O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Futebol italiano de luto pelo director geral da Fiorentina, Giuseppe 'Joe' Barone

O director geral da Fiorentina, Giuseppe 'Joe' Barone, faleceu aos 57 anos vítima de doença súbita.

Giuseppe 'Joe' Barone
Giuseppe 'Joe' Barone

O futebol italiano está de luto pelo falecimento do director geral da Fiorentina, Giuseppe 'Joe' Barone, que faleceu na terça-feira no Hospital San Raffaele, em Milão, vítima de doença súbita, aos 57 anos.

Barone era um líder respeitado na indústria e um parceiro valioso que contribuiu significativamente para o sucesso do futebol italiano. A sua visão, dedicação e paixão pelo futebol deixaram uma marca indelével num curto período e o seu legado será um testemunho desses valores.

"[O presidente] Rocco Commisso e a sua família, [directores] Daniele Pradè, Nicolás Burdisso, Alessandro Ferrari, [treinador] Vincenzo Italiano, [capitão] Cristiano Biraghi e todos os associados à Fiorentina estão devastados pela terrível perda de um homem que mostrou grande profissionalismo e deu o coração e a alma por estas cores. Foi um amigo querido que sempre se manteve forte nos momentos mais felizes e, sobretudo, nos mais difíceis", lê-se no comunicado do clube.

"Perdi um amigo", disse o presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Gabriele Gravina. "E o futebol italiano perde um dirigente competente e apaixonado, um homem franco e honesto que, acima de tudo, foi apreciado pelos seus valores morais."

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, também reconheceu a contribuição de Barone. "Joe não foi apenas um dirigente brilhante e capaz, mas também um desportista apaixonado que dedicou a sua alma e paixão ao clube Viola desde o momento em que [Commisso] assumiu o comando do clube, cuidando instantaneamente de todas as áreas da actividade do clube", disse o Presidente da UEFA.

"A sua postura meticulosa deu os seus frutos e, como o Viola Park, orgulho que coloca a Fiorentina entre os clubes com as melhores infraestruturas técnicas".

Nascido na Sicília, Barone mudou-se para o Brooklyn aos oito anos. Após concluir os estudos nos Estados Unidos, conheceu Rocco Commisso e começou a trabalhar na empresa deste último, a Mediacom. Em 2017 tornou-se vice-presidente do New York Cosmos após a sua aquisição por parte de Commisso.

Dois anos depois, Barone regressou a Itália, assumindo o cargo de director geral da Fiorentina, após o clube italiano também ter sido adquirido pela Commisso. Liderava o projecto Viola Park, o novo e fantástico centro de treinos do clube. Durante a sua passagem, a Fiorentina regressou ao futebol europeu após uma ausência de cinco anos, chegando à final da UEFA Europa Conference League na época passada, bem como à final da Taça de Itália.

"Ele supervisionou pessoalmente [o Viola Park] nos mínimos detalhes, um centro desportivo de vanguarda que representa um motivo de orgulho para a Fiorentina e para todo o nosso futebol", acrescentou Gravina. "Jamais esquecerei a sua emoção sincera quando lhe demos uma camisola da selecção de Itália, país que ele amava profundamente."