Real Madrid e Espanha começam época no topo dos "rankings"

O Real Madrid inicia a nova época com o maior coeficiente de clubes da UEFA pelo quinto ano consecutivo.

O Real Madrid tem o maior coeficiente da UEFA alguma vez registado
O Real Madrid tem o maior coeficiente da UEFA alguma vez registado ©AFP/Getty Images

O Real Madrid inicia a nova época com o maior coeficiente de clubes da UEFA pelo quinto ano consecutivo, enquanto a Espanha continua a ser o campeonato dominante na Europa.

A posição dos países na lista de acesso da UEFA Champions League e da UEFA Europa League 2019/20 é determinada pelo seu coeficiente no final da época 2017/18, tendo como base o coeficiente do país entre as épocas 2013/14 e 2017/18.

Coeficiente de clubes da UEFA

  • Os coeficientes determinam quais os potes para onde vão os clubes no sorteio desta semana da fase de grupos, apesar do Pote 1 da UEFA Champions League estar reservado para o detentor do troféu e para o campeão nacional dos sete países mais bem classificados no "ranking".

O Real Madrid terminou 2016/17 com um coeficiente recorde de 156.000, que aumentou para 162.000 após o quarto título da UEFA Champions League nas cinco épocas abrangidas pelo cálculo. A sua vantagem é de impressionantes 22.000 pontos.

O Atlético, detentor da UEFA Europa League, ocupa o segundo posto, o que significa que, pela primeira vez, os dois primeiros classificados pertencem à mesma cidade. Seguem-se Bayern e Barcelona caíram ambos um lugar, ao passo que a Juventus completa as cinco primeiras posições. Pela primeira ocasião, o Manchester City é a melhor equipa inglesa.

Mais abaixo encontram-se Roma, que subiu 16 lugares até ao 21º, e Liverpool, que passou do 12º para o 22º lugar, e ambos podem dar passos significativos já que não participaram nas competições europeias em 2013/14, a última campanha que deixará de entrar no cálculo a cinco épocas. A Roma também não teve pontos a defender de 2012/13, motivo pelo qual ultrapassou o Liverpool, apesar deste a ter eliminado nas meias-finais da UEFA Champions League.

Coeficiente de países da UEFA

  • Os coeficientes são utilizados para determinar a lista de acesso à UEFA Champions League e à UEFA Europa League, bem como quais os países cujo campeão nacional vai integrar o Pote 1 no sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League.

A Espanha lidera pela sexta época seguida e a vantagem é agora superior a 27 pontos. Seguem-se a Inglaterra, que na época passada foi o país a somar mais pontos, e a Itália. A Alemanha desceu para o quarto lugar, mas, ainda assim, mantém vantagem confortável sobre a França, quinta da tabela: os quatro primeiros lugares valem quatro vagas directas para a fase de grupos da UEFA Champions League.

Mais abaixo, o percurso notável do Salzburgo na UEFA Europa League até às meias-finais ajudou a Áustria a subir quatro lugares, até ao 11º posto, com a República Checa, ocupante anterior, a descer para 13º, atrás da Suíça. O campeão austríaco pode garantir o apuramento automático para a próxima edição caso o vencedor da competição consiga o apuramento através do seu campeonato nacional, e o Salzburgo ganha uma vaga automática na fase de grupos da UEFA Europa League.

"Ranking" do coeficiente de clubes da UEFA: últimos dez líderes no final da época

Época: clube líder/país líder
2017/18: Real Madrid/Espanha
2016/17: Real Madrid/Espanha
2015/16: Real Madrid/Espanha
2014/15: Real Madrid/Espanha
2013/14: Real Madrid/Espanha
2012/13: Barcelona/Espanha
2011/12: Barcelona/Inglaterra
2010/11: Manchester United/Inglaterra
2009/10: Barcelona/Inglaterra
2008/09: Barcelona/Inglaterra

Porque é importante?

  • O coeficiente do país é usado para determinar o "ranking" da lista de acesso para a UEFA Champions League e a UEFA Europa League, isto é, quantas equipas de cada país participam e em que fase começam.
  • O "ranking" após 2017/18 define quantas vagas directas serão atribuídas para a fase de grupos da UEFA Champions League 2019/20: Espanha, Inglaterra, Itália e Alemanha têm quatro, França e Rússia têm duas, e Portugal, Ucrânia, Bélgica e Turquia apenas uma.
  • O vencedor da UEFA Europa League 2018/19 tem lugar garantido na fase de grupos da UEFA Champions League 2019/20. Se se qualificar através do seu campeonato, então essa vaga é entregue ao campeão do quinto país do "ranking", a França, tal como aconteceu esta época.
  • O detentor da UEFA Champions League também entra automaticamente na fase de grupos. Se se qualificar através do campeonato, então esse lugar é entregue ao campeão do 11º país do "ranking". A República Checa foi o beneficiário em 2018/19, graças ao Real Madrid, mas a subida da Áustria significa que pode ser ela a beneficiada em 2019/20.
  • Na UEFA Europa League, Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha e França têm dois lugares automáticos na fase de grupo. Rússia, Portugal, Ucrânia, Bélgica, Turquia, Áustria e Suíça somente um. Isso significa apenas uma alteração para 2018/19, com a Áustria a substituir a República Checa.

O alinhamento para a UEFA Champions League e a UEFA Europa League está sujeito a confirmação final por parte da UEFA no Verão de 2019.

Topo