Folgore goleia na final e vence Taça da San Marino pela primeira vez

O capitão Simone Pacini aponta à "dobradinha" após a conquista da primeira Taça de San Marino por parte do Folgore graças à vitória por 5-0 sobre o Murata, em Serravalle.

O San Marino Stadium foi o palco da final
O San Marino Stadium foi o palco da final ©Vaidotas Januška

O SS Folgore venceu a Taça de San Marino pela primeira vez na sua história, ao golear por 5-0 um SS Murata reduzido a nove jogadores, na final jogada em Serravalle.

O Folgore, que se estreava na disputa da partida decisiva, dominou a contenda desde o começo, com os avançados Adolfo José Hirsch e Francesco Perrotta a semearem o pânico na defesa do Murata com a sua velocidade. No entanto, seria com auto-golo de Davide Bellucci que se adiantaria no marcador, no minuto 21.

As coisas foram de mal a pior para o Murata quando Mattia Casadei foi expulso com um segundo cartão amarelo, antes do intervalo. O Folgore manteve a toada ofensiva e chegou ao golo por intermédio do defesa Christofer Genestrati e, depois, pelo médio Michele Casadei.

O Murata ficou reduzido a nove elementos quando Micheal Angelini viu também o cartão vermelho. O Folgore voltou aos golos, com Casadei a bisar e o entrado Luca Rossi a encerrar a contagem.

"Toda a equipa fez uma excelente exibição", afirmou o capitão do Folgore, Simone Pacini, cuja equipa acertou três vezes nos ferros na final. "Trabalhamos muito todos os dias para atingir os nossos objectivos. A taça é nossa, agora queremos também a liga."

Depois de terminar na frente do Grupo B para ser cabeça-de-série no "play-off" de acesso ao título, o três vezes campeão Folgore – derrotado na final do ano passado – recebe o vencedor do Grupo A, o AC Juvenes/Dogana na terceira ronda, a começar na próxima segunda-feira.

Topo