O "site" oficial do futebol europeu

Beckham aos 40: Oito momentos marcantes

Publicado: sábado, 2 de Maio de 2015, 11.00CET
Jogador de campo mais internacional por Inglaterra, David Beckham completa 40 anos e o UEFA.com aproveita para destacar oito momentos marcantes numa carreira extraordinária.
Beckham aos 40: Oito momentos marcantes
David Beckham afirmou-se com um golo de meio-campo ao Wimbledon ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Presidente da UEFA dá palestra na Universidade de Oxford
  • Presidente da UEFA dá palestra na Universidade de Oxford
  • Um gigante do futebol
  • UEFA de luto pela morte do Presidente Honorário Lennart Johansson
  • Undiano despede-se na final do Porto
  • Sarri confirmado na Juventus: conheça-o melhor
  • Fase Final da UEFA Nations League: Equipa do Torneio
  • Equipa da Semana na Europa League
  • Grandes recuperações na UEFA Champions League
  • Foto: Gerrard e os heróis do Liverpool em Istambul
  • Equipa da Semana da Europa League
1 de 10
Publicado: sábado, 2 de Maio de 2015, 11.00CET

Beckham aos 40: Oito momentos marcantes

Jogador de campo mais internacional por Inglaterra, David Beckham completa 40 anos e o UEFA.com aproveita para destacar oito momentos marcantes numa carreira extraordinária.

Golo sensacional ao Wimbledon

Campeão da Premier League pelo Manchester United FC e a caminho da primeira internacionalização por Inglaterra, o golo que David Beckham marcou em Selhurst Park ao Wimbledon FC tornou-o num nome popular junto dos adeptos. Na primeira jornada da época de 1996/97, o médio fez com que não restassem dúvidas acerca do seu talento. Beckham viu Neil Sullivan adiantado e fez um chapéu ao guarda-redes desde o meio-campo com uma técnica que se tornaria a sua marca registada.

Expulsão frente à Argentina
Beckham teve papel importante na qualificação e ajudou os “três leões” a garantirem a qualificação para o Campeonato do Mundo de 1998. Foi suplente dos dois primeiros jogos da fase de grupos em França, mas correspondeu com um livre perfeito – o primeiro golo pela selecção – no decisivo triunfo por 2-0 sobre a Colômbia, mas as coisas correram bem pior no encontro dos oitavos-de-final com a Argentina. Com o marcador em 2-2, Beckham foi expulso no início do segundo tempo por pontapear Diego Simeone.

©Getty Images

 

Glória na UEFA Champions League
A equipa de Alex Ferguson bateu o Arsenal por um ponto na luta pelo título da Premier League e derrotou o Newcastle United FC na final da Taça de Inglaterra. No entanto, a cereja no topo do bolo só surgiu em Barcelona, onde Beckham apontou os dois pontapés de canto que provocaram o caos na defesa do FC Bayern München e permitiram ao United marcar dois golos nos minutos finais, numa reviravolta inesquecível e que permitiu a conquista do segundo título europeu.

Redenção na selecção
A redenção internacional de Beckham na selecção aconteceu em Outubro de 2001 quando foi decisivo ao cair do pano e permitiu à Inglaterra garantir a presença no Campeonato do Mundo de 2002. A cobrança exemplar de um livre permitiu o empate 2-2 com a Grécia e a conquista do primeiro lugar do grupo de qualificação.

Triunfo em Madrid
Após a transferência para o Real Madrid CF em 2003, o saldo das quatro épocas de Beckham no Santiago Bernabéu parecia resumir-se à conquista de uma SuperTaça de Espanha. O inglês de 31 anos assinou contrato com os LA Galaxy válido a partir do Verão de 2007 e o treinador do Real Madrid, Fabio Capello, deixou de apostar no médio, pelo que sua carreira como “merengue” parecia ter terminado. Contudo, Beckham trabalhou de tal forma nos treinos que justificou o regresso à equipa e marcou um dos seus famosos livres frente à Real Sociedad de Fútbol, desempenhando papel fundamental na conquista do título do Real Madrid devido à vantagem nos confrontos directos com o FC Barcelona.

©Getty Images

 

Regresso a Old Trafford
Sete anos após deixar Inglaterra, o antigo jogador do Manchester United teve recepção de herói no primeiro jogo que disputou em Old Trafford, ao serviço do AC Milan, por empréstimo dos LA Galaxy, nos oitavos-de-final da UEFA Champions de 2009/10. O médio foi suplente na segunda mão, mas muito aplaudido quando entrou em campo, talvez por a equipa da casa também estar a vencer por 3-0, e teve ainda direito a dar uma volta de honra ao campo no final do encontro.

 

Recorde de internacionalizações
Beckham foi o quinto jogador inglês a atingir a centena de internacionalizações, num desafio com a França, em Março de 2008. Mas quando Steve McClaren assumiu o cargo de seleccionador, o médio com 94 jogos por Inglaterra deixou de ser opção por o técnico querer dar “novo rumo à equipa”. No entanto, Beckham voltou a ser convocado um ano depois e igualou o recorde de Bobby Moore entre os jogadores campo com 108 internacionalizações, em Fevereiro de 2009, frente à Espanha, superando-o no embate com a Eslováquia em Março. Beckham disputou 115 jogos pelo seu país e é apenas superado pelo guarda-redes Peter Shilton (125).

Despedida em Paris
Depois de terminar o contrato nos Estados Unidos, Beckham ainda teve energia para, aos 37 anos, arriscar uma última aventura na Europa. Assinou pelo Paris Saint-Germain em Janeiro de 2013 e até o final da época, mas não conseguiu levar os parisienses a superar o Barcelona nos quartos-de-final da UEFA Champions League, embora tivesse ajudado o clube a conquistar o primeiro título da Ligue 1 em 19 anos. "É uma boa forma de me despedir", afirmou.

©AFP/Getty Images

 

Última actualização: 02-05-15 16.52CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

https://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=2241798.html#beckham+oito+momentos+marcantes