O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Benítez atento aos campeões

Frank Rijkaard diz que a sua equipa pode "causar uma surpresa", enquanto o treinador do Liverpool reconhece que o Barcelona é capaz de dar a volta a qualquer eliminatória.

O Liverpool FC tem uma dupla vantagem sobre o FC Barcelona nos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Os ingleses venceram o jogo da primeira mão e vão disputar o encontro decisivo em Anfield, frente aos seus adeptos. Apesar de estar em posição desfavorável, Frank Rijkaard acredita que a equipa visitante pode "causar uma surpresa" na terça-feira e anular a desvantagem de 2-1.

Maus resultados
Num embate entre os dois últimos campeões europeus, o Liverpool saiu em vantagem de Camp Nou graças aos golos de Craig Bellamy e John Arne Riise. Agora, ambos os conjuntos estão apostados em recuperar dos maus resultados averbados no fim-de-semana. Na Premiership, o Liverpool perdeu por 1-0 frente ao líder Manchester United FC, com o golo decisivo a ser apontado no minuto 90. Já o Barcelona perdeu por 2-1 no terreno do Sevilha FC e entregou a liderança da Primera División ao conjunto andaluz.

Excelente vitória
As opções tácticas do treinador Rafael Benítez foram muito elogiadas depois de o Liverpool ter conseguido uma excelente vitória em Barcelona e agora o treinador acredita que os seus jogadores vão reagir positivamente ao desaire com o Manchester. "Jogámos bem no sábado e merecíamos ter vencido, mas não conseguimos", explicou Benítez. "O positivo é que agora estamos noutra competição, com outro adversário e uma estratégia diferente", acrescentou o espanhol, que acredita que o Barcelona vai apostar num ataque com Samuel Eto'o, Ronaldinho e Lionel Messi.

Equipa secreta
A equipa inicial do Liverpool é sempre um segredo bem guardado, que Benítez só revela em cima do apito inicial, mas o treinador garante que vai jogar ao ataque, não se limitando a gerir a vantagem tangencial. "Vamos tentar ganhar. Temos de pensar que partimos do zero e que podemos contar com o apoio do público de Anfield", explicou Benítez. "Eles são obrigados a marcar dois golos em nossa casa, mas o Barcelona é uma das poucas equipas capazes de o fazer. Só precisam de estar ao seu nível. Sabemos que os nossos jogadores têm qualidade suficiente para pensar na vitória".

Objectivo do Barcelona
O único triunfo do Barcelona sobre o Liverpool aconteceu na última visita a Anfield, por ocasião da segunda fase de grupos da UEFA Champions League de 2001/02. Como os catalães precisam de vencer a segunda mão por uma vantagem de dois golos, a repetição desse resultado de 3-1 seria suficiente para colocar a equipa de Deco nos quartos-de-final. Uma vitória tangencial também poderá dar o apuramento ao Barça, mas para que tal aconteça os actuais detentores do troféu teriam de marcar, pelo menos, três golos, seguindo em frente por terem marcado mais golos fora de casa. O treinador da equipa espanhola não arrisca um prognóstico destes. "Deixei a minha bola de cristal em casa", ironizou Rijkaard.

Sacudir a pressão
"Neste jogo vamos ter oportunidade de emendar os erros da primeira mão", acrescentou o holandês, insistindo que o Liverpool está sob maior pressão, pois vai jogar em casa. O Barcelona deve continuar a apostar numa ofensiva e arriscada táctica de 3-4-3. Rijkaard destacou que é preciso atacar de forma "inteligente", mas não se coibiu de deixar um aviso. "Temos uma equipa com qualidade suficiente para causar uma surpresa, tanto mais que vamos entrar em campo sem ter muito a perder".

Equipas prováveis
Liverpool:
Pepe Reina; Steve Finnan, Jamie Carragher, Daniel Agger, Fabio Aurélio; Steven Gerrard, Mohamed Sissoko, Xabi Alonso, John Arne Riise; Dirk Kuyt e Craig Bellamy.

Barcelona: Víctor Valdés; Carles Puyol, Lilian Thuram, Oleguer Presas; Xavi Hernández, Rafael Márquez, Andrés Iniesta, Deco; Ronaldinho, Samuel Eto'o e Lionel Messi.