O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Crouch não assusta Essien

Michael Essien, médio do Chelsea, sabe que tem pela frente uma missão de alto risco nesta terça-feira, mas o facto de ter de se bater com o gigante avançado do Liverpool, Peter Crouch, não o assusta.

Michael Essien, médio do Chelsea FC, sabe que tem pela frente um trabalho muito difícil nesta terça-feira. O ganês regressa à UEFA Champions League numa posição pouco habitual, no eixo da defesa, à espera de impedir o Liverpool FC de marcar os golos que colocariam um ponto final nos seus sonhos de alcançar a final.

Problema com dois metros
Essien esteve castigado no jogo da primeira mão, em Stamford Bridge, quando o Chelsea conseguiu uma vantagem de 1-0 que leva para Anfield, para o jogo da segunda mão. Sem Ricardo Carvalho, lesionado, o internacional ganês tem a tarefa de marcar Peter Crouch, avançado do Liverpool com dois metros de altura. "É o mais alto que alguma vez defrontei, mas estou pronto", afirmou Essien. "Nunca vi um jogador de futebol mais alto que ele. Pode bater-me no jogo aéreo, mas conseguirei ganhar bolas no relvado".

Vulnerabilidade na defesa
Crouch foi um problema para Essien quando as duas equipas jogaram em Anfield, então para a Premiership, em Janeiro. O avançado inglês assinou o primeiro golo da vitória (2-0) do Liverpool, deixando clara a vulnerabilidade aérea da defesa do Chelsea quando não conta com o capitão John Terry, então a recuperar de uma lesão. Com John outra vez a jogar, Essien sente-se mais confortável. "É bom ter o John ao meu lado. É um jogador mais defensivo e tem mais experiência que eu, por isso vai ensinar-me a melhor forma de o fazer", afirmou o jogador de 24 anos de idade. "Quando perdemos, o JT não estava aqui e o treinador colocou-me ao lado de Paulo Ferreira na defesa. Foi difícil enfrentar Peter Crouch, mas penso que agora é outra história. O JT está de volta e é mais forte no jogo aéreo".

Confiança em alta
Essien, autor do golo ao cair do pano que valeu a eliminação do Valencia CF nos quartos-de-final, está convencido de que o Chelsea tem tudo para superar a pressão e alcançar a final da UEFA Champions League pela primeira vez na sua história. "O ambiente do balneário é muito bom e a confiança está em alta. Estamos aqui para vencer e espero que o consigamos, mas, mesmo que empatemos, vamos estar na final", disse. "Temos sempre de acreditar em nós próprios e que somos capazes, mas vamos ver o que acontece".