Tony agarra oportunidade da Taça das Regiões

Tony representou Braga na Taça das Regiões de 2001 e pouco depois estava a disputar a UEFA Champions League, explicando ao UEFA.com que a prova amadora lhe possibilitou "dar o grande salto".

Tony deu o salto da Taça das Regiões para a UEFA Champions League
©Getty Images

A Taça das Regiões da UEFA serviu de trampolim para o defesa Tony alcançar a UEFA Champions League. O jogador, de 30 anos, ajudou a equipa de Braga a sagrar-se vice-campeã em 2001 e assinou logo a seguir um contrato de profissional com o Desportivo de Chaves. O defesa-direito passou depois pelo Estrela da Amadora antes de rumar ao CFR 1907 Cluj, pelo qual foi campeão da Roménia e participou na fase de grupos da UEFA Champions League em 2008/09 e 2010/11. De volta a Portugal para jogar no Vitória de Guimarães, Tony recordou a prova que lhe permitiu "dar o salto na carreira".

"Fico espantado por a Taça das Regiões não merecer maior atenção. Não pode ser comparada à Champions League ou ao Campeonato do Mundo, mas posso garantir que a paixão é a mesma, se não superior. Esta ideia da UEFA é fantástica e merece os maiores elogios."

"Quando somos jovens todos temos sonhos, mas estaria a mentir se dissesse que em 2001 acreditava que alguma vez iria participar na mais prestigiada competição de clubes do futebol europeu. Na altura, estava apenas orgulhoso por poder representar Portugal; isso já era um sonho tornado realidade. Perdemos na final, mas isso não impediu que ficássemos muito orgulhosos."

"Os jogadores que participam na prova têm qualidade e são talentosos. Todos querem deixar boa impressão na fase final, pois esta será, para a maioria dos jogadores, a única hipótese de participar na fase final de uma competição internacional."

"É preciso lutar muito e ter um grande espírito de sacrifício para jogar a este nível, porque os jogadores têm os seus empregos e uma vida para além do futebol, por isso é muito difícil encontrarem tempo para treinar em conjunto. Ainda assim, estou certo que vai superar todos os obstáculos e conquistar o troféu este ano, e nós estivemos bastante perto de o conseguir em 2001. Nunca vou esquecer a competição que me permitiu tornar profissional neste desporto. Tenho sempre isto em mente e estarei a apoiar a equipa portuguesa."

Topo