O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Cimeira de históricos em Madrid

Real Madrid e Bayern de Munique vão tentar contrariar a tendência doméstica neste regresso à grande aventura europeia quando se encontrarem na primeira mão dos oitavos-de-final.

Dois gigantes do futebol europeu, Real Madrid CF e FC Bayern München, vão medir forças pela sexta vez em oito épocas, quando, na terça-feira, se encontrarem no Santiago Bernabéu, em partida dos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Curiosamente, ambas as formações necessitam de uma certa dose de moral, mas como os gigantes nunca se abatem, até o facto de as respectivas carreiras domésticas não estarem a correr bem torna o duelo mais interessante.

Europa, meu amor
Com efeito, nenhuma das equipas tem convencido esta época nas provas internas, mas nas competições europeias o quadro é bem diferente. A conviver com dificuldades na finalização na liga espanhola - como atesta o empate a zero averbado no último sábado, diante do Real Betis Balompié -, o Real Madrid possui o ataque mais realizador da UEFA Champions League, tendo registado 14 golos na campanha que terminou no segundo posto no Grupo E. Os bávaros, por seu lado, venceram o duríssimo Grupo B (onde se encontrava o Sporting) com apenas três golos sofridos, um dado estatístico que contrasta com o registo na Bundesliga.

"O jogo mais importante"
Confiante, o treinador dos "merengues", Fabio Capello, acredita que a sua equipa vai rapidamente reencontrar os bons ventos da frente europeia neste regresso à acção na UEFA Champions League. "Penso que vamos jogar bem", projecta. "Os adeptos estão do nosso lado. Esta época têm sido fantásticos no incentivo à equipa na UEFA Champions League". O treinador transalpino sublinha o interesse deste embate dos oitavos-de-final: "É o jogo mais importante da temporada, até ao momento. Quando disputamos uma partida deste calibre é muito importante jogarmos bem".

Táctica em segredo
A actuar perante o seu público, o Real Madrid poderá tentar uma abordagem ousada ao desafio, procurando um resultado confortável e susceptível de proporcionar uma viagem tranquila à Baviera, onde, no dia 7 de Março, se disputa a partida da segunda mão. No entanto, Capello não abre o jogo e esconde a estratégia. Questionado sobre se apresentará uma formação virada para o ataque, colocando Gonzalo Higuaín - um dos três reforços de Inverno -, ao lado de Ruud van Nistelrooy, o técnico devolveu uma resposta evasiva. "Tenho o 'onze' inicial bem delineado no meu pensamento". Sergio Ramos e Mahamadou Diarra estão fora das opções, devido a problemas físicos, enquanto Roberto Carlos deverá regressar à competição, depois de ter debelado a lesão numa coxa.

Campeão Hitzfeld de volta
Um verdadeiro problema. Esta é a forma mais concisa de definir o percurso do Bayern em 2007. O conjunto germânico perdeu cinco dos dez jogos disputados na Bundesliga, após o encerramento da fase de grupos da UEFA Champions League, situação que conduziu à saída do técnico Felix Magath. Ottmar Hitzfeld, treinador bicampeão europeu, assumiu a condução dos bávaros e, na antevisão do duelo, encontra semelhanças nos problemas vividos pelos dois conjuntos. "As equipas passam por dificuldades, mas Real Madrid e Bayern são dois históricos do futebol europeu. Neste momento, ambos têm problemas evidentes no ataque, mas o Real Madrid melhorou muito em termos defensivos". Pelo contrário, no passado fim-de-semana bastou um golo solitário ao TSV Alemannia Aachen para derrotar o Bayern.

Pressão
Todavia, o treinador dos germânicos não considera os espanhóis favoritos. Segundo Hitzfeld, vencerá no Bernabéu a formação que melhor lidar com o ambiente do encontro. "É um jogo de enorme pressão e a equipa que melhor conviver com esta situação acabará por vencer. Mas penso que a pressão que incide sobre o Bayern nos jogos em casa nas provas internas é muito maior, pois as expectativas também são mais elevadas". A vitória será, sem dúvida, um resultado revigorante para qualquer uma das equipas.

Equipas prováveis
Real Madrid CF: Iker Casillas; Míchel Salgado, Iván Helguera, Fabio Cannavaro e Roberto Carlos; Emerson, Fernando Rubén Gago, Guti e David Beckham; Raúl González e Ruud van Nistelrooy.

FC Bayern München: Oliver Kahn; Philipp Lahm, Lucio, Daniel Van Buyten e Willy Sagnol; Hasan Salihamidžić, Owen Hargreaves, Mark van Bommel e Bastian Schweinsteiger; Roy Makaay e Lukas Podolski.