Antevisão do Liverpool - Atlético: onde ver, "onze prováveis", notícias das equipas

O Liverpool recebe o Atlético na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League – tudo o que precisa de saber.

O Liverpool durante mais um treino antes da recepção ao Atlético de Madrid
O Liverpool durante mais um treino antes da recepção ao Atlético de Madrid Liverpool FC via Getty Images

O Liverpool recebe o Atlético na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League a 11 de Março, pelas 20h00 (GMT). Aqui vai ficar a saber as notícias das equipas e declarações dos treinadores.

LIVERPOOL VS ATLÉTICO: SAIBA TUDO AQUI


Onde ver o jogo na TV

Saiba aqui os detentores dos direitos de transmissão dos jogos da UEFA Champions League.

O que se aconteceu na primeira mão?

Resumo: Atlético 1-0 Liverpool
Resumo: Atlético 1-0 Liverpool

O Liverpool, detentor do troféu e líder destacado da Premier League, acabou de sofrer a terceira derrota em toda em todas as competições desta temporada. O conjunto de Diego Simeone fez uma exibição plena de resiliência logo que Saúl Ñíguez marcou em Madrid, logo ao quarto minuto.

"Onzes" prováveis

Liverpool: Adrián; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk, Robertson; Oxlade-Chamberlain, Fabinho, Wijnaldum; Salah, Firmino, Mané
De fora: Alisson Becker (anca), Shaqiri (gémeo), Clyne (joelho)
Em dúvida: Henderson (músculo da coxa), Robertson (não revelado)
Em risco de suspensão: Gomez, Mané e Robertson

Atlético: Oblak; Trippier, Savić, Felipe, Renan Lodi; Saúl Ñíguez, Partey, Koke, Vitolo; João Félix Correa
Em dúvida: Lemar (coxa), Morata (coxa)
Em risco de suspensão: Correa

Últimos resultados

Liverpool
Forma: VDDVD (todas as competições, jogos mais recente primeiro)
Último jogo: Liverpool 2-1 Bournemouth, 07/03
Situação: 1º na Premier League

Atlético
Forma: EEVVE (todas as competições, jogos mais recente primeiro)
Último jogo: Atlético 2-2 Sevilha, 07/03
Situação: 5º na Liga espanhola

O que dizem os treinadores

Jürgen Klopp, treinador do Liverpool: "Estamos no intervalo – essa é a melhor notícia. Num jogo normal, costumamos usar período de intervalo da melhor maneira. Aprendemos com a primeira parte, mostramos aos jogadores algumas situações e muitas vezes melhoramos. Passaram três semanas. Muitas coisas são agora muito mais claras do que eram antes. Temos de mostrar que aprendemos com o primeiro primeiro jogo e que queremos realmente passar."

Diego Simeone, técnico do Atlético: "Precisamos sofrer em alguns momentos, mas também vamos ter ocasiões. Todos vimos nos últimos oito anos o que já fizemos e temos de mostrar o que somos. Vamos enfrentar uma grande equipa que já mostrou tudo o que é capaz desde que Jürgen Klopp assumiu o cargo. Nunca estive em Anfield, quer como treinador, quer como jogador. Nunca tive a possibilidade de jogar num estádio tão magnífico, casa de uma equipa com toda história. "

Confrontos anteriores

• O jogo da primeira mão foi o primeiro encontro entre as duas equipas desde as meias-finais da UEFA Europa League de 2009/10, quando o Atlético levou a melhor devido aos golos fora, depois de um empate 2-2 no total, graças ao triunfo por 1-0 no primeiro jogo. Diego Forlán marcou o único tento na primeira mão em Espanha, enquanto Alberto Aquilani empatou a eliminatória antes do intervalo da partida em Liverpool. Sem mais golos, a eliminatória foi para prolongamento, fase em que Yossi Benayoun colocou os "reds" na frente, no minuto 95, mas, sete minutos depois, Forlán fez o tento decisivo.

Atlético bate derrota o Liverpool na Europa League em 2010
Atlético bate derrota o Liverpool na Europa League em 2010

• O Atlético venceria outro clube inglês, o Fulham, na final de Hamburgo, onde Forlán apontou os dois golos na vitória por 2-1.

• O primeiro encontro entre os dois emblemas ocorreu na fase de grupos da UEFA Champions League de 2008/09, em que ambos os jogos terminaram empatados 1-1: Simão Sabrosa marcou ao minuto 83 no Vicente Calderón, após Robbie Keane ter colocado o Liverpool em vantagem, aos 14 minutos. Em Anfield, uma grande penalidade convertida por Steven Gerrard, cinco minutos depois dos 90, deu um ponto à equipa da casa depois de Maxi Rodríguez ter colocado o Atlético na frente, aos 37 minutos.

• O Liverpool venceu o Grupo D com 14 pontos e o Atlético terminou em segundo lugar, com 12. Os "rojiblancos" foram eliminados pelo Porto graças aos golos fora nos oitavos-de-final, ao passo que os ingleses caíram ante o Chelsea nos quartos-de-final.

Guia de forma

Liverpool
• O Liverpool venceu o Grupo E com 13 pontos, mais um do que o Nápoles, que derrotou o campeão europeu, por 2-0, na primeira jornada. Os "reds" levaram a melhor nos três encontros seguintes, em casa ante o Salzburgo (4-3), fora (4-1) e em casa (2-1) frente ao Genk, a que se seguiu um empate 1-1 ante o Nápoles, em Anfield, na quinta jornada. Uma vitória por 2-0 em Salzburgo garantiu-lhes o primeiro posto.

• Na temporada passada, a equipa de Jürgen Klopp venceu o Bayern, por 3-1, na segunda mão dos oitavos-de-final, tendo seguido em frente pelo mesmo resultado, antes de afastar o Porto, por um total de 6-1, nos quartos-de-final (2-0 c, 4-1 f). Tudo indicava que a caminhada dos "reds" terminaria depois da derrota por 3-0 em Barcelona, na primeira mão das meias-finais, mas dois golos de Georginio Wijnaldum e de Divock Origi valeram uma reviravolta épica na segunda mão, antes de Mohamed Salah e Origi terem voltado a marcar os tentos no triunfo por 2-0 sobre o Tottenham, com o Liverpool conquistou o seu sexto título europeu no Estadio Metropolitano, em Madrid, a casa do Atlético.

Veja Salah a brilhar no Liverpool
Veja Salah a brilhar no Liverpool

• Estes resultados significam que o Liverpool seguiu em frente nas últimas 11 eliminatórias a duas mãos, qualificação incluída. A última derrota aconteceu no desempate por grandes penalidades nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2014/15, contra o Beşiktaş (1-0 em casa e 0-1 fora). Na UEFA Champions League, a sua derradeira eliminação foi nos quartos-de-final de 2008/09, altura em que o Chelsea levou a melhor por um total de 7-5.

• A incrível recuperação do Liverpool frente ao Barcelona em 2018/19 aumentou para quatro os sucessos em outras tantas eliminatórias frente a clubes espanhóis na Taça dos Campeões, sendo o seu registo total em rondas a eliminar frente a conjuntos da Liga espanhola de V9 D2.

• A derrota na primeira mão no reduto do Atlético leva a que o Liverpool só tenha vencido dois dos últimos 11 jogos contra clubes de Espanha (E2 D7) – sequência que inclui também derrotas por 3-1 na final da UEFA Europa League de 2016 ante o Sevilha e na final da UEFA Champions League de 2018, frente ao Real Madrid, quando Klopp já era o treinador.

• O clube do Merseyside venceu apenas seis dos 18 jogos em que recebeu clubes espanhóis em Anfield (E7 D5), apesar de terem ganho quatro dos últimos seis.

• O Liverpool venceu nove dos últimos 13 jogos europeus (E2 D2).

• Segundo classificado na Premier League em 2018/19, o Liverpool está presente pela terceira vez seguida nos oitavos-de-final e a oitava no total; o seu registo é de V6 D1. A única eliminação aconteceu contra o Benfica, na altura como detentor do troféu, em 2005/06.

• A derrota em casa do Atlético terminou com a invencibilidade dos "reds" que durava há oito jogos nos oitavos-de-final da UEFA Champions League (V6 E2) e mantiveram invioladas as suas redes em sete jogos seguidos antes de o Bayern marcar, na época passada. A derrota anterior, por 1-0, em casa diante do Barcelona, aconteceu na segunda mão de 2006/07; os ingleses seguiram em frente graças aos golos fora depois do triunfo, por 2-1, em Espanha.

• O Liverpool está invicto há 25 jogos em casa nas competições europeias (V18 7E), depois da derrota por 3-0 com o Real Madrid a 22 de Outubro de 2014.

• Os “reds” mantiveram a baliza inviolada nos três jogos em casa da fase a eliminar da época passada e em dois dos três na edição de 2017/18.

• O Liverpool já venceu um troféu europeu esta temporada, ao derrotar o Chelsea, por 5-4, no desempate por grandes penalidades, após igualdade 2-2 na Supertaça Europeia da UEFA, realizada em Istambul. Também venceu o Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA em Dezembro, depois de bater o Flamengo na final, por 1-0, após prolongamento.

• O Liverpool venceu 14 das 28 eliminatórias nas provas da UEFA em que perdeu na primeira mão fora de casa, incluindo a reviravolta frente ao Barcelona na época passada. Os ingleses levaram a melhor em nove das 12 ocasiões em que perderam por 1-0 fora de casa na primeira mão, a última das quais mais frente ao Villarreal nas meias-finais da UEFA Europa League de 2015/16 (3-0 c), mas as três eliminações sofridas pelos “reds” depois de perderem por 1-0 fora de casa na primeira mão ocorreram nos últimos seis destes duelos.

• O registo do Liverpool em cinco desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é V4 D1:
4-2 - Roma, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1983/84
3-2 - Milan, final da UEFA Champions League de 2004/05
4-1 - Chelsea, meias-finais da UEFA Champions League de 2006/07
4-5 - Beşiktaş, oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2014/15
5-4 v Chelsea, SuperTaça Europeia de 2019

Atlético
• O Atlético somou dez pontos na fase de grupos desta temporada, menos seis do que a Juventus. Tendo recuperado de uma desvantagem de dois golos para empatar na recepção à Juve, na primeira jornada, o Atlético venceu por 2-0 na visita ao Lokomotiv Moscovo e 1-0 na recepção ao Leverkusen, tendo sido batido por 2-1 na Alemanha e por 1-0 na deslocação ao terreno da Juve; um triunfo por 2-0 sobre o Lokomotiv, em Madrid, na sexta jornada, valeu-lhe o segundo lugar.

Veja o desempenho do melhor em campo Renan Lodi, lateral do Atlético
Veja o desempenho do melhor em campo Renan Lodi, lateral do Atlético

• Segundo classificado em Espanha em 2018/19, o Atlético participa pela décima vez na UEFA Champions League e está na fase a eliminar pela oitava ocasião.

• O Atleti também terminou em segundo lugar no seu grupo em 2018/19 e foi eliminado nos oitavos-de-final depois de uma reviravolta por parte da Juventus (2-0 c, 0-3 f).

• A equipa espanhola, ainda assim, venceu quatro das seis participações nos oitavos-de-final, tendo perdido apenas na primeira – devido aos golos fora diante do Porto, em 2008/09 – e na última. O triunfo mais recente, por 4-2 no total, aconteceu sobre o Leverkusen em 2016/17 (4-2 f, 0-0 c).

• A derrota por 3-0 com a Juventus, na segunda mão da temporada passada, leva a que o Atlético tenha vencido apenas um dos últimos nove jogos fora de casa na fase a eliminar na UEFA Champions League (V1 E1).

• O Atlético perdeu cinco dos últimos 14 jogos fora de casa na Europa, tendo vencido quatro, mas quatro dessas derrotas aconteceram nos últimos seis jogos (V1 E1).

• Apesar dos desaires na quarta e quinta jornadas desta temporada, o Atlético perdeu apenas cinco dos últimos 29 jogos nas competições europeias (V18 E6).

• Os últimos encontros do Atlético com um clube inglês ocorreram nas meias-finais da UEFA Europa League de 2017/18, quando derrotou o Arsenal por 2-1 no total (1-1 f, 1-0 c). Levou a melhor em oito dos seus dez encontros nas rondas a eliminar contra emblemas de Inglaterra, incluindo os quatro últimos; apenas o Derby County (Taça UEFA 1974/75) e o Bolton Wanderers (Taça UEFA 2007/08) conseguiram eliminar o emblema de Madrid, com o Atlético a vencer nas seis ocasiões anteriores em que jogou em casa na primeira mão frente a adversários ingleses.

• O Atlético venceu apenas dois dos 13 jogos no terreno de clubes ingleses, sofrendo quatro derrotas. O clube de Madrid empatou 1-1 nas últimas três visitas a Inglaterra, onde não perde há quatro jogos.

• Os "rojiblancos" atingiram duas finais da UEFA Champions League e três da UEFA Europa League nas últimas dez temporadas.

• O Atlético venceu 30 das 38 eliminatórias das provas da UEFA em que ganhou em casa na primeira mão. A derrota com a Juventus na época passada terminou com uma série de 19 triunfos consecutivos após vitória em casa no primeiro jogo. O registo do Atlético nas duas mãos é de V8 D3 sempre que a primeira mão em casa terminou com 1-0 no marcador, com vitórias nos últimos cinco duelos, o mais recente dos quais frente ao Leiceste r nos quartos-de-final de 2016/17 (1-1 f) e com triunfos nos três encontros com rivais ingleses.

• O registo do Atlético em seis desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é V2 D4:
6-7 - Derby, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1974/75
1-3 - Fiorentina, primeira eliminatória da Taça UEFA de 1989/90
1-3 - Villarreal, final da Taça Intertoto de 2004
3-2 - Bayer Leverkusen, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2014/15
8-7 - PSV Eindhoven, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2015/16
3-5 - Real Madrid, final da UEFA Champions League de 2015/16

Ligações e curiosidades

• Have played in England:
Kieran Trippier (Manchester City 1999–2011, Barnsley 2010–11 (loan), Burnley 2011–15, Tottenham 2015–19)
Stefan Savić (Manchester City 2011–12)
Álvaro Morata (Chelsea 2017–18)
Diego Costa (Chelsea 2014–17)

Diego Costa jogou em Inglaterra no  Chelsea
Diego Costa jogou em Inglaterra no ChelseaIcon Sport via Getty Images

• Trippier jogou os 90 minutos quando o Tottenham perdeu por 2-0 frente ao Liverpool na final da época passada da UEFA Champions League, no Estadio Metropolitano.

• Jogaram em Espanha:
Fabinho (Real Madrid 2012/13)
Adrián (Bétis 1998–2013, Alcalá 2008 (empréstimo), Utrera 2009 (empréstimo)

• Jogaram juntos:
James Milner e Stefan Savić (Manchester City 2011–12)
Fabinho e Thomas Lemar (Mónaco 2015–18)

• Colegas de selecção:
Jordan Henderson, Trent Alexander-Arnold, Joe Gomez, Alex Oxlade-Chamberlain, Adam Lallana e Kieran Trippier (Inglaterra)
Alisson Becker, Roberto Firmino, Fabinho e Renan Lodi(Brasil)
Dejan Lovren e Šime Vrsaljko (Croácia)

Topo