Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Caneira partilha louros

O defesa de 27 anos elogiou o colectivo depois do fantástico golo marcado ao Inter, que deu a vitória ao Sporting, por 1-0.

Marco Caneira não quis os louros só para si depois do fantástico golo que deu a vitória ao Sporting, por 1-0, ante o FC Internazionale Milano.

Derrota vingada
Este tento permitiu ao defesa vingar a derrota por 5-1 sofrida ante o mesmo Inter (numa noite inspirada de Adriano), frente ao seu antigo clube, o Valencia CF, na fase de grupos da edição de 2004/05 da UEFA Champions League. Contudo, para o lateral sportinguista, este triunfo não teve nada de pessoal. "Não vejo este resultado como uma vingança por esse jogo e não quero que se diga que o Sporting ganhou desta vez por o Inter ter jogado pouco", disse ao uefa.com.

Inesquecível
"Esta foi uma vitória que foi planeada e merecida", acrescentou. "As pessoas apenas se lembram do meu golo, que foi o melhor da minha carreira, mas esta vitória foi de toda a equipa, para a qual todos trabalhámos. Quando a bola entrou senti uma alegria muito grande, não por mim, mas pelo Sporting".

Juventude e experiência
O Inter lamentará certamente o facto de o internacional português, de 27 anos, não ter ficado no Valência esta temporada. Caneira permaneceu em Alvalade, emprestado por cinco temporadas. "Estou muito satisfeito por ter optado por ficar aqui", afirmou. "Acredito que o Sporting vai longe. Temos trabalhado muito estes meses com Paulo Bento e podemos ver que a mistura entre a juventude e a experiência desta equipa está a evoluir muito depressa".

Sporting veloz
O médio do Inter, Olivier Dacourt, confirmou que a rapidez com que o Sporting jogou causou muitos problemas ao conjunto de Milão. Antes deste jogo, o seu técnico, Roberto Mancini, avisou que os campeões italianos não estariam no seu melhor do ponto de vista físico, pois apenas disputaram dois jogos oficiais esta temporada e a vitória de sábado, no reduto da ACF Fiorentina, tinha deixado as suas marcas. "O Sporting jogou com muita garra, o que não nos surpreende pois o vídeo que vimos mostrou isso mesmo", disse Dacourt. "Foi claro que a sua táctica foi colocar bem alto o ritmo de jogo e sabemos que, ao defrontar uma equipa cheia de jovens, a sua motivação e energia são imensas".

Fazer pela vida
"O facto é que nós não jogámos o suficiente para contrariar o adversário, mas este é só o primeiro jogo", acrescentou o francês. "Sabemos que nos restam cinco oportunidades para corrigir o que aconteceu e conseguirmos o apuramento, pelo que temos que fazer pela vida de imediato".

Topo