Luta acesa pelo terceiro lugar, Liga lusa mantém-se em quinto

A Premier League mantém o terceiro lugar à frente da Serie A nos "rankings" da UEFA, a meio das fases de grupos, mas a diferença está a diminuir, enquanto Portugal ainda é quinto.

A vitória do Porto na UEFA Champions League ajudou Portugal no "ranking"
A vitória do Porto na UEFA Champions League ajudou Portugal no "ranking" ©AFP/Getty Images

A corrida entre Inglaterra e Itália para terminarem a época nos primeiros três lugares no "ranking" de coeficientes de clubes das federações da UEFA é a mais importante "batalha" antes da definição das atribuições para as competições de 2017/18 – e, para já, a Premier League mantém o terceiro lugar, à frente da Serie A, a meio das fases de grupos da UEFA Champions League e da UEFA Europa League.

Após ser ultrapassada pela Alemanha no "ranking" de coeficientes de clubes das federações da UEFA, a Inglaterra procura agora manter aItália à distância e segurar a importante terceira posição, garante de quatro vagas na UEFA Champions League em 2017/18.

As posições das federações nas listas de acesso à UEFA Champions League e UEFA Europa League de 2017/18 são determinadas com base nos coeficientes das federações, estabelecidos no final de 2015/16, e com referência aos coeficientes das federações das épocas 2011/12 a 2015/16.

Na sequência dos "rankings" da época passada, que decidiram as colocações de 2016/17, a Inglaterra foi segunda, atrás da Espanha e à frente da Alemanha nos "rankings", calculados com base num período de cinco anos, pelo que foram a Liga espanhola, a Premier League e a Bundesliga a ficar com as quatro vagas. Porém, com a temporada de 2010/11, bastante positiva para os clubes ingleses e particularmente fraca para os italianos, a ser agora descartada da contabilidade do "ranking", a Itália começou 2015/16 apenas três pontos atrás de Inglaterra, entretanto ultrapassada pela Alemanha.

No entanto, até agora na presente época a Inglaterra somou 5.250 pontos contra os 5.000 de Itália, embora a diferença entre 67.284 e 63.939 seja mais pequena do que era no arranque da fase de grupos. Tal reflecte os bons resultados de Juventus, Nápoles e Lázio, três dos quatro clubes italianos que permanecem na Europa, enquanto nenhum dos seis ingleses estão no topo dos seus grupos.

Quanto à Espanha, tem cinco equipas na UEFA Champions League e duas na UEFA Europa League, que conseguiram entre elas 7.357 pontos para o "ranking", mais do que qualquer outro país. A Espanha ganha à Alemanha com 89.142 contra 70.177 pontos, e a Liga espanhola continua a caminho de tornar-se no primeiro campeonato a registar um coeficiente acima dos 100.

O Zenit é a equipa que somou mais pontos esta época até ao momento
O Zenit é a equipa que somou mais pontos esta época até ao momento©AFP/Getty Images

Também com bons desempenhos está a Rússia, único país que em 2015/16 somou valor semelhante ao da Espanha, 7.100. Este facto deixa a Rússia mais perto de França, no sexto lugar, posição que garante automaticamente uma segunda equipa na fase de grupos da UEFA Champions League e uma terceira no geral para 2017/18. Portugal, em quinto lugar, também está perto dos russos.

No "ranking" de clubes, a perda do registo de 2010/11, época na qual o Barcelona venceu a UEFA Champions League, atirou o emblema da Catalunha provisoriamente para o terceiro lugar, atrás do Bayern, mas o actual campeão europeu está a pressionar o rival alemão com mais pontos conquistados esta temporada (10.471-9.285), embora nenhum consiga ameaçar o primeiro lugar do Real Madrid.

Apenas um clube está mais profícuo do que Barcelona e Real Madrid em 2015/16 na soma de pontos para o "ranking", o Zenit, único que conta com 100 por cento de vitórias nesta UEFA Champions League. Continua na 14ª posição, por enquanto, mas aproxima-se rapidamente do Valência. Em comparação com o final da época passada, a Juventus subiu para sétimo, desde o 14º lugar, tendo ganho muitos pontos devido à saída de 2010/11 da contabilidade, pelo que, na fase de grupos, ultrapassa Arsenal e Borussia Dortmund.

PARA REFERÊNCIA: A lista de acesso que será usada para a temporada de 2016/17 das competições europeias de clubes terá por base o coeficiente das federações no final de 2014/15 (ou seja, contabilizando as temporadas de 2010/11, 2011/12, 2012/13, 2013/14 e 2014/15).

Os cabeças-de-série para as competições de selecções da UEFA tem por base o ranking de coeficiente de selecções nacionais da UEFA: a última actualização data de 9 de Setembro e é usado para definir os cabeças-de-série nos sorteios do Campeonato da Europa da UEFA.

Topo