Época em revista: Espanha

O Barcelona conseguiu uma tripla histórica e o triunfo do Sevilha na Europa League significa que a próxima na fase de grupos da Champions League poderá ter cinco equipas espanholas.

Xavi Hernández exibe o troféu da Liga na última época ao serviço do Barcelona
Xavi Hernández exibe o troféu da Liga na última época ao serviço do Barcelona ©AFP/Getty Images

Campeão: FC Barcelona
"Houve momentos em que passámos por algumas dificuldades, mas os números falam por si", afirmou o treinador Luis Enrique. A época do Barcelona esteve em risco de se desmoronar em Janeiro, após uma derrota por 1-0 em casa da Real Sociedad de Fútbol, mas esse momento acabou por ser um ponto de viragem. Uma série de 18 vitórias em 21 jogos ajudou a recuperar o título em grande estilo, em casa do campeão em título, o Club Atlético de Madrid.

Final da Taça: Athletic Club 1-3 FC Barcelona
"Começámos bem, mas o Messi aparece normalmente neste tipo de jogos. Esteve impressionante, incrível", lamentou o treinador do Athletic, Ernesto Valverde. O remate do argentino que inaugurou o marcador na primeira parte merece elogios, tal como o segundo golo, de Neymar, que concluiu uma bela jogada ao primeiro toque pouco antes do intervalo. Na segunda parte, Messi confirmou o 27º triunfo do catalães na Taça de Espanha, mais quatro que o rival mais próximo, o Athletic.

Lugares europeus
FC Barcelona – fase de grupos da UEFA Champions League
Real Madrid CF – fase de grupos da UEFA Champions League
Club Atlético de Madrid – fase de grupos da UEFA Champions League
Sevilla FC – fase de grupos da UEFA Champions League
Valencia CF – "play-off" da UEFA Champions League
Villarreal CF – fase de grupos da UEFA Europa League
Athletic Club – terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League

Jogador do Ano: Lionel Messi (FC Barcelona)
Messi talvez tivesse algo a provar, depois de ter terminado a época anterior sem qualquer troféu, e respondeu com uma das suas melhores épocas de sempre. Com apenas 27 anos, ultrapassou Telmo Zarra como o melhor marcador de sempre da Liga espanhola e estabeleceu um novo recorde de “hat-tricks”. O argentino terminou o campeonato com 43 golos mas, sobretudo, formou um trio de ataque letal com Luis Suárez e Neymar, com o tridente a estabelecer um novo recorde com 122 golos em todas as competições.

Jogador a seguir: Luciano Vietto (Villarreal CF)
Ilustre desconhecido quando no Verão passado foi contratado ao Racing Club de Avellaneda, o jovem totalizou 18 golos e sete assistências nos primeiros 22 jogos da época e ajudou o Villarreal a terminar entre os seis primeiros. "Vietto surpreendeu-nos a todos porque se adaptou bem e muito rapidamente", comentou o treinador Marcelino em relação ao avançado argentino de 21 anos. O golo que marcou em Dezembro em casa do Atlético de Madrid, quando ultrapassou Diego Godín e estabeleceu o resultado do jogo fica para mais tarde recordar.

Melhor marcador: Cristiano Ronaldo (Real Madrid CF), 48 golos

Despromovidos: Córdoba CF, Almería CF, Elche CF*

Promovidos: Real Betis Balompié, Real Sporting de Gijón, UD Las Palmas

*O SD Eibar terminou no antepenúltimo lugar mas o Elche, 13º classificado, foi despromovido devido a problemas financeiros.

Topo