O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA EURO 2028 no Reino Unido e na República da Irlanda: O que se sabe até agora

O Comité Executivo da UEFA escolheu as federações de Inglaterra, Irlanda do Norte, República da Irlanda, Escócia e País de Gales como co-anfitriãs do EURO 2028.

UEFA via Getty Images

O UEFA EURO 2028 vai realizar-se no Reino Unido e na República da Irlanda, após a candidatura conjunta de Inglaterra, Irlanda do Norte, República da Irlanda, Escócia e País de Gales ter sido escolhida pelo Comité Executivo da UEFA.

Será a quinta vez que o EURO terá lugar em mais do que um país, acontecendo após o EURO 2028, no Reino Unido e na República da Irlanda, e seguindo as pisadas das edições de 2000 (Bélgica e Países Baixos), 2008 (Áustria e Suíça), 2012 (Polónia e Ucrânia) e 2020, este último organizado por 11 países diferentes, no Verão de 2021.

Declaração conjunta da candidatura Reino Unido/Irlanda 2028:

"Este é um dia marcante para o desporto no Reino Unido e na Irlanda. Juntos, como parceria pioneira entre as nossas federações e com total apoio governamental, estamos muito satisfeitos por sermos nomeados anfitriões do UEFA EURO 2028. O torneio será uma celebração do futebol e mal podemos esperar para receber a Europa e o resto do Mundo nas nossas cidades-anfitriãs".

A nossa visão é desenvolver o futebol, aumentar a participação e desenvolver um jogo mais diversificado e inclusivo. Prometemos organizar um torneio inovador e sustentável que seja também o EURO mais acessível de sempre – com um recorde de três milhões de bilhetes para os adeptos. O UEFA EURO 2028 no Reino Unido e na Irlanda também ajudará a criar um impacto social positivo, ajudando as comunidades a prosperar através da criação de legados económicos e sociais".

Abaixo pode encontrar alguns dos principais detalhes da candidatura bem-sucedida e como o torneio organizado em conjunto deixará um impacto duradouro assim que soar o apito final.

Locais: Que estádios vão receber jogos do EURO 2028?

Dez estádios vão receber jogos do EURO 2028, com Irlanda do Norte, República da Irlanda, Escócia e País de Gales a contribuírem com um cada, ao passo que Inglaterra terá seis. Com uma capacidade média de 58 mil espectadores, serão colocados à venda três milhões de bilhetes para o torneio, permitindo a mais adeptos do que nunca terem acesso a uma edição do UEFA EURO.

Londres: Wembley Stadium
Cardiff: Estádio Nacional do País de Gales
Londres: Tottenham Hotspur Stadium
Manchester: City of Manchester Stadium
Liverpool: Everton Stadium (estádio novo)
Newcastle: St James' Park
Birmingham: Villa Park (renovação)
Glasgow: Hampden Park
Dublin: Dublin Arena
Belfast: Casement Park (renovação)

Visão: Qual será o legado do EURO 2028 para o futebol e a sociedade?

O EURO 2028 vai basear-se na experiência recente de organização do EURO 2020, Women's EURO 2022 e outros grandes eventos desportivos envolvendo as cinco federações anfitriãs nos últimos anos. Expressando uma visão de "Futebol para todos. Futebol para o bem. Futebol para o futuro", as cinco federações anfitriãs trabalharão em conjunto para aumentar a participação, o envolvimento e as receitas na modalidade, deixando um legado revolucionário que durará muito para além de 2028.

Através da política de Futebol para Todos, as federações planeiam desenvolver um jogo mais diversificado e inclusivo, com instalações novas e melhoradas, aumento no número de árbitros e treinadores e mais oportunidades para os jogadores ao nível das "raízes" do futebol terem acesso à modalidade, especialmente aqueles com algum tipo de deficiência.

O Futebol para o Bem irá concentrar-se em proporcionar benefícios tangíveis a longo prazo para a sociedade, inspirando clubes e comunidades sustentáveis e prósperos. Durante o torneio, um plano de viagem compacto e interligado garantirá que 80 por cento dos adeptos se desloquem para os jogos através de transportes públicos, com um calendário de jogos concebido para reduzir as emissões de carbono.

O Futebol para o Futuro centra-se nos benefícios económicos que, com o apoio do governo, ajudarão a gerar 3 mil milhões de euros nas dez cidades anfitriãs e não só, criando iniciativas de educação, formação e sustentabilidade.