A desilusão segundo Magath

O treinador do Bayern, Felix Magath, lamentou as oportunidades perdidas após a sua equipa ter empatado em casa a um golo com o Milan.

Emoções diferentes para os dois treinadores, após o AC Milan ter empatado (1-1) no terreno do FC Bayern München, em jogo da primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Felix Magath ficou naturalmente desiludido após a grande penalidade convertida por Andriy Shevchenko aos 58 minutos ter reposto a igualdade no marcador. O excelente tento inaugural de Michael Ballack, a meio de uma primeira parte dominada pelos campeões alemães, viria a revelar-se insuficiente.

Felix Magath, treinador do Bayern
Estou extremamente insatisfeito com o resultado, porque dominámos a primeira parte e fomos claramente a melhor equipa antes do intervalo. Mas na segunda parte, regressámos dos balneários e começámos a jogar de forma mais passiva. A minha ideia era lançar dois jogadores à passagem da hora de jogo para aumentar a pressão sobre o Milan, mas o golo do empate afectou-nos e poucas oportunidades voltámos a criar até ao fim da partida. O jovem Michael Rensing esteve brilhante e salvou-nos nos últimos minutos, negando o golo a Shevchenko. O empate (1-1) em casa não é propriamente o que queríamos, mas ainda temos hipótese de nos qualificarmos. Provámos que somos, pelo menos, tão fortes quanto eles e até podemos dominá-los. Eles também têm Gennaro Gattuso suspenso para a segunda mão, o que é outra vantagem, pelo que não vejo razões para não podermos ganhar em Milão.

Carlo Ancelotti, treinador do Milan
Estou muito satisfeito com o empate e creio que nos dá uma boa possibilidade para nos qualificarmos. Mas todos puderam ver que o Bayern é perigoso e muito forte, pelo que teremos de ser muito cuidadosos em casa. No início fomos bastante cautelosos, mas foi um bom jogo, com um elevado nível durante os 90 minutos. Após o nosso golo, criámos muitas oportunidades, mas, infelizmente, não conseguimos voltar a marcar. Creio que o encontro foi bastante equilibrado e a segunda mão será tão difícil como foi este embate. O Bayern é uma equipa forte e pode conseguir um bom resultado em Milão, mas estaremos preparados para eles.

Michael Ballack, médio do Bayern
O golo que sofremos deixa marcas, mas acho que jogámos bem e temos capacidade para marcar em Milão. Será difícil, porque nos cabe a nós marcarmos em Itália e, no fim do jogo, alguns jogadores estavam desiludidos. Contudo, estamos optimistas.

Topo