Ranking de coeficientes de clubes da UEFA mais recente

A Inglaterra procura segurar a pressão da Itália na luta pelo importante terceiro posto no ranking de coeficiente de clubes da UEFA, enquanto a França ultrapassou Portugal no quinto lugar.

A vitória da Juventus em casa do Manchester City ajudou a causa da Serie A na luta com a Premier League
A vitória da Juventus em casa do Manchester City ajudou a causa da Serie A na luta com a Premier League ©AFP/Getty Images

Depois de se ter visto ultrapassada pela Alemanha no ranking de coeficiente de clubes da UEFA, a Inglaterra procura agora manter distâncias em relação à Itália e segurar assim o importantíssimo terceiro lugar, que garante quatro lugares de acesso à UEFA Champions League em 2017/18. A Espanha, entretanto, já dilatou a vantagem no topo, isto depois dos resultados da primeira jornada da fase de grupos. Por seu lado, Portugal foi ultrapassado no quinto lugar no ranking pela França.

Ranking actualizado do coeficientes de clubes da UEFA

No final da temporada passada, a Inglaterra encontrava-se no segundo posto atrás da Espanha e à frente da Alemanha no ranking calculado com base num período de cinco anos, pelo que foram a Liga espanhola, a Premier League e a Bundesliga a ficar com as quatro vagas. Porém, com a temporada de 2010/11, bastante positiva para os clubes ingleses e particularmente fraca para os italianos, a ser agora descartada da contabilidade do ranking, a Itália começou 2015/16 apenas três pontos atrás de Inglaterra, entretanto ultrapassada pela Alemanha.

Antes do arranque da fase de grupos, a Premier League tinha alargado ligeiramente a vantagem devido ao Manchester United ter ultrapassar o "play-off" e ao facto da Lázio ter ficado pelo caminho. A Inglaterra ficou assim com quatro representantes na fase de grupos da UEFA Champions League, contra apenas dois de Itália, sendo que a simples presença na fase de grupos da mais importante prova europeia de clubes garante, de imediato, quatro pontos extra por representante. Porém, no que ao resultado dos jogos diz respeito, os pontos atribuídos por vitória e empate são idênticos na UEFA Champions League e na UEFA Europa League, o que significa que a posição de cada federação depende significativamente do desempenho das respectivas suas equipas em ambas as competições.

Assim, Inglaterra entrou para a primeira jornada das fases de grupos com 65.659 pontos, contra 61.605 da Itália, mas as derrotas de três formações da Premier League nesta primeira jornada permitiu aos italianos renovarem a esperança de regressar às três primeiras posições do ranking ao fim de seis temporadas de ausência.

O Real Madrid está a ajudar a Espanha a manter a liderança
O Real Madrid está a ajudar a Espanha a manter a liderança©Getty Images

Espanha e Alemanha colocaram, ambas, as suas sete equipas nas fase de grupos, e os espanhóis fizerm-no mesmo com o número recorde de cinco equipas na fase de grupos da UEFA Champions League. Tal permitiu-lhe aumentar distâncias para os mais directos perseguidores, pelo que têm agora mais 19 pontos do que a Alemanha. A Espanha está mesmo em excelente posição para se tornar no primeiro país da história a terminar uma temporada com coeficiente acima de 100, depois de ter acabado 2014/15 com 99.999 pontos. Neste momento soma Somam, neste86.427 pontos, e uma campanha idêntica a qualquer uma das mais recentes colocará Espanha acima da centena de pontos.

Em luta apertada com a França, Portugal não conseguiu segurar o quinto posto em função dos resultados desta primeira jornada da fase de grupos. Embora o sexto garanta ainda o aceso de três equipas à UEFA Champions League, o sétimo lugar apenas oferece dois lugares na mais importante prova europeia de clubes e a Rússia, actual ocupante, está cada vez mais próxima.

No outro extremo do ranking, a maior subida pertence ao Liechtenstein, que ascendeu já do 46º ao 38º e encontra-se mesmo provisoriamente em 32º. O Liechtenstein não tem uma Liga nacional pelo que, aconteça o que acontecer, vai continuar a colocar apenas o vencedor da taça nas pré-eliminatórias da UEFA Europa League, mas esse único representante em 2015/16, o FC Vaduz, ultrapassou duas rondas e somou cinco pontos.

PARA REFERÊNCIA: A lista de acesso que será usada para a temporada de 2016/17 das competições europeias de clubes terá por base o coeficiente das federações no final de 2014/15 (ou seja, contabilizando as temporadas de 2010/11, 2011/12, 2012/13, 2013/14 e 2014/15).

Os cabeças-de-série para as competições de selecções da UEFA tem por base o ranking de coeficiente de selecções nacionais da UEFA: a última actualização data de 9 de Setembro e é usado para definir os cabeças-de-série nos sorteios do Campeonato da Europa da UEFA.

Topo