Juve preparada para o Bremen

As vitórias das últimas duas jornadas na Serie A deixam a Juventus motivada para dar a volta à eliminatória com o Werder Bremen.

A Juventus está empenhada em inverter o resultado da primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Na Alemanha, a 22 de Janeiro, os campeões italianos perderam por 3-2, mas depois disso conseguiram duas moralizadoras vitórias. Do outro lado vai estar uma equipa alemã que também ainda não sofreu qualquer derrota desde o jogo da primeira mão, no Weserstadion.

UC Sampdoria 0-1 Juventus
Bastou um golo de Pavel Nedved para a Juventus sair vitoriosa de Génova e para os líderes de Serie A manterem uma vantagem de dez pontos sobre o AC Milan, que é o segundo classificado. A Juventus não pôde contar, no sábado, com os seus dois principais avançados, David Trezeguet, com problemas num tornozelo, e Zlatan Ibrahimovic, lesionado num joelho. Como os defesas Giorgio Chiellini e Alessandro Birindelli também estavam indisponíveis, Gianluca Zambrotta foi adaptado ao lado direito na defesa. Nedved compensou todas as ausências e fez o único golo do jogo aos 24 minutos da segunda parte, permitindo à equipa de Fabio Capello continuar cem por cento vitoriosa desde o jogo de Bremen, na jornada anterior a Juve tinha vencido o US Lecce por 3-1.

O treinador Fabio Capello afirmou: "Temos uma grande atitude e acreditamos sempre que podemos vencer qualquer adversário. Nunca pensamos nos jogadores que estão lesionados, ou naqueles que não podem jogar, actuamos sempre para ganhar. A Sampdória jogou bem na primeira parte, foi agressiva e rápida, criando-nos muitos problemas. Ao intervalo disse aos meus jogadores que não podíamos permitir que a Sampdória continuasse da mesma forma e passámos a jogar muito melhor. Conseguimos um golo e tivemos mais oportunidades para marcar".

Bayer 04 Leverkusen 1-1 Werder Bremen
No sábado, o Bremen conseguiu apenas um ponto na deslocação a Leverkusen, não conseguindo aproveitar ao máximo o deslize dos líderes do campeonato. O Bremen ocupa o segundo lugar da Bundesliga, a oito pontos do FC Bayern München, que foi derrotado em casa do Hamburger SV. Aos três minutos de jogo, o centrocampista Torsten Frings colocou o Bremen em vantagem na conversão de uma grande penalidade mas, ainda antes do intervalo, Dimitar Berbatov restabeleceu o empate.

Para a deslocação a Leverkusen, o treinador do Bremen, Thomas Schaaf, não pôde contar com Andreas Reinke, o guarda-redes habitualmente titular. Entregues ao departamento médico ficaram também o defesa Naldo, com um problema na virilha, o capitão Frank Baumann, lesionado num pé, e o avançado, Aaron Hunt, que tem problemas num joelho. Tim Wiese substituiu Reinke na baliza, enquanto o goleador Frings foi titular no lugar de Daniel Jensen. "Não jogámos dinamicamente como é habitual", afirmou Wiese. "O Leverkusen foi a melhor equipa, jogou com maior agressividade. Temos de estar satisfeitos por não termos sido derrotados". Antes do empate em Leverkusen, o Bremen tinha conseguido bater por 2-0, em casa, o VfL Borussia Mönchengladbach. Ivan Klasnic e de Miroslav Klose fizeram os golos desse triunfo a 25 de Fevereiro.

Topo