O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Shakhtar e Celtic com mesmo objectivo

Shakhtar Donetsk e Celtic encontram-se na ronda inaugural do Grupo D, sendo que ambos tentarão evitar o destino que tiveram da última vez que jogaram no mesmo grupo da UEFA Champions League.

FC Shakhtar Donetsk e Celtic FC encontram-se na ronda inaugural do Grupo D, sendo que ambos tentarão evitar o destino que tiveram da última vez que jogaram no mesmo grupo da UEFA Champions League. Nessa época, 2004/05, nenhuma das duas equipas passou da fase de grupos e, com o actual campeão europeu AC Milan como claro favorito para vencer o grupo, ambas as equipas têm pela frente um grande desafio para terminarem num dos dois primeiros lugares.

• Existem motivos para optimismo de ambos os lados. O Shakhtar pode não ter passado da fase de grupos nas últimas três épocas, mas tem um bom registo nos jogos disputados em casa na prova, com cinco vitórias e dois empates em nove jogos realizados no Estádio RSC Olympiyskiy.

• Já o Celtic, campeão europeu em 1967, quer dar seguimento ao sucesso da temporada passada, na qual, à quarta tentativa, chegou pela primeira vez aos oitavos-de-final da UEFA Champions League no seu formato actual.

•A equipa orientada por Mircea Lucescu, segunda classificada na Premier League ucraniana da época passada, chegou à fase de grupos tendo recuperado de uma desvantagem de dois golos frente ao FC Salzburg na terceira pré-eliminatória. Após a derrota por 1-0 na primeira mão na Áustria, o Shakhtar viu a desvantagem alargar-se aos cinco minutos da segunda mão, com um golo de Remo Meyer. No entanto, os tentos de Cristiano Lucarelli (9 minutos), e dos suplentes Nery Alberto Castillo (79') e Brandão (87') valeram a vitória aos ucranianos.

• O Celtic, campeão escocês, também chegou a esta fase de forma dramática, eliminando o FC Spartak Moskva por 4-3 no desempate por grandes penalidades, após dois empates a uma bola. Os comandados de Gordon Strachan estiveram em vantagem em ambas as partidas, mas os golos de Paul Hartley em Moscovo e de Scott McDonald em Glasgow foram cancelados por tentos de Roman Pavlyuchenko em ambas as ocasiões. Tanto Pavlyuchenko como Jan Vennegoor of Hesselink, do Celtic, falharam grandes penalidades no segundo jogo, antes do desempate final, em que Artur Boruc realizou duas defesas decisivas.

• O Shakhtar venceu por 3-0 quando as duas equipas se encontraram na Ucrânia a 20 de Outubro de 2004, com golos de Matuzalém (2) e Brandão na segunda parte. Esse foi o primeiro encontro dos ucranianos contra uma equipa escocesa.
• As equipas alinharam da seguinte forma nesse jogo:
Shakhtar - Jan Laštuvka; Flavius Stoican, Cosmin Barcauan, Mariusz Lewandowski, Razvan Rat; Andriy Vorobey (Brandão), Anatoliy Tymoschuk, Matuzalem; Zvonimir Vukic; Julius Agahowa (Darijo Srna), Ciprian Marica (Igor Duljaj)
Celtic - David Marshall; Didier Agathe, Stanislav Varga, Dianbobo Balde, Jackie McNamara (Stephen McManus); Stilian Petrov, Neil Lennon, Chris Sutton, Juninho Paulista (Aiden McGeady); John Hartson, Henri Camara.

• Seis jogadores do Shakhtar que actuaram nesse dia ainda estão no clube – Brandão, Duljaj, Lewandowski, Rat, Srna e Vukic –, mas do lado do Celtic são apenas três os resistentes – Balde, McGeady e McManus.

• O Celtic venceu a segunda mão por 1-0, naquela que foi apenas a sua segunda vitória em oito encontros diante de adversários ucranianos.

• O Celtic chegou aos oitavos-de-final da prova na época passada graças às suas fantásticas prestações em casa. Na fase de grupos, venceu os três jogos disputados no Celtic Park, tendo perdido os outros três. Nos oitavos-de-final, um golo de Kaká em San Siro, já no prolongamento, deu a vitória por 1-0 no total das duas mãos ao Milan.

• Com as quatro derrotas fora de casa na última edição da prova, o Celtic perdeu 12 dos últimos 13 jogos disputados na UEFA Champions League na condição de visitante.

• O Shakhtar perdeu menos jogos do que o Celtic na fase de grupos de 2006/07 – apenas dois, e ambos fora de casa –, mas venceu apenas uma vez, por 1-0, em casa contra a AS Roma, o que não deu para mais do que o terceiro lugar no grupo.

• Os ucranianos seguiram depois para a Taça UEFA, onde perderam nos oitavos-de-final contra o Sevilla FC, eventual vencedor da prova, após uma derrota por 3-2 em casa e um empate a duas bolas em Espanha.