Jogos memoráveis do genial Hagi

Gheorghe Hagi falou com Paul Zaharia, repórter do UEFA.com na Roménia, sobre meia-dúzia de jogos inesquecíveis na brilhante carreira do antigo médio criativo.

Gheorghe Hagi segura na Taça UEFA após a vitória na final de 2000 pelo Galatasaray
Gheorghe Hagi segura na Taça UEFA após a vitória na final de 2000 pelo Galatasaray ©Popperfoto/Getty Images

Sem dúvida um dos melhores jogadores de sempre da Roménia, Gheorghe Hagi representou alguns dos mais famosos clubes europeus durante uma carreira notável. Agora que o antigo criativo – autor de 35 golos em 125 internacionalizações – completa 50 anos, o UEFA.com recorda seis dos seus melhores jogos.

FC Steaua Bucureşti 1-0 FC Dynamo Kyiv – SuperTaça Europeia de 1986, 24 de Fevereiro de 1987, Mónaco
O livre desviado do estreante do Steaua, aos 44 minutos, foi suficiente para a formação romena garantir o seu segundo título europeu nos últimos nove meses. "Tinha sido contratado umas semanas antes e um dos meus maiores desejos concretizou-se em Monte Carlo, pois ganhei um troféu com um clube romeno e marquei o golo da vitória".

Veja: Hagi inspira a geração seguinte
Veja: Hagi inspira a geração seguinte

Real Madrid CF 5-2 CA Osasuna – Liga espanhola, 12 de Janeiro de 1992
Após ganhar a bola a meio-campo, Hagi desferiu um remate a 50 metros que foi eleito, numa votação online do jornal "Marca", como o mais espectacular golo de longe na Liga espanhola. "Foi mais um momento importante na minha carreira. A atravessar a minha primeira experiência no estrangeiro, com este golo conquistei o respeito de colegas, clube, comunicação social e adeptos."

RC Celta de Vigo 2-4 FC Barcelona – Liga espanhola, 11 de Dezembro de 1994
Segundos depois de o Celta reduzir, Hagi restabeleceu os três golos de vantagem do Barça, com um remate surpreendente e audacioso no pontapé inicial.

"Era a minha primeira época no Barcelona e questionava-se a minha contratação. Mas o treinador Johan Cruyff tinha confiança em mim e eu respondi, calando praticamente os críticos com exibições e golos como o de Vigo."

Galatasaray AŞ 0-0 Arsenal FC (ap, Galatasaray vence 4-1 nos penalties) – final da Taça UEFA, 17 de Maio de 2000, Copenhaga
Mesmo com Hagi expulso no início da primeira parte do prolongamento, o Galatasaray aguentou firme e tornou-se no primeiro clube a conquistar um título europeu. "Foi algo especial para quem fazia parte do Galatasaray na altura, ainda para mais frente ao Arsenal. Passei anos maravilhosos em Istambul. Não esquecerei as memórias, os títulos ganhos e o amor dos adeptos."

©Bob Thomas/Getty Images

Roménia 1-1 Argentina – Campeonato do Mundo, 18 de Junho de 1990, Nápoles
Hagi foi crucial na partida em que a Roménia somou, frente ao campeão, o ponto de que necessitava para passar a fase de grupos. "No meu primeiro Mundial, eu e os meus colegas ultrapassámos um teste muito importante. Também foi o meu primeiro duelo com Maradona, algo especial para mim pois comparavam-me com ele."

©Bob Thomas/Getty Images

Colômbia 1-3 Roménia – Campeonato do Mundo, 18 de Junho de 1994, Los Angeles
Quatro anos volvidos, novo adversário sul-americano. Hagi marcou o segundo golo romeno frente à Colômbia, vista por muitos, como Pelé, como um candidato ao título. "Cumpri mais um sonho, que era marcar num Mundial – e que golo! Foi uma pena não termos alcançado as meias-finais, mas este triunfo mostrou a qualidade da nossa geração e abriu caminho para um torneio inesquecível."

Topo