O "site" oficial do futebol europeu

Relatório de observação: estrelas emergentes da fase de grupos

Publicado: segunda-feira, 19 de Janeiro de 2015, 11.00CET
Antecipando os oitavos-de-final, a Champions Matchday olha para cinco jogadores que ajudaram a dar emoção à fase de grupos, entre os quais Yacine Brahimi, do Porto.
Relatório de observação: estrelas emergentes da fase de grupos
Seydou Doumbia (PFC CSKA Moskva) ©AFP/Getty Images
 

Cancelar uma subscrição

Publicado: segunda-feira, 19 de Janeiro de 2015, 11.00CET

Relatório de observação: estrelas emergentes da fase de grupos

Antecipando os oitavos-de-final, a Champions Matchday olha para cinco jogadores que ajudaram a dar emoção à fase de grupos, entre os quais Yacine Brahimi, do Porto.

A UEFA Champions League oferece um palco único para os melhores jogadores na Europa mostrarem as suas capacidades e estas cinco estrelas deram nas vistas ao longo desta época.

"É um jogador fantástico. Na Rússia marca em quase todos os jogos."
Pontus Wernbloom on Doumbia

Seydou Doumbia, PFC CSKA Moskva
Os adeptos do Manchester City FC não terão dúvidas sobre a capacidade de Doumbia. O atacante avançado da Costa do Marfim saiu do banco limitado fisicamente, na terceira jornada, mas mesmo assim garantiu um ponto ao CSKA frente aos comandados de Manuel Pellegrini. Em seguida bisou no segundo embate com o City, em Manchester, assegurando um final emocionante no Grupo E. Doumbia parece dar-se bem com o City, uma vez que já marcara por duas vezes contra os ingleses na quarta jornada da época 2013/14.

O médio Pontus Wernbloom afirmou: "É um jogador fantástico. Na Rússia marca em quase todos os jogos." Neste momento soma dez golos em 15 partidas da UEFA Champions League.

©AFP/Getty Images

Radja Nainggolan

Radja Nainggolan, AS Roma
Natural da Bélgica, com pai indonésio, está na primeira temporada completa na Roma após ter sido contratado ao Cagliari Calcio em Janeiro de 2014. Evoluiu no meio-campo dos "giallorossi" e tem sido bastante utilizado desde a estreia na Serie A, há um ano.

No Cagliari fixou-se como médio de contenção e recuperador de bola. Nainggolan, de 26 anos tem deliciado o treinador da Roma, Rudi Garcia, com o seu desenvolvimento e dá ao francês muitas opções para o meio-campo.

©AFP/Getty Images

Taulant Xhaka (à esquerda)

Taulant Xhaka, FC Basel 1893
Paulo Sousa, o treinador português do Basileia, elogiou a intensidade da sua equipa no empate 1-1 na sexta jornada, em Anfield, frente ao Liverpool FC, que garantiu aos suíços o apuramento para a fase a eliminar. E Xhaka personifica essa intensidade. Confortável a defesa-central, lateral ou médio-defensivo, foi sempre um jogador empenhado de enorme entrega.

Nascido em Basileia, de pais albaneses, Xhaka representou a Suíça em jovem antes de optar pela selecção da Albânia. São cada vez mais as comparações com Xherdan Shaqiri, outro produto da academia dos "rot-blauen".

©AFP/Getty Images

Sebastian Rode

Sebastian Rode, FC Bayern München
Quando o Bayern anunciou a contratação de Rode, em Julho de 2014, muitos adeptos do Bayern questionaram-se sobre onde o jovem alemão iria encaixar na intermediária do gigante da Baviera, possuidora de inúmeras opções para o meio-campo defensivo. No entanto, o jogador revelou-se importante perante as lesões de Bastian Schweinsteiger, Javi Martínez e Thiago Alcántara.

A cobertura de todo o campo e as características de "box-to-box" agressivo fazem de Rode um complemento ao estilo dos colegas de sector. Thomas Müller resumiu os atributos de Rode: "Quando entra em campo até a relva tem de ter cuidado."

©AFP/Getty Images

Yacine Brahimi

Yacine Brahimi, FC Porto
A fama dos "dragões" em desenvolverem jogadores jovens é conhecida e parecem ter voltado a acertar com Brahimi. O internacional da Argélia, de 24 anos, brilhou pelo seu país no Campeonato do Mundo de 2014 com excelentes exibições na ala. A Argélia chegou aos oitavos-de-final pela primeira vez e Brahimi despertou a atenção o suficiente para garantir a mudança para o FC Porto, oriundo do Granada CF, de Espanha.

Nascido em Paris, Brahimi é produto da afamada academia de Clairefontaine e representou o Paris Saint-Germain nas camadas jovens, antes de se mudar para o Stade Rennais FC. Algumas lesões complicaram o seu desenvolvimento e o empréstimo ao Granada em 2012 acabou por lhe dar impulso à carreira.

Posicionado a extremo ou na esquerda de um triângulo de meio-campo, é conhecido pela velocidade e capacidade de drible. O FC BATE Borisov sentiu isso mesmo na primeira jornada da fase de grupos, quando Brahimi fez um "hat-trick" – incluindo um magnífico golo de jogada individual que começou no meio-campo do Porto. Foi o jogo de estreia de Brahimi na fase de grupos da UEFA Champions League, competição na qual soma quatro golos em cinco partidas.

O treinador do Porto, Julen Lopetegui, mostra-se encantado com a evolução do jogador: "Brahimi melhora a cada dia que passa e estou certo de que continuará a evoluir, tornando-se num jogador ainda mais completo."

A Champions Matchday é a revista oficial da UEFA Champions League e encontra-se disponível em versão impressa ou para download em formato digital. Pode segui-la no Twitter em @ChampionsMag.

Última actualização: 30-05-15 4.12CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

https://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=2203039.html#relatorio+observacao