Destaques da semana no futebol europeu

Dries Mertens brilha no Nápoles, seis é o número mágico do Marselha e há uma nova surpresa em perspectiva. O UEFA.com reúne as histórias mais interessantes da semana que passou.

Dries Mertens comemora a vitória do Nápoles frente ao Torino
Dries Mertens comemora a vitória do Nápoles frente ao Torino ©Getty Images

Mertens impulsiona Nápoles
O extremo Dries Mertens está a ter um mês de Dezembro notável, com sete golos marcados nos últimos dois jogos do Nápoles. Só no fim-de-semana passado foram quatro, com os três primeiros a constituírem o quinto "hat-trick" mais rápido na história da Serie A. Reacção do jogador? "Ainda não me apercebi bem do que fiz", disse.

A força do pensamento
O trabalho mental também desempenha um papel importante no sucesso futebolístico, e foi essa componente que Rudi Garcia trabalhou de forma exaustiva antes do jogo com o LOSC. Sabendo que uma vitória colocaria o Marselha no sexto lugar, fez questão de dar destaque ao Nº6. "Ele colocou esse número em todo o lado, até nas tarjas do centro de treinos", disse o avançado Bafétimbi Gomis.

N'Golo Kanté no papel de talismã
Campeão inglês na época passada ao serviço do Leicester, N'Golo Kanté está novamente na frente da Premier League, com o Chelsea, e tem a melhor percentagem jogos-vitórias dos actuais jogadores do principal escalão (com mais de 50 jogos). Para além disso, pode tornar-se no primeiro jogador a vencer a prova de forma consecutiva por dois clubes diferentes.

Quem merece o seu voto para a Equipa do Ano?

Altach será o novo Leicester?
O Altach vai terminar 2016 no topo do campeonato austríaco, e este domingo protagonizou nova surpresa, ao vencer o histórico Rapid Viena, para quem perdeu o seu treinador no mês passado. Após a derrota, o técnico elogiou a antiga equipa: "O Altach pode ser o próximo Leicester City, e é bom ver que a equipa ficou bem entregue."

Treinador com jeito para a escrita
Por vezes, há quem mantenha actividades paralelas ao futebol, e é o que se passa com Hristo Yanev, antigo internacional búlgaro e actual treinador, que publicou um livro. "Quando era jogador, uma vez acordei com uma ideia e coloquei-a no papel, passando a escrever durante as noites. Há jogadores que gostam de jogar computador ou às cartas, eu dediquei-me a escrever", explicou.

Clínica privada do Sassulo
Em tempos de crise, manter o sentido de humor pode ser benéfico. Foi o que fez Alfred Duncan, do Sassuolo, que neste momento tem 12 jogadores lesionados. Usando papel e caneta, o médio colocou um cartaz na porta do balneário, onde pode ler-se "Ortopedia e Traumatologia."

Empates salomónicos
No sábado, quatro jogos da primeira divisão israelita terminaram empatados, mantendo uma tendência estranha esta época, em que mais de 37 por cento de todas as partidas terminaram empatadas. Desta forma, Israel é o campeonato europeu líder nesse "ranking" particular. O Rei Salomão não faria melhor.

O nosso golo preferido da semana
No fim-de-semana, Lionel Messi, estrela do futebol mundial, protagonizou uma jogada individual fantástica, à qual só faltou o golo. Por isso, o brilho passou para o insuspeito Cleyton, jogador dos cipriotas do Omonia, que fez igual mas marcou mesmo. O seu treinador comentou: "Só por isso valeu a pena estar 90 minutos ao frio e à chuva."

Topo