O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Golo de Giggs divide opiniões

Alex Ferguson, técnico do Manchester United, e Claude Puel, homólogo do Lille, têm visões diferentes sobre a legalidade do golo de Ryan Giggs.

Alex Ferguson considerou que o árbitro Eric Braamhaar teve "toda a razão" em ter permitido o golo a Ryan Giggs, nos minutos finais, depois de um livre cobrado rapidamente pelo médio do Manchester United FC ter culminado no golo da vitória, apesar dos protestos de Claude Puel, técnico do LOSC Lille Métropole.

Alex Ferguson, treinador do Manchester United
O golo é inteiramente legal porque o árbitro deu autorização para a cobrança do livre. Já vi este tipo de situações muitas vezes no campeonato inglês. Estou muito feliz com o resultado, já que as condições do relvado estavam muito más, afectando bastante os passes. Na primeira parte, assistimos a um jogo muito nervoso, mas o segundo tempo foi melhor. Tivemos quatro oportunidades durante o encontro e o Lille só teve duas ou três. Penso que houve maior envolvimento no segundo tempo por parte das duas equipas, menos passes longos do que na primeira parte e o jogo teve mais qualidade.

Claude Puel, treinador do Lille