Dínamo escorrega em casa

FC Dynamo Kyiv 2-2 FC Thun
O Thun esteve por duas vezes em desvantagem, mas conseguiu um precioso empate na Ucrânia.

Por Igor Linnyk, no Estádio Valery Lobanovskiy

Com Eldin Jakupovic em grande destaque, o FC Thun conseguiu recuperar por duas vezes de uma desvantagem no marcador frente ao FC Dynamo Kyiv, assegurando um empate que lhe confere uma ligeira vantagem para o jogo da segunda mão da segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League.

Autogolo comprometedor
O guarda-redes do Thun foi desde muito cedo chamado a intervir, negando o golo a Ruslan Rotan, mas após Oleh Gusev ter inaugurado o marcador aos 19 minutos, o destino dos visitantes parecia estar traçado. Contudo, um golo de Rodolfo na própria baliza relançou o jogo 20 minutos depois. Apesar de Maksim Shatskikh ter reposto quase de imediato a liderança do Dínamo, Silvan Aegerter fez o 2-2 a meio do segundo tempo, antes de Jakupovic voltar a dar nas vistas, isto numa altura em que a equipa da casa buscava desesperadamente a vitória.

Grande defesa
Apesar do domínio do Dínamo, foram os suíços os primeiros a causar perigo, com o avançado italiano Mauro Lustrinelli a rematar ligeiramente ao lado. Porém, a equipa da casa assumiu o comando do jogo, com o cabeceamento de Rotan, antigo jogador do FC Dnipro Dnipropetrovsk, a obrigar Jakupovic a uma grande defesa.

Golo de Gusev
A oportunidade empolgou o Dínamo, com Gusev, Serhiy Rebrov e Andriy Nesmachniy a obrigarem Jakupovic a mais intervenções, proporcionando um início de jogo frenético. A pressão rendeu frutos e, aos 19 minutos, Gusev desmarcou-se dentro da área e rematou certeiro, colocando os ucranianos em vantagem.

Ataque de Lustrinelli
Shatskikh quase fez o 2-0 mas perdeu o domínio do esférico, um sinal do que estava para acontecer à equipa de Leonid Buryak. De facto, apesar de todo o domínio, foi o Thun quem marcou, com Lustrinelli a liderar um contra-ataque que culminou com Rodolfo a bater o seu colega de equipa, Olexandr Shovkovskiy.

Thun renasce
Ainda houve tempo para Shatskikh restabelecer a liderança, ao passar por um defesa para fazer o golo. O Dínamo não conseguiu manter a mesma intensidade após o intervalo, com o Thun a começar a tomar a iniciativa. Lustrinelli estava particularmente perigoso e foi mesmo ele que esteve na origem do tento do empate, combinando com Andreas Gerber para abrir espaços para Aegerter.

Jakupovic heróico
A equipa da casa respondeu bem e Jakupovic negou o golo a Ayila Yussuf por duas vezes. Rotan ainda tentou um último esforço, mas o guarda-redes da Bósnia-Herzegovina voltou a negar o golo ao Dínamo, dando ao Thun uma ligeira vantagem para o jogo da segunda mão, a disputar na quarta-feira, na Suíça.