Hernâni deixa Guimarães mais perto do Jamor

Após o Benfica ter ganho ao Estoril na terça-feira, foi a vez do Guimarães se colocar em vantagem nas meias-finais da Taça de Portugal, graças a um bis de Hernâni diante do Chaves.

Hernâni foi o herói do Guimarães na partida frente ao Chaves, com dois golos
Hernâni foi o herói do Guimarães na partida frente ao Chaves, com dois golos ©Getty Images

Vitória SC bate GD Chaves por 2-0 e fica mais perto da final no Estádio do Jamor, após a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.
• Anfitriões não podiam começar melhor, com Hernâni, aos nove minutos, a inaugurar o marcador, com um remate acrobático de costas para a baliza, fazendo a bola entrar junto ao ângulo superior.
• Renan Bressan, do Chaves (18), e Fábio Sturgeon, do Guimarães (24), desperdiçam boas oportunidades na primeira parte.
• Partida fica sentenciada na segunda parte, aos 76 minutos, em mais um belo momento do No9 vimarenense, que acorre a um passe isolado e, à saída de António Filipe, pica a bola por cima do guardião.
• Na terça-feira, SL Benfica deslocou-se ao reduto do Estoril Praia e venceu por 2-1.
• "Águias" apresentaram-se com várias alterações e sem Jonas, que se ressentiu de lesão no pescoço.
• Logo a abrir, aos 5 minutos, Rafa apareceu sozinho na pequena área e rematou para grande defesa de Luís Ribeiro. Golo apareceu meia-hora depois, com Kostas Mitroglou a encostar à boca da baliza um cruzamento milimétrico de Andrija Živković.
• Resposta "canarinha" não demorou muito. Aos 40 minutos, Eliseu comete falta para grande penalidade e Kléber não perdoa frente a Júlio César. Na origem deste lance, benfiquista Felipe Augusto lesiona-se e é substituído por Pizzi.

• No início da etapa complementar, novo duelo entre Rafa e Luís Ribeiro, com o forte remate do extremo na área a ser desviado pelo guardião. À beira do fim (89), boa jogada colectiva dos visitantes, que começa com um toque de calcanhar de Eliseu, termina com Mitroglou a bater Luís Ribeiro, facturando pelo sexto jogo consecutivo.
• Segunda mão agendada para o início de Abril, em data a definir.

Topo