Campeões vencem com classe

TNS 0-3 Liverpool (total: 0-6)
O campeão europeu bateu os galeses do TNS, graças a mais dois golos de Steven Gerrard e um de Djibril Cissé.

Por Trevor Haylett, no Racecourse Ground

Dois golos perto do final do jogo, graças a outros tantos momentos de inspiração de Steven Gerrard, garantiram ao Liverpool FC a vitória por margem confortável que tanto procurava na segunda mão da primeira pré-eliminatória da UEFA Champions League disputada em Wrexham, frente ao campeão do País de Gales, o Total Network Solutions FC.

Cissé abre o activo
O capitão do Liverpool acrescentou mais dois golos ao 'hat-trick' que conseguiu na partida da primeira mão, ao saltar do banco para marcar aos 85 e 86 minutos. Foi um duro golpe para o guarda-redes do TNS, Gerard Doherty, que, até ao momento, tinha impedido os visitantes de ampliar a vantagem que Djibril Cissé havia conseguido aos 26 minutos. O guardião efectuou cinco grandes intervenções, incluindo a defesa de uma grande penalidade, na segunda parte do encontro.

Três alterações
Cissé foi uma das três novidades no Liverpool em relação à vitória por 3-0, na semana transacta, em Anfield, e o francês mostrou claramente que queria deixar a sua marca no desafio. Na sequência de um rápido rasgo individual, logo aos quatro minutos, Cissé fugiu à defesa e apenas Doherty conseguiu travar o avançado.

TNS perigoso
O guarda-redes desfeiteou mais uma vez o atacante minutos volvidos, mas, entre estas duas oportunidades, o TNS também construiu dois bons lances ofensivos. Um deles surgiu aos 16 minutos, numa fase em que o Liverpool sentia bastantes dificuldades para impor a sua superioridade. Desta feita, foi Jamie Wood quem não conseguiu facturar.

Erro de King
Porém, numa altura em que o TNS começava a impor o seu futebol, um centro de John Arne Riise encontrou Cissé, que aproveitou o facto do defesa Chris King estar junto ao poste mais distante para rematar de pé esquerdo. O Liverpool colocava-se, então, em vantagem.

Em cima da linha de golo
Perto do intervalo, a turma inglesa esteve perto de chegar ao segundo tento, com Anthony Le Tallec a rematar e a ver Philip Baker salvar em cima da linha de golo. A equipa da casa podia dar-se por satisfeita com a sua exibição na primeira parte, mas, logo após o reatamento, o Liverpool aumentou a pressão.

Grande penalidade desperdiçada
Um cabeceamento à boca da baliza de Jamie Carragher foi brilhantemente defendido por Doherty, mas Darren Potter, quando se preparava para a recarga, foi travado em falta na grande área. Na consequente grande penalidade, Hamann rematou fraco, permitindo a defesa de Doherty.

Reina em apuros
O guardião voltou a ser decisivo ao defender um forte remate de Steve Finnan, na sequência de um livre directo. Do outro lado, o novo guarda-redes do Liverpool, José Manuel Reina, teve também bastante trabalho pela frente. Aliás, o espanhol foi batido por duas vezes, primeiro aos 67 minutos, após remate de Steven Beck, e em seguida por Marc Lloyd-Williams, aos 75 minutos. Contudo, ambos os lances foram invalidados por fora de jogo.

Kaunas de seguida
Gerrad assumiu, então, o comando do encontro com grande classe e garantiu ao Liverpool mais um triunfo por 3-0. O campeão europeu viaja agora até à Lituânia para defrontar o FBK Kaunas, na primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões, a realizar na próxima semana.