aos oitavos-de-final pela primeira vez. O mexicano causou perigo por duas vezes, após Jan Vennegoor of Hesselink ter rematado pouco ao lado do alvo, na melhor ocasião do Celtic.