O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Álvaro Albino orgulhoso e confiante

Álvaro Albino, director do torneio, prometeu fazer tudo para que esta seja a melhor edição de sempre da Taça das Regiões da UEFA., contando para tal com a colaboração dos adeptos.

Álvaro Albino, director do torneio, fala aos jornalistas
Álvaro Albino, director do torneio, fala aos jornalistas ©Sportsfile

A Taça das Regiões da UEFA arranca esta terça-feira no Minho, com Portugal a acolher a mais importante competição para amadores na Europa. Álvaro Albino, adjunto do secretário-geral da Federação Portuguesa de Futebol e director do torneio, partilhou com o UEFA.com as suas expectativas para a sétima edição de uma prova que ganha cada vez mais importância no panorama futebolístico internacional.

UEFA.com – Embora este seja um torneio amador, o grau de exigência a nível organizativo não fica nada atrás quando comparado com as provas profissionais. Como é lidar com esse desafio?

Álvaro Albino – Esse é um dos nossos desafios e premissas: tratar todas as competições, e especialmente aquelas atribuídas pela UEFA, com o mesmo nível de profissionalismo e organização. Foi isso mesmo que fizemos com esta prova. É óbvio que não temos o mesmo orçamento de outras competições, mas dentro daquilo que temos tentamos fazer o nosso melhor para que tudo corra na perfeição. Estou convencido que as equipas que participam nesta fase final não vão ficar desiludidas e irão ficar muito satisfeitas com as condições que lhes foram proporcionadas.

UEFA.com – Pensa que os adeptos vão ajudar a tornar esta prova ainda num maior sucesso?

Álvaro Albino – Esse é o nosso grande ponto de interrogação.  As equipas que estão aqui presentes são completamente desconhecidas para o público e o próprio torneio não é propriamente conhecido mesmo entre aqueles que estão mais por dentro do futebol. Quero, contudo, realçar o grande trabalho que tem sido desenvolvido pela comunição social no sentido de dar a conhecer o que é e o que representa este torneio. Dito isto, estou convicto que as pessoas vão aderir e que vão mesmo ficar agradavelmente surpreendidas com a qualidade dos jogadores e do futebol praticado dentro das quatro linhas. A única diferença entre estes jogadores amadores e os profissionais é que ainda não são conhecidos. Necessitamos do público para termos uma grande festa do futebol e acredito que vamos ter assistências muito razoáveis para um evento desta natureza.

UEFA.com –
Esta é a sétima prova da UEFA que Portugal acolhe nos últimos nove anos, o que só pode ser encarado como impressionante para um país tão pequeno...

Álvaro Albino – É extraordinário e deixa-nos cheios de orgulho. Temos apresentado a nossa candidatura a diversas provas e a UEFA tem depositado em nós essa responsabilidade, tem acreditado na qualidade das nossas organizações. Temos um lema que é o de organizar o melhor torneio de sempre na competição que nos é atribuída e é isso mesmo que vamos tentar fazer com a Taça das Regiões. É importante para o nosso país e especialmente para o nosso turismo, sendo que esperamos que a UEFA continue a confiar na nossa capacidade de trabalho e dedicação.

UEFA.com – Até que ponto é importante para a região o facto de a prova disputar-se no Minho?

Álvaro Albino – O Minho não é, infelizmente, sinónimo de turismo em Portugal, até porque essa conotação está quase sempre reservada para o Algarve. No entanto, algumas das equipas presentes na prova já se manifestaram maravilhadas com a qualidade das praias e do ambiente em geral que se vive nesta parte do país.

UEFA.com – Como é que gostava de olhar para esta prova quando a mesma terminar? Com o sentimento de dever cumprido?

Álvaro Albino – Sim, essencialmente isso. Queremos que estas equipas estrangeiras recordem com carinho e saudade o tempo que aqui passaram e que tudo corra de feição a todos os participantes. Se a isto tudo for possível juntar uma vitória da equipa de Braga, então ainda melhor.