Lituânia distingue guarda-redes Arlauskis

O guarda-redes Giedrius Arlauskis conquistou a 50ª edição do prémio de jogador do ano na Lituânia, enquanto Deividas Šemberas foi eleito como o melhor a actuar no país.

Giedrius Arlauskis tem estado em grande forma na baliza do Steaua
Giedrius Arlauskis tem estado em grande forma na baliza do Steaua ©Vaidotas Januška

Giedrius Arlauskis, guarda-redes do FC Steaua Bucureşti, conquistou a 50ª edição do prémio de jogador do ano na Lituânia, enquanto Deividas Šemberas foi distinguido como o melhor a actuar no país.

Arlauskis, que completou 27 anos de idade na passada segunda-feira, trocou no último Verão o FC Rubin Kazan pelo Steaua e somou já sete jogos sem sofrer golos na baliza da turma da capital da Roménia. Ajudou-a a conquistar uma vantagem de sete pontos no topo da tabela e, ao mesmo tempo, afirmou-se como titular indiscutível da selecção da Lituânia.

Em quatro temporadas ao serviço do Rubin, Arlauskis tinha disputado apenas sete jogos na Liga russa, mas voltou agora a mostrar dar-se bem com os ares da Roménia, onde em 2008/09 tinha já ajudado o FC Unirea Urziceni a chegar ao título. Na votação levada a cabo junto de adeptos e especialistas, Arlauskisbateu bateu por curta margem o extremo Arvydas Novikovas, do FC Erzgebirge Aue.

"Todos me descartaram durante a minha passagem pelo Rubin", recordou Arlauskis. "Mas a minha persistência compensou. Nem eu esperava ter a felicidade de voltar a conquistar prémios como este tão depressa."

Šemberas, de 36 anos, antigo defesa do PFC CSKA Moskva, foi eleito melhor jogador do ano a actuar no país, após ter capitaneado o VMFD Žalgiris rumo à conquista do segundo título consecutivo de campeão. Marek Zub, técnico do Žalgiris, venceu o prémio de Treinador do Ano e Donatas Kazlauskas, extremo do FK Atlantas, foi considerado jogador jovem do ano.

Topo