Boyce destaca importância da Taça das Regiões

Jim Boyce, presidente do Comité de Futebol Jovem e Amador, ficou satisfeito por ver os melhores amadores a brilharem na Taça das Regiões: "É a Champions League deles."

Jim Boyce está satisfeito por ver a Taça das Regiões conquistar espaço no panorama europeu
©Sportsfile

O Veneto venceu o troféu, mas a fase final da Taça das Regiões da UEFA, disputada em Itália, permitiu mais uma excelente vitória para o presidente do Comité de Futebol Jovem e Amador da UEFA,  Jim Boyce.

"Tenho sido um enorme apoiante da Taça das Regiões", explicou o também vice-presidente da FIFA, oriundo de Belfast, que deixou a fase final do Campeonato do Mundo de Sub-20, na Turquia, para ver a final de sábado, em Abano Terme. "A UEFA merece todos os elogios por ter e executar esta ideia. Estive com alguns jogadores da Irlanda do Norte nesta prova no aeroporto e eles estavam muito impressionados com a sua organização. É uma oportunidade fantástica, ver estes jogadores a disputarem uma prova europeia."

O objectivo desta competição é dar aos jogadores dos escalões mais baixos do futebol europeu, aqueles que evoluem nos campeonatos amadores pelo prazer apenas de jogar, uma oportunidade de conhecerem e competirem com jogadores em iguais condições. "É a UEFA Champions League deles", destacou Boyce ao UEFA.com. "São jogadores que normalmente se juntam para jogar ao sábado à tarde e se divertirem. Nunca sonharam que iriam meter-se num avião para jogarem numa prova europeia."

As palavras "futebol amador" poderão levar a pensar em ver em campo algumas barrigas de cerveja, mas o nível de futebol visto em Veneto mostrou, uma vez mais, existir talento a este nível. Muitos dos jogadores vêem o futebol como um passatempo mas, como Boyce salientou, alguns dos melhores jogadores de provas transactas enveredaram por carreiras profissionais – entre os quais alguns que chegaram à selecção do seu país e a clubes que disputaram a UEFA Champions League.

"Houve muitos futebolistas que jogaram aqui e depois assinaram contratos com equipas de nível superior", disse Boyce, que sabe bem do que fala quando se refere a talento fruto da sua vasta experiência. "O nível é muito bom nas competições que já presenciei. Sei como se preparam. Por exemplo, estou a par do que a Eastern Region fez para estar aqui: o número de jogos que fizeram, os treinos efectuados. O profissionalismo aqui evidenciado está aos olhos de todos."

Boyce também foi praticante, mas a sua carreira terminou aos 14 anos, devido a um problema nos pulmões. "Na altura era algo de grave e fui aconselhado pelos médicos a deixar de jogar, mas sempre estive envolvido no futebol toda a minha vida – fui apanha-bolas no Cliftonville FC aos sete anos. Estou com a UEFA há 17 anos e é uma enorme honra e para a Federação de Futebol da Irlanda do Norte (IFA) estar aqui. E é graças a eles que aqui estou", afirmou.

E é também graças à UEFA que, uma vez mais, estes apaixonados futebolistas amadores tiveram dez dias inesquecíveis em Veneto. Poderá ser a mais pequena das provas da UEFA, mas quando se fala no futebol no estado mais puro podemos ver paixão na Taça das Regiões.

Topo