O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Juventus - Porto: retrospectiva, guia de forma, confrontos anteriores

A Juventus recebe o Porto em desvantagem da primeira mão, mas o golo fora apontado por Federico Chiesa, perto do fim, dá esperanças à equipa de Turim.

O treinador do Porto, Sérgio Conçeicão, conversa com Cristiano Ronaldo no final do jogo do Dragão com a Juventus
O treinador do Porto, Sérgio Conçeicão, conversa com Cristiano Ronaldo no final do jogo do Dragão com a Juventus Getty Images

A Juventus recebe o Porto em Turim com o objectivo de anular uma desvantagem da primeira mão dos oitavos-de-final pelo segundo ano consecutivo.

• Mehdi Taremi e Moussa Marega marcaram no início de cada parte e deram uma boa vantagem ao Porto na primeira mão, no Estádio do Dragão, mas Federico Chiesa reduziu a oito minutos do fim para a Juve. Na época passada, os italianos foram eliminados pelo Lyon nesta ronda depois de não terem conseguido anular em casa a desvantagem trazida da primeira mão.

• A Juve, que está nos oitavos-de-final pela sétima época consecutiva, nunca tinha sido derrotada nos cinco duelos anteriores com o clube português (4V 1E) e passou a esta fase depois de vencer o Grupo G graças a um sensacional triunfo em Barcelona, na sexta jornada.

• O Porto terminou no segundo lugar do Grupo C atrás do Manchester City, com apenas os três golos sofridos nesse encontro e quatro vitórias em seis jogos. Os portistas ultrapassaram a fase de grupos da UEFA Champions League pela quarta época consecutiva.

Resumo: Porto 2-1 Juventus (2 mins)
Resumo: Porto 2-1 Juventus (2 mins)

Confrontos anteriores

• A Juventus venceu o Porto por 2-0 fora e por 1-0 em casa nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2016/17. Marko Pjaca e Dani Alves marcaram na primeira mão, no Estádio do Dragão, com Paulo Dybala a converter uma grande penalidade aos 42 minutos para decidir o duelo no Juventus Stadium.

• A Juventus somou quatro pontos frente ao Porto na primeira fase de grupos da UEFA Champions League 2001/02, depois de um empate a zero em Portugal e um triunfo por 3-1 em Turim. Clayton marcou cedo para os visitantes, que eram treinados por Octávio Machado, mas Alessandro Del Piero e Paolo Montero operaram a reviravolta para a Juventus de Marcello Lippi. David Trezeguet confirmou o triunfo dos anfitriões perto do final.

• Os "bianconeri" também bateram o Porto por 2-1 na final da Taça dos Clubes Vencedores de Taças de 1984, em Basileia. Beniamino Vignola inaugurou o marcador para a Juventus, mas a equipa dirigida por António Morais empatou através de António Sousa. Perto do intervalo, Zbigniew Boniek deu o título à Juventus de Giovanni Trapattoni.

Guia de forma

Veja grandes golos da Juventus
Veja grandes golos da Juventus

Juventus
• Esta época, a equipa de Andrea Pirlo somou 15 pontos na fase de grupos e garantiu o primeiro lugar do Grupo G na última ronda, ao ganhar por 3-0 no terreno do Barcelona - que tinha vencido por 2-0 em Turim, na segunda jornada - ficando em vantagem nos confrontos directos. A Juventus também venceu ambos os jogos frente a Dínamo Kiev (2-0 f, 3-0 c) e Ferencváros (4-1 f, 2-1 c).

• Cristiano Ronaldo marcou ao Ferencváros na quarta jornada e conta com golos em 16 edições consecutivas da UEFA Champions League, proeza só igualada por Lionel Messi e Karim Benzema.

• Campeã de Itália pela nona época consecutiva em 2019/20, 36º título no total, a Juventus disputa a 21ª campanha na UEFA Champions League. Os italianos atingiram os oitavos-de-final em 18 ocasiões e em 2020/21 estão presentes pela sétima vez seguida na fase a eliminar.

• Os "bianconeri", sob o comando de Maurizio Sarri, venceram o grupo na época passada à frente do Atlético também com cinco vitórias em seis jogos (1E), mas foram eliminados pelo Lyon nos oitavos-de-final devido aos golos fora (0 -1 f, 2-1 c).

• A equipa de Turim venceu o seu grupo na UEFA Champions League em 14 ocasiões, incluindo nas últimas três épocas.

• Campeã europeia em 1985 e 1996, a Juventus disputou nove finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus, tendo perdido sete (um recorde), incluindo as últimas cinco.

• A Juventus perdeu apenas cinco dos 45 desafios europeus que disputou no Juventus Stadium (28V 12E), embora quatro dessas derrotas tenham acontecido nos últimos 13 jogos.

• A Juventus está pela 12ª vez nos oitavos-de-final da UEFA Champions League (7V 4D). A eliminação frente ao Lyon em 2019/20 colocou um ponto final numa série de três apuramentos consecutivos.

• O registo da Juventus na recepção a equipas portuguesas é 5V 1E 1D, tendo no último encontro batido o Sporting por 2-1 na fase de grupos da UEFA Champions League de 2017/18. A única derrota dos “bianconeri” em casa frente a um clube português ocorreu no primeiro empate, com o Benfica a ganhar por 1-0 em Turim na segunda mão das meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1967/68 (total 3-0), com os italianos a também serem afastados depois de empatarem 0-0 com o Benfica na segunda mão da meia-final da UEFA Europa League de 2013/14, falhando a presença na final no seu estádio.

• Antes da primeira mão desta eliminatória, as quatro derrotas da Juve frente a clubes portugueses tinham sido com o Benfica.

• O registo da Juventus em eliminatórias frente a clubes portugueses é: 3V 2D.

• A Juve venceu 15 das 34 eliminatórias europeias em que perdeu a primeira mão fora, embora tenha sido eliminada pelo Lyon na época passada. Os “bianconeri” conseguiram seguir em frente em quatro das seis vezes em que perderam fora de casa por 2-1, embora tenham sido eliminados nas duas últimas, frente ao Liverpool, nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2004/05 (0-0 c) e com o Benfica na meia-final da UEFA Europa League de 2013/14.

• O recorde da Juventus em seis desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é 3V 3D:
3-0 - Ajax, quartos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1977/78
1-4 - Widzew Łódź, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1980/81
4-2 - Argentinos Juniors, final da Taça Intercontinental de 1985
1-3 - Real Madrid, segunda eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1986/87
4-2 - Ajax, final da UEFA Champions League de 1995/96
2-3 - Milan, final da UEFA Champions League de 2002/03

Cinco grandes golos do Porto na Champions League
Cinco grandes golos do Porto na Champions League

Porto
• O Porto está invicto nesta edição da UEFA Champions League desde a derrota por 3-1 na 1ª jornada, no reduto do Manchester City, tendo vencido os três jogos seguintes, em casa frente a Olympiacos e Marselha (3-0), aos quais juntou um triunfo por 2-0 em França. O nulo na recepção ao Manchester City garantiu a conquista do segundo lugar do Grupo C. Os portistas completaram uma série de cinco jogos sem sofrer golos na UEFA Champions League ao vencerem em casa do Olympiacos, por 2-0, na sexta jornada.

• Os "dragões" estiveram 549 minutos sem sofrer golos nesta competição até ao golo de Chiesa pela Juve na primeira mão.

• Esta é a 24ª campanha do Porto na fase de grupos da UEFA Champions League, registo apenas superado por Real Madrid e Barcelona (ambos com 25). O campeão português conseguiu passar aos oitavos-de-final nas última quatro participações na fase de grupos.

• A campanha do Porto na UEFA Champions League 2019/20 durou apenas uma ronda, pois o Krasnodar impôs-se na terceira pré-eliminatória graças aos golos apontados fora (1-0 f, 2-3 c). Os "dragões" transitaram para a UEFA Europa League e venceram o seu grupo, levando a melhor sobre Rangers, Young Boys e Feyenoord, mas foram eliminados nos 16 avos-de-final pelo Leverkusen (1-2 f, 1-3 c).

• O Porto saiu derrotado em quatro dos últimos 11 jogos na UEFA Champions League propriamente dita (6V 1E).

• A vitória por 2-0 em Marselha, na quarta jornada, terminou com a série de três derrotas consecutivas fora de casa dos “dragões” na UEFA Champions League. Os portugueses tinham ficado invictos nos cinco desafios anteriores (2V 3E) antes dessa sequência de derrotas e agora contam com vitórias nos dois últimos desafios disputados como visitantes.

• Em 2019/20, a equipa de Sérgio Conceição alcançou a oitava "dobradinha" na história do clube, ao conquistar o 29º campeonato e a 17ª Taça de Portugal.

• O registo do Porto nos oitavos-de-final é: 4V 7D. Venceu apenas duas das últimas seis eliminatórias, embora tenha saído vencedor da última, frente à Roma, em 2018/19 (1-2 f, 3-1 c ap).

• Essa derrota em Roma, há duas épocas, leva a que o Porto nunca tenha ganho fora nos oitavos-de-final da UEFA Champions League, onde como visitante tem o registo de 4E 7D.

• Uma vitória por 3-0 no terreno da Roma na segunda mão do "play-off" da UEFA Champions League de 2016/17 é o único triunfo do Porto nas últimas oito visitas a Itália (2E 5D) e foi o primeiro desde a vitória por 3-2 no terreno do Milan na fase de grupos de 1996/97.

• O Porto venceu 34 das 42 eliminatórias das competições da UEFA em que ganhou em casa na primeira mão, embora tenha sido eliminada na última, frente ao Bayern, nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2014/15 (3-1 c, 1-6 f). Quando venceram a primeira mão em casa por 2-1 têm o registo total de 2V 2D, com as duas últimas a ocorrerem nesta ronda da UEFA Champions League frente a clubes ingleses: um triunfo sobre o Manchester United na campanha vitoriosa do Porto em 2003/04 (1- 1 f) antes de uma derrota com o Arsenal em 2009/10 (0-5 f).

• O registo do Porto em três desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é 1V 2D:
3-5 - Sampdoria, quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças de 1994/95
8-7 - Once Caldas, Taça Intercontinental DE 2004
1-4 - Schalke, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2007/08

Veja todos os golos do Porto na fase de grupos
Veja todos os golos do Porto na fase de grupos

Ligações e curiosidades
• Alex Sandro (2011-15) e Danilo (2012-15), laterais da Juventus, jogaram pelo Porto. Alex Sandro marcou três golos em 135 jogos em todas as competições e conquistou dois campeonatos, os mesmos ganhos por Danilo, autor de 12 golos em 138 jogos pelos "dragões".

• Cristiano Ronaldo marcou 102 golos em 170 internacionalizações por Portugal. Em 2002/03, na única época em que jogou como profissional no seu país, não evitou que o Sporting perdesse por 1-0 em casa e por 2-0 fora frente ao Porto.

• Ronaldo jogou no Sporting entre 1997 e 2003, altura em que assinou pelo Manchester United. Marcou cinco golos em 25 jogos em todas as competições pela equipa principal do clube de Alvalade.

• Ronaldo fazia parte da equipa do Manchester United que foi eliminada pelo Porto, com um total de 3-2, nesta fase da UEFA Champions League 2003/04 (1-2 f, 1-1 c). Posteriormente, em 2008/09, marcou o único golo no Estádio do Dragão, na segunda mão dos quartos-de-final, e permitiu aos "red devils" seguirem em frente com um resultado total de 3-2.

• Também jogaram em Portugal:
Merih Demiral (Alcanenense 2016/17, Sporting B 2017/18)

• Jogaram em Itália:
Felipe Anderson (Lazio 2013–18)
Iván Marcano (Roma 2018/19)

• Felipe Anderson saiu derrotado dos 11 jogos que disputou frente à Juventus ao serviço da Lazio, nos quais se incluem as finais da Taça de Itália em 2014/15 (1-2, ap) e 2016/17 (0-2).

• Jesús Corona marcou a Wojciech Szczęsny na vitória por 3-0 do Porto em Roma na segunda mão do "play-off" da UEFA Champions League 2016/17.

• Sérgio Conceição, treinador do Porto, assinalou a estreia pela Lazio com o golo da vitória sobre a Juventus, em período de compensação, na Supertaça de Itália de 1998. O internacional português alinhou no clube de Roma até 2000, tendo depois passado por Parma (2000/01) e Inter (2001-03). O seu registo na Serie A frente à Juventus é: 2V 3E 2D.

• Sérgio Conceição foi colega de equipa de Pavel Nedvěd, actual vice-presidente da Juventus, na Lazio.

• O Milan, onde alinhava Andrea Pirlo, bateu o Porto por 1-0 na SuperTaça Europeia de 2003.

• Enquanto jogadores, Sérgio Conceição e Pirlo defrontaram-se sete vezes, com o português a somar três vitórias face a apenas uma do italiano. Um dos empates, a um golo, foi na segunda mão das meias-finais da UEFA Champions League 2002/03, resultado que permitiu a passagem à final do Milan de Pirlo à custa do Inter de Sérgio Conceição. O Milan conquistou o título ao bater a Juventus após desempate por grandes penalidades.

• Pepe ajudou Portugal a vencer a Suécia de Dejan Kulusevski duas vezes na UEFA Nations League 2020/21, por 2-0 fora, em Setembro, e por 3-0 em casa, em Outubro.

• O Uruguai de Rodrigo Bentancur levou a melhor sobre Portugal, por 2-1, nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de 2018, apesar do golo de Pepe.

• Jogaram juntos:
Cristiano Ronaldo e Pepe (Real Madrid 2009–17)
Álvaro Morata e Pepe (Real Madrid 2010/14, 2016/17)
Danilo e Pepe (Real Madrid 2015–17)
Danilo e Felipe Anderson, Alex Sandro (Santos 2010–11)

• Ronaldo e Pepe não evitaram que o Real Madrid fosse eliminado pela Juventus, com um resultado total de 3-2, nas meias-finais de 2014/15; Morata marcou em ambos os jogos pelos "bianconeri".

• Colegas de selecção:
Cristiano Ronaldo e Pepe, Sérgio Oliveira (Portugal)
Juan Cuadrado e Luis Díaz, Mateus Uribe (Colômbia)
Paulo Dybala e Agustín Marchesín (Argentina)
Alex Sandro, Danilo, Arthur e Felipe Anderson (Brasil)

• Danilo e Sérgio Oliveira estiveram em lados opostos na final do Campeonato do Mundo de Sub-20 de 2011, em que o Brasil bateu Portugal, por 3-2, em Bogotá, na Colômbia.