Eto'o pronto para o Chelsea

Samuel Eto’o acredita que a eliminatória da UEFA Champions League entre o Barcelona e o Chelsea ainda não está decidida, apesar da vantagem catalã após o triunfo em Londres.

Samuel Eto’o acredita que a eliminatória da UEFA Champions League entre FC Barcelona e Chelsea FC ainda não está decidida, apesar da vantagem da sua equipa, após o triunfo em Stamford Bridge, por 2-1, na partida da primeira mão dos oitavos-de-final.

Golo da vitória
O avançado camaronês marcou o segundo tento do Barça em Londres - que viria a ser o da vitória -, impossibilitando o Chelsea, então reduzido a dez elementos por expulsão de Asier Del Horno ainda no primeiro tempo, de aproveitar da melhor forma o factor-casa, mas está preparado para um embate ainda mais emocionante no Camp Nou: “Ambas as equipas jogaram bem, mas creio que a segunda mão será ainda mais competitiva que a primeira”, disse Eto'o.

Recordações amargas
O conjunto orientado por José Mourinho impediu o FC Barcelona de vencer a sua segunda Taça dos Clubes Campeões Europeus na época passada, ao vencer em Londres por 4-2, depois de a formação dirigida por Frank Rijkaard ter ganho perante o seu público na primeira mão, por 2-1. Este revelou-se um desfecho bastante pesado para os catalães, então apontados como um dos principais candidatos ao triunfo na competição.

“Excelente oportunidade”
“Tivemos uma excelente oportunidade de vencer na época passada”, admitiu o dianteiro camaronês. “Mas o futebol não é uma ciência exacta e nem sempre vence a melhor equipa. Não quero com isto dizer que somos os melhores. Temos de jogar bem, a sorte é outro dos factores e, no final, veremos quão longe chegaremos”.

Desilusão
Tendo visto a selecção camaronesa falhar a qualificação para o Mundial 2006 e um lugar nas meias-finais da Taça das Nações Africanas devido ao desperdício de grandes penalidades, Eto’o afirma já ter tido a sua conta de desilusões em grandes jogos.

Sempre a aprender
Contudo, o jogador insiste que, em lugar de perturbar a sua concentração, tais experiências tornaram-no mais forte. “É bom passar por situações destas. Não podemos ter só boas recordações e é provavelmente nestes momentos, quando as coisas nos correm mal, que mais aprendemos - talvez mesmo mais do que quando ganhamos uma final”, considera Eto’o.

Imprevisibilidade
O atacante, que celebra o 25º aniversário a 10 de Março, é o ponta-de-lança do ataque catalão cujo estilo imprevisível é altamente contrastante com a atitude mais cautelosa colocada em campo por outros gigantes europeus, como a Juventus, o próprio Chelsea ou o FC Bayern München.

Forma de jogar
“Todos têm a sua forma de ver o futebol. Essas equipas podem pensar que é melhor para elas jogarem dessa forma e é preciso não esquecer que todas elas lideram os campeonatos dos respectivos países. A forma como se joga depende sempre do treinador e da sua maneira de interpretar o futebol. Estou feliz por pertencer a esta equipa e pela forma como joga o Barça”, confessa o Melhor Jogador Africano de 2005.

Treinador calmo
Com um enorme reservatório de talento ao dispor do técnico [no qual está incluído o organizador de jogo da selecção portuguesa, Deco], as ideias de Rijkaard permitiram aos seus jogadores explanarem as melhores características sobre o relvado, sem, no entanto, sacrificarem a estabilidade defensiva. Questionado sobre como é trabalhar com o técnico holandês, Eto’o respondeu: “Ele é muito calmo. Mesmo quando pensamos que as coisas estão a correr mal, ele consegue sempre manter a calma”.

No comando
As coisas não têm corrido nada mal ao Barcelona na presente temporada. Em vantagem na eliminatória com o Chelsea, os catalães lideram a Primera División, com dez pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Real Madrid CF. “Temos uma vantagem confortável. Queremos continuar a ganhar, mas a pressão está do lado dos nossos adversários. Quando estamos atrás, compete-nos recuperar os pontos em desvantagem. Podemos perder duas vezes sem, todavia, abandonarmos a liderança, enquanto se eles perderem ser-lhes-á bastante difícil sagrarem-se campeões”, concluiu Eto’o.