Rui Vitória ajuda Benfica a manter domínio recente

Com o triunfo sobre o Vitória de Guimarães no domingo, que garantiu mais um título, o Benfica prosseguiu o seu recente domínio no futebol português, enquanto o treinador Rui Vitória continua a construir um palmarés notável.

O Benfica voltou a erguer a Taça de Portugal, três anos após a última conquista no Jamor
O Benfica voltou a erguer a Taça de Portugal, três anos após a última conquista no Jamor ©Getty Images

Com o triunfo sobre o Vitória FC no domingo, na final da Taça de Portugal, o SL Benfica prosseguiu o seu recente domínio nacional, enquanto o treinador Rui Vitória também tem motivos para sorrir a nível individual, após mais uma época recheada de títulos.

O encontro aconteceu duas semanas após a goleada por 5-0 no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, que garantiu o tetracampeonato aos "encarnados". Mas este jogo prometia ser diferente, já que, ao contrário do anterior, o conjunto de Guimarães tinha algo por que lutar e certamente estaria moralizado pelo duelo de há quatro épocas, o único entre ambos na prova, em que venceu por 2-1 e conquistou a única Taça de Portugal do seu historial.

Após uma primeira parte sem grandes motivos de interesse, um óptimo arranque "encarnado" na etapa complementar, com dois golos em cinco minutos, resolveu a questão, de nada servindo o golo vimaranense a 12 minutos do fim.

Apesar de ser o clube com mais campeonatos (36) e Taças de Portugal (agora 26), o Benfica tinha apenas dez "dobradinhas". No entanto, esta foi a segunda nas últimas quatro épocas e serviu para aumentar um palmarés impressionante nesse período.

Assim, as "águias" passam a somar quatro campeonatos, três Taças da Liga, duas Taças de Portugal e duas SuperTaças de Portugal. Resumindo, 11 títulos em 15 possíveis. Números notáveis, ainda para mais se tivermos em conta os títulos ganhos pelos rivais Sporting CP (dois) e FC Porto (sem títulos). O conjunto lisboeta também conseguiu uma "tripla" que fugia há 36 anos, o combinado Campeonato/Taça/Supertaça, e que era a única no seu historial e para além disso, pela terceira vez nas últimas quatro temporadas termina a campanha com três títulos, algo que só tinha acontecido em 1980/81.

No meio deste domínio benfiquista, o treinador Rui Vitória também tem uma palavra a dizer. Após um período de adaptação, conseguiu manter o Benfica na senda dos títulos e, ao mesmo tempo, dar um impulso considerável ao seu palmarés, onde contava apenas com uma Taça de Portugal (ganha pelo Guimarães frente ao Benfica, em 2012/13) e um título da segunda divisão: Sob o seu comando, as "águias" somaram dois campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e uma Supertaça de Portugal.

Tornou-se apenas no segundo treinador a ganhar os quatro títulos nacionais existentes, após Jorge Jesus, mas foi o mais rápido a consegui-lo, em somente duas épocas, contra as cinco do seu homólogo e antecessor no clube.

Em Agosto, quando arrancar a época 2017/18, clube e treinador terão a hipótese de prosseguir o óptimo registo e juntar mais um troféu ao palmarés, em novo duelo com a equipa minhota.

Topo