O "site" oficial do futebol europeu

Balakov afia dentes dos "tubarões"

Publicado: quarta-feira, 28 de Outubro de 2009, 19.35CET
O antigo jogador do Sporting, actual treinador do Chernomorets, está a surpreender tudo e todos ao colocar na liderança da Liga búlgara a modesta equipa, conhecida como os "tubarões".
por Stoyan Georgiev
de Sófia
Balakov afia dentes dos "tubarões"
Depois de jogarem lado a lado no Estugarda, Krassimir Balakov e Fredi Bobic voltaram a trabalhar em conjunto, agora no Chernomorets Burgas ©Meridian Match

Especiais UEFA.com

Sistema de distribuição das receitas das competições de clubes da UEFA de 2019/20
  • Sistema de distribuição das receitas das competições de clubes da UEFA de 2019/20
  • KV Mechelen substituído na UEFA Europa League 2019/20
  • UEFA comprometida com o futebol feminino
  • UEFA lança plataforma digital OTT em sinal aberto
  • Sarri confirmado na Juventus: conheça-o melhor
  • Fase Final da UEFA Nations League: Equipa do Torneio
  • Equipa da Semana na Europa League
  • Grandes recuperações na UEFA Champions League
  • Foto: Gerrard e os heróis do Liverpool em Istambul
  • Equipa da Semana da Europa League
1 de 10
Publicado: quarta-feira, 28 de Outubro de 2009, 19.35CET

Balakov afia dentes dos "tubarões"

O antigo jogador do Sporting, actual treinador do Chernomorets, está a surpreender tudo e todos ao colocar na liderança da Liga búlgara a modesta equipa, conhecida como os "tubarões".

Para quem não vive na Bulgária, Burgas pode ser apenas conhecida como uma estância turística do Mar Negro, mas o clube de futebol local está a começar, também ele, a dar-se a conhecer, sob as ordens do antigo jogador do Sporting e semi-finalista do Campeonato do Mundo de 1994, Krassimir Balakov.

Na liderança
O técnico assumiu o comando do PFC Chernomorets Burgas em Janeiro, levando consigo a experiência adquirida no VfB Suttgart, onde foi adjunto de Felix Magath e Matthias Sammer, e de passagens pelos suíços do Grasshopper-Club e FC St. Gallen. Conhecidos como os "tubarões", os seus jogadores ocupam actualmente o primeiro lugar da Liga búlgara, com 26 pontos somados ao fim de dez jornadas - nada mau para um clube que nunca foi além do quinto lugar na classificação final da prova.

"Projecto a longo prazo"
"Vim para este clube com um projecto a longo prazo", revelou o antigo médio "leonino" ao uefa.com, enquanto desempenhava as funções de embaixador da passagem pela Bulgária do Trophy Tour da UEFA Champions League, apresentado pela UniCredit. "É muito bom estarmos a realizar uma época tão positiva, mas devemos ser realistas. Estamos a trabalhar muito e os resultados estão a aparecer, mas não apontamos à conquista do título. No Chernomorets não nos deixamos levar pelos sonhos. Alcançámos o que planeámos e espero que tudo continue a correr de acordo com os nossos planos para continuarmos no caminho que projectámos - que é atingir o topo. O nosso objectivo, para já, é obter uma classificação melhor do que na temporada passada".

Novo espírito
Com esse propósito, Balakov, agora com 43 anos, reestruturou a equipa dentro e fora das quatro linhas. Foi à Alemanha buscar o guarda-redes Pascal Borel e o médio Jochen Seitz, contratou o internacional venezuelano Héctor Gonzalez e juntou-lhes o talento de outros jogadores estrangeiros, como Marcio Abreu e Aleksandar Stoimirović, e a experiência dos búlgaros Trayan Dyankov e Plamen Krumov. À sua equipa técnica juntou-se ainda o antigo colega do Estugarda, Fredi Bobic, que ocupa as funções de director-técnico, mas nem todos os desenvolvimentos se centraram nos recursos humanos. "Muitas coisas mudaram", explicou o antigo internacional búlgaro. "Em especial, a mentalidade das pessoas que trabalham neste clube mudou e criou-se um excelente espírito de grupo, que deu origem a uma maior vontade de atingir patamares mais altos a cada dia que passa".

Renascer internacional
Se o Chernomorets se mantiver no rumo certo até ao final da temporada, poderá depois tentar melhorar a sorte recente da Bulgária nos palcos internacionais. Para além de a selecção ter falhado a qualificação para o Campeonato do Mundo, os dois únicos clubes búlgaros que se mantêm nas provas europeias - PFC Levski Sofia e PFC CSKA Sofia – somam apenas, entre si, um ponto na fase de grupos da UEFA Europa League. "Temos de trabalhar mais nesse aspecto", alertou Balakov. "Perdemos quatro, cinco, seis anos, nos quais, infelizmente, como que 'adormecemos' e não construímos uma base sólida na formação de novos talentos. Mas chegou a hora de reagir e, nos próximos cinco ou seis anos, temos de formar futebolistas de valor similar ao da geração de 1994, de forma a voltarmos a ter êxito no panorama internacional".

Troféu na Bulgária
O sonho, claro, é que o troféu da UEFA Champions League regresse ao país, mas na posse de um clube búlgaro e não como uma paragem da sua digressão pela Europa. "Este troféu está pela primeira vez entre nós", lembrou Balakov. "Para as pessoas e para os adeptos do futebol, isso é algo de maravilhoso e espero que, um dia, tenhamos a felicidade de ver um clube do nosso país conquistá-lo e trazê-lo de volta à Bulgária. Penso que esta iniciativa é muito positiva. Como referi, é a primeira vez que este troféu se encontra na Bulgária. Trata-se de uma excelente iniciativa e de uma boa promoção para a maior e mais prestigiada competição da Europa".

Última actualização: 17-02-12 15.10CET

https://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=911442.html#balakov+afia+dentes+tubaroes