Antevisão do Atalanta - Valência: onde ver, equipas prováveis, notícias das equipas

A Atalanta recebe o Valência na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League – tudo o que precisa de saber.

A equipa do Valência durante mais uma sessão de treino antes do embate ante a Atalanta
A equipa do Valência durante mais uma sessão de treino antes do embate ante a Atalanta AFP via Getty Images

A Atalanta recebe o Valência na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League na terça-feira, dia 19 de Fevereiro, pelas 20h00 GMT. Aqui vai ficar a saber as noticias das equipas e declarações dos treinadores à medida que o começo do encontro se aproxima.

ATALANTA v VALÊNCIA: SAIBA TUDO AQUI

Onde ver o jogo na TV

Saiba aqui onde poderá ver os jogos da UEFA Champions League.

Desde a fase de grupos

Atalanta
Desde a sexta jornada: VVEVDDEVVD (todas as competições, a mais recente primeiro)
Último jogo: Atalanta 2-1 Roma, 15/02
Próximo: Valência (c), 19/02 – UEFA Champions League, primeira mão dos oitavos-de-final
Classificação: 4º na Serie A

Valência
Desde a sexta jornada: EDDVEVVDDVEE
Último jogo: Valência 2-2 Atlético, 15/02
Próximo: Atalanta (f), 19/02 – UEFA Champions League, primeira mão dos oitavos-de-final
Classificação: 6º na Liga espanhola

Atalanta e Valência disputam um lugar nos quartos-de-final
Atalanta e Valência disputam um lugar nos quartos-de-final

Equipas prováveis

Atalanta: Gollini; Tolói, Palomino, Djimsiti; Hateboer, De Roon, Freuler, Gosens, Pašalić; Gómez, Iličić
Em risco de exclusão: De Roon, Djimsiti, Iličić

Valencia: Doménech; Gayà, Diakhaby, Mangala, Wass; Parejo, Coquelin, Ferrán Torres, Soler, Maxi Gómez, Rodrigo
De fora: Garay (joelho), Piccini (joelho), Vallejo (pé), Gabriel (castigado)
Em dúvida: Gameiro (coxa), Cheryshev (músculo da coxa), Cillessen (anca)
Em risco de exclusão: Wass

O que dizem os treinadores

Gian Piero Gasperini, treinador da Atalanta: "A Champions League é emocionante, devemos estar no nosso melhor. Está tudo pronto para fazer um grande jogo, é bom sermos optimistas, embora devemos evitar deixar-nos levar pela euforia. O Valência tem qualidade. Derrotaram Ajax e Chelsea, pelo que são perigosos. No entanto, devemos concentrarmo-nos no nosso futebol. Estão todos disponíveis e mal podemos esperar pelo começo do jogo."

Albert Celades, treinador do Valência: "Estamos diante de uma equipa muito ofensiva, melhores marcadores na Serie A e na Europa, que estão a fazer uma grande temporada. Gostam de jogar ao ataque. Mas, apesar das ausências na nossa equipa, tentaremos fazer o nosso melhor com os jogadores que temos. A nossa forma fora não é a melhor, mas ainda assim tivemos bons resultados fora nesta competição - vitórias em Londres e Amesterdão [1-0 ante Chelsea e Ajax]. Temos tido um bom desempenho na Champions League".

Atalanta 
• A Atalanta conquistou sete pontos na fase de grupos e apurou-se como segunda no Grupo C, a sete do Manchester City e com mais um que o Shakhtar Donetsk. O clube italiano conquistou apenas um ponto nas primeiras quatro jornadas e sofreu as duas maiores derrotas europeias nesta temporada, ao perder 4-0 fora com o Dínamo de Zagreb na partida de estreia, e por 5-1 na visita ao Manchester City, no segundo jogo fora de casa.

• O emblema de Bergamo também sofreu dois golos perto o final, que ditaram a derrota por 2-1 na recepção ao Shakhtar, na segunda jornada, somando o primeiro ponto ao empatar 1-1 em casa com o City na quarta partida. Depois seguiu-se a primeira vitória na competição, com um triunfo por 2-0 ante o Dínamo, em Milão, e logrou o apuramento para os oitavos-de-final ao ganhar por 3-0 na Ucrânia, ao Shakhtar, na sexta jornada.

• A vitória contra o Dínamo encerrou uma série de seis jogos sem vitórias da Atalanta na Europa (E3 D3). A vitória ante o Shakhtar foi a segunda seguida nas provas europeias; apenas uma vez venceu três jogos seguidos, na fase de qualificação da UEFA Europa League da época passada.

• Antes da primeira jornada, o clube italiano estava invicto em sete partidas nas competições continentais. Perdeu apenas quatro dos últimos 20 jogos europeus (V9 E7).

• Este é o 42º jogo europeu da Atalanta e a sua sétima participação nas competições europeias. Chegou às meias-finais da Taça dos Vencedores das Taças em 1987/88 e aos quartos-de-final da Taça UEFA, três anos depois.

• Terceiro na Série A em 2018/19, o melhor resultado de todos os tempos, e finalista vencido da Taça de Itália, esta é a terceira participação europeia consecutiva da Atalanta. Chegou à fase de grupos da UEFA Europa League em 2017/18, onde foi afastado pelo Borussia Dortmund nos 16 avos-de-final (2-3 f, 1-1 c) e foi batido por 4-3 nos penaltis pelo Copenhaga no play-off da mesma competição, em 2018/19, depois da eliminatória ter terminado sem golos; a Atalanta havia eliminado anteriormente o Sarajevo (10-2 no total) e Hapoel Haifa (6-1).

• A derrota em casa ante o Shakhtar na segunda jornada é a única da Atalanta em 15 jogos em casa na Europa (V7 E7), desde a derrota por 2-1 contra os belgas do Mechelen na segunda mão das meias-finais da Taça das Taças de 1987/88 (2-4 no total). Estas são as únicas derrotas nos seus 20 jogos em casa na Europa (V11 E7)

• A Atalanta foi a única equipa a estrear-se na fase de grupos em 2019/20 - foi o décimo clube italiano a figurar e o 141º no total - é um dos dois estreantes nos oitavos-de-final, juntamente com os alemães do RB Leipzig.

• Este é o primeiro jogo da Atalanta nas provas da UEFA frente a equipas espanholas.

Valência
• O Valência terminou com os mesmos 11 pontos do Chelsea no Grupo H, vencendo o grupo graças ao melhor registo no confronto directo ante o clube inglês (1-0 f, 2-2 c). Somou sete pontos fora de casa, vencendo por 1-0 na casa do semi-finalista da época passada, o Ajax, na sexta jornada, que daria o apuramento; os quatro pontos restantes vieram ante os franceses do LOSC Lille (1-1 f, 4-1 c), com a única derrota a surgir com um desaire caseiro por 3-0 com o Ajax, na segunda jornada.

• As vitórias na casa de Chelsea e Ajax nesta temporada são os únicos sucessos do Valência nos últimos oito jogos fora da UEFA Champions League (E3 D3); no entanto, venceu cinco dos últimos 12 (E4 D3).

• O Valência marcou apenas quatro golos nos últimos oito jogos fora da UEFA Champions League e não marcou mais de uma vez nos últimos 12, qualificação incluída.

• Quarto na Liga Espanhola em 2018/19, esta é a 12ª presença do Valência na UEFA Champions League. Finalista em 1999/2000 e 2000/01, é a primeira vez que alcança os oitavos-de-final desde 2012/13.

• Há doze meses, os espanhóis terminaram em terceiro lugar, atrás de Juventus e Manchester United, tendo caído para a UEFA Europa League. Aí, afastaram Celtic (3-0 no total), Krasnodar (3-2) e Villarreal (5-1) para chegar às meias-finais, onde foram afastados pelo Arsenal depois de perderem 3-1 em Londres e 4-2 em casa.

• O registo do Valência em eliminatórias contra clubes italianos é de V2 D4, apesar de ter vencido o duelo mais recente, ao afastar o Internazionale Milano graças aos golos fora nesta fase da UEFA Champions League de 2006/07 (2-2 f, 0-0 c).

• A equipa espanhola foi derrotada em casa (0-2) e fora (0-1) pela Juventus em 2018/19, vendo a sua série sem vitórias contra oposição italiana na UEFA Champions League chegar aos cinco jogos (E2 D3) desde os 2-1 com que derrotou em casa a Roma, em Setembro de 2006. A derrota da temporada passada na visita à Juve aumentou para sete as derrotas nos 12 jogos disputados fora de casa ante emblemas da Serie A (V2 E3).

• Este é o quarto embate nos oitavos-de-final do Valência na UEFA Champions League (V1 D2), sendo que foi batido no último deles, ante o Paris Saint-Germain em 2012/13 (1-2 c, 1-1 f). A eliminação do Inter em 2007 é o seu único triunfo nesta fase da competição, apesar de terem empatado nas duas mãos nessa ocasião, pelo que aguarda ainda a sua primeira vitória numa partida dos oitavos-de-final (E4 D2).

• O Valência perdeu a final de 2001 da UEFA Champions League nos penalties para o Bayern München em San Siro, Milão, que será o palco desta primeira mão. O seu registo naquele estádio ante emblemas italianos é de E3 D1, sempre frente ao Inter.

Topo