Premier League consolida lugar no pódio

A Premier League mantém a vantagem sobre a Serie A no decisivo terceiro lugar do ranking de coeficientes de clubes da UEFA, enquanto Portugal está pressionado no sexto lugar pela Rússia.

O Manchester City venceu o grupo à frente da Juventus
O Manchester City venceu o grupo à frente da Juventus ©Getty Images

A corrida entre Inglaterra e Itália para terminar a época entre os três primeiros no ranking de coeficiente de clubes da UEFA é o duelo mais importante para definir as vagas na prova na edição de 2017/18. No final das fases de grupos da UEFA Champions League e da UEFA Europa League a Premier League mantém terceiro lugar à frente da Serie A.

Depois de se ter visto ultrapassada pela Alemanha no ranking de coeficiente de clubes da UEFA, a Inglaterra procura agora manter distâncias em relação à Itália e segurar assim o importantíssimo terceiro lugar, que garante quatro lugares de acesso à UEFA Champions League em 2017/18.

As posições das federações para as listas de acesso à UEFA Champions League e à UEFA Europa League de 2017/18 são determinados com base dos coeficientes das federações no final da época de 2015/16, que resulta dos coeficientes das federações nas épocas de 2011/12 a 2015/16.

Segundo o ranking a época passada, que definiu as vagas em 2016/17, a Inglaterra encontrava-se no segundo posto atrás da Espanha e à frente da Alemanha numa classificação que foi calculada com base num período de cinco anos, pelo que esta época a Liga espanhola, a Premier League e a Bundesliga tiveram quatro vagas na UEFA Champions League. Contudo, a temporada de 2010/11, bastante positiva para os clubes ingleses e particularmente fraca para os italianos, que estão em quarto lugar, vai ser descartada da contabilidade do ranking, pelo que a Itália começou 2015/16 apenas três pontos atrás de Inglaterra, enquanto a Bundesliga já ultrapassou a Premier League.

A recuperação tardia do Arsenal contribuiu para o coeficiente de Inglaterra
A recuperação tardia do Arsenal contribuiu para o coeficiente de Inglaterra©Getty Images

Depois de um arranque irregular nas fases de grupos de ambas as competições, a vantagem de Inglaterra sobre Itália parecia precária.Mas, contabilizados os resultados de quinta-feira, a Premier League somou 10.625 pontos esta época, face aos 10.333 da Serie A; contudo, o total desta época da Itália será dividido por seis equipas, enquanto o de Inglaterra será dividido por oito.

Entretantos, os recordistas cinco clubes de Espanha na UEFA Champions League e os dois que competem na UEFA Europa League conseguiram 13.500 pontos para o ranking, uma grande vantagem sobre todos os outros países. No total, a Espanha lidera com 95 285, face aos 75 320 da Alemanha, e a Liga espanhola continua em boa posição para se tornar no primeiro campeonato a atingir um coeficiente superior a 100.

Outra luta curiosa envolve a Rússia, que pretender substituir França ou Portugal entre os seis primeiros, de forma a garantir três equipas, duas com entrada directa, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2017/18. A boa forma de Zenit, Lokomotiv Moscovo e Krasnodar permitiu à Rússia somar 11.300 pontos, apenas atrás de Espanha e Alemanha no ranking desta época, e ficar a apenas 0,200 de Portugal, que caiu para o sexto posto com ligeira desvantagem em relação à França.

O Real Madrid lidera entre os clubes
O Real Madrid lidera entre os clubes©Getty Images

No ranking de clubes, o Real Madrid continua destacado no topo. Esta época os “merengues” já somaram um coeficiente de 17.214, com grande vantagem sobre o Barcelona, que tem 16.214. Na classificação geral, a equipa de Cristiano Ronaldo e Pepe está na frente do Bayern, com 155.571 face a 146.664 dos alemães.

PARA REFERÊNCIA: A lista de acesso que será usada para a temporada de 2016/17 das competições europeias de clubes terá por base o coeficiente das federações no final de 2014/15 (ou seja, contabilizando as temporadas de 2010/11, 2011/12, 2012/13, 2013/14 e 2014/15). O ranking que incluirá os resultados da época de 2015/16 será usado para atribuir as vagas para 2017/18.

Os cabeças-de-série para as competições de selecções da UEFA tem por base o ranking de coeficiente de selecções nacionais da UEFA: a última actualização data de 9 de Setembro e é usado para definir os cabeças-de-série nos sorteios da fase final do Campeonato da Europa da UEFA.

Topo