Campeonatos para Astra, Plzeň, Dínamo e APOEL

O Astra garantiu o seu primeiro campeonato romeno este domingo, mesmo sem jogar, isto num fim-de-semana de títulos também para Viktoria Plzeň. Dínamo Zagreb e APOEL.

O Astra Giurgiu garantiu o seu primeiro campeonato romeno
O Astra Giurgiu garantiu o seu primeiro campeonato romeno ©Adrian Ștefan, FC Astra Giurgiu

Primeiro campeonato do Astra
O Astra Giurgiu festeja a conquista do seu primeiro campeonato romeno, após garantir o título mesmo sem jogar, este domingo. O Steaua Bucureste, seu mais directo perseguidor, precisava de vencer o Pandurii Târgu Jiu para continuar na luta, mas um empate a um golo permitiu consagrar o Astra, a duas jornadas do fim – deixando o Steaua a cinco pontos de distância e com apenas um jogo por disputar.

"Não precisamos de ser modestos porque esta é a realidade: praticámos o melhor futebol do campeonato e merecemos ganhar o título", disse o treinador Marius Șumudică, que somou o primeiro campeonato da sua carreira como treinador. "Foi um ano muito difícil para nós e esta vitória deve-se, acima de tudo, aos jogadores. Talvez o meu nome possa receber uma pequena menção, mas os jogadores devem ser os primeiros a serem elogiados".

O Plzeň festeja o campeonato de 2015/16
O Plzeň festeja o campeonato de 2015/16©Ondřej Zlámal

Quarto título do Plzeň
O Plzeň ganhou o seu segundo campeonato checo consecutivo – e o quarto do seu historial nas últimas seis temporadas – graças a um triunfo caseiro por 2-0 sobre o Baník Ostrava, no sábado. O internacional eslovaco Patrik Hrošovský colocou os anfitriões em vantagem aos 32 minutos, na marcação de uma grande penalidade, e Daniel Kolář selou o resultado final no início da segunda parte. Desta forma, o Plzeň passa a ter 14 pontos de vantagem sobre o Sparta Praga, a quem ainda faltam quatro jogos, contra os três da equipa de Karel Krejčí.

O Plzeň está numa série de 16 vitórias consecutivas, um recorde na primeira divisão checa, que começou com uma vitória por 2-1 sobre o Sparta Praga, a 1 de Novembro. Para Krejčí, adjunto de Pavel Vrba durante as campanhas vitoriosas em 2010/11 e 2012/13, trata-se do seu primeiro título como treinador principal. "Dou-lhe mais valor pelo facto de termos sido melhores do que o Sparta, que esta época mostrou a sua força na UEFA Europa League", disse Krejčí, que apostou com o plantel que ia pintar o cabelo com as cores do clube caso o Plzeň se sagrasse campeão.

Domínio do Dínamo continua
O Dínamo Zagreb conquistou o 11º título seguino Croácia graças ao empate sem golos diante do Rijeka, em casa, diante do RNK Split, no domingo, resultado que deixou a equipa de Zoran Mamić com seis pontos de vantagem e inacessíveis no topo da classificação.

Bicampeonato do APOEL
O APOEL derrotou o AEK Larnaca, seu principal rival, por 2-0 em Nicósia, esta quinta-feira, para manter o título de campeão cipriota, a duas jornadas do fim. Um tento de Pieros Sotiriou na primeira parte, seguido de uma grande penalidade convertida por Giannis Gianniotas, após o intervalo, confirmou o 25º campeonato do APOEL, apenas uma semana depois de o treinador Temuri Ketsbaia ter deixado o clube, após a eliminação nas meias-finais da Taça do Chipre.

"Hoje foi um dia de alegria, mas não nos podemos esquecer de onde tudo começou", disse o capitão do APOEL, Constantinos Charalambides. "Foram nove longos e duros meses, uma maratona cheia de obstáculos. O talento individual deu-nos algumas vitórias, mas foi o trabalho de equipa que nos trouxe até aqui".

Terceiro título seguido para o Qarabağ
Com quatro jornadas por disputar no Azerbaijão, a vitória deste domingo, por 2-0, sobre o Zire, segundo classificado, permitiu ao Qarabağ ganhar pela terceira vez consecutiva o campeonato. Os golos de Dani Quintana e Reynaldo asseguraram a conquista do quarto título da história do clube.

Lincoln campeão em grande estilo
O Lincoln sagrou-se campeão de Gibraltar pela 14ª seguida graças à goleada sobre o já despromovido e último classificado Angels, por 13-1. O Lincoln perdeu apenas cinco pontos, marcou mais de 100 golos e sofreu apenas nove, garantindo o título a duas jornadas do fim.

Topo