O "site" oficial do futebol europeu

Melhores marcadores de sempre das Ligas europeias

Publicado: segunda-feira, 15 de Janeiro de 2018, 0.04CET
Lionel Messi chegou aos 366 golos na Liga espanhola, superando o registo de Gerd Müller na Bundesliga, mas como se compara com os outros melhores marcadores dos restantes principais campeonatos europeus, Peyroteo incluído?
Melhores marcadores de sempre das Ligas europeias
Lionel Messi festeja o golo frente à Real Sociedad que lhe valeu mais um marco no futebol europeu ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Comité Executivo da UEFA aprova nova competição de clubes
  • Comité Executivo da UEFA aprova nova competição de clubes
  • Uma experiência única – Aleksander Čeferin
  • UEFA aumenta financiamento para a Fundação da UEFA para as Crianças
  • Wladimir Klitschko e Snežana Samardžić-Marković juntam-se à Fundação da UEFA para as Crianças
  • Presidente da UEFA visita Bósnia e Herzegovina
  • Quem está na nossa Equipa da Semana da Europa League?
  • Quem está na nossa Equipa da Semana na Europa League?
  • Quem está na nossa Equipa da Semana na Europa League?
  • Quem está na nossa Equipa da Semana na Europa League?
  • John Terry retira-se: momentos europeus mais memoráveis
1 de 10
Publicado: segunda-feira, 15 de Janeiro de 2018, 0.04CET

Melhores marcadores de sempre das Ligas europeias

Lionel Messi chegou aos 366 golos na Liga espanhola, superando o registo de Gerd Müller na Bundesliga, mas como se compara com os outros melhores marcadores dos restantes principais campeonatos europeus, Peyroteo incluído?

Lionel Messi tornou-se no melhor marcador de sempre de uma das cinco principais Ligas europeias, ultrapassando o registo de Gerd Müller na Bundesliga ao chegar aos 366 golos na Liga espanhola. E, se olharmos para as dez principais Ligas europeias - de acordo com o ranking da UEFA - apenas um jogador supera o astro argentino do Barcelona. Mas outros registos de outras Ligas poderão ser bem mais difíceis de superar para o atacante de 30 anos.

Melhores marcadores de sempre dos escalões principais das dez principais Ligas europeias

Espanha: Lionel Messi (2004–presente) – 366 golos
Messi quebrou, em 2014, o recorde de Telmo Zarra de 251 golos marcados no escalão principal do futebol espanhol e desde então cimentou ainda mais o seu estatuto de lenda. Entretanto, Cristiano Ronaldo também já superou o registo de Zarra e é agora já o segundo melhor marcador de sempre da história da prova, com 289 golos mas, tendo o português 32 anos, mais dois do que o seu rival, as possibilidades de o ultrapassar serão escassas. "Ele é fenomenal", afirmou certa vez sobre Messi o seu antigo colega Ronaldinho. "Não há ninguém como ele. É o melhor da sua geração".

©Getty Images

Jimmy Greaves

Inglaterra: Jimmy Greaves (1957–71) – 357 golos
"Quando subia ao relvado em White Hart Lane, em Wembley ou onde quer que fosse, tornava-se noutra pessoa", recorda o melhor marcador de sempre do escalão principal do futebol inglês. De facto, a média de golos de Greaves ao serviço de Chelsea FC, Tottenham Hotspur FC e West Ham United FC parece quase sobre-humana.

Itália: Silvio Piola (1929–54) – 274 golos
Piola marcou golos na Serie A ao serviço de FC Pro Vercelli, SS Lazio, Torino FC, Juventus e Novara Calcio sem, contudo, nunca se ter sagrado campeão. O capitão da AS Roma, Francesco Totti, sonha ultrapassar o recorde de Piola, mas com apenas 237 golos até à data, poderá para tal ter de jogar até aos 41 anos, tal como fez Piola.

Alemanha: Gerd Müller (1965–79) – 365 golos
Talvez o maior predador de área de sempre, 'Der Bomber' ("o Bombardeiro") fixou um máximo praticamente impossível de atingir no futuro da Bundesliga com os seus 365 golos em 427 jogos. A sua principal ameaça ainda em acção, Claudio Pizarro, soma apenas 176. A eficácia de Müller, autor do golo da vitória da República Federal da Alemanha na final do Campeonato do Mundo da FIFA de 1974, foi determinante para tornar o FC Bayern München numa grande potência.

França: Delio Onnis (1971–86) – 299 golos
Nascido em Itália e criado na Argentina, Onnis nunca foi internacional, mas marcou golos a um ritmo alucinante ao serviço de Stade de Reims, AS Monaco FC, Tours FC e SC Toulon. Noutros tempos, a sua veia goleadora ter-lhe-ia certamente valido uma transferência para o estrangeiro. Mas, com o melhor marcador em actividade na Ligue 1 - Djibril Cissé - a uma distância considerável, o seu recorde deve perdurar durante largos anos.

©Getty Images

Oleh Blokhin

Rússia e Ucrânia: Oleg Blokhin: (1972–87) – 211 golos
Os golos assinados por Blokhin na era soviética ofuscam por completo os melhores registos dos estados que sucederam à URSS. O melhor marcador de sempre na Rússia é Aleksandr Kerzhakov, de 31 anos, com 138 golos, enquanto na Ucrânia a tabela é encabeçada por Maksim Shatskikh, de 36 anos. Vencedor da Bola de Ouro em 1975, Blokhin foi cinco vezes máximo goleador do campeonato soviético ao serviço do FC Dynamo Kyiv.

Portugal: Fernando Peyroteo (1937–49) – 332 golos
"De ótimo aspecto físico, boa corrida, com remate fácil e decidido. Peyroteo deu a sensação de não se ter perturbado com a estreia e os dois golos que marcou atestam esse facto." Foi assim que a revista "Stadium" descreveu a estreia de Peyroteo, então com 19 anos, pelo Sporting Clube de Portugal, frente ao SL Benfica, em 1937. O seu impressionante registo foi alcançado em meros 197 jogos e certa vez apontou nove golos num só encontro. Retirou-se com apenas 31 anos: "Fui soldado e um soldado não foge ao cumprimento do seu dever, mas reconheço que sou agora um soldado velho e não posso corresponder às exigências de preparação de um futebolista que queira ser útil ao seu clube."

Bélgica: Albert De Cleyn (1932–55) – 377 golos
'Bert' De Cleyn passou toda a carreira no FC Malinois – agora KV Mechelen - entre 1932 e 1955. Podia ter marcado ainda mais golos se a Liga belga não tivesse sido interrompida três épocas devido à II Guerra Mundial. Em certa ocasião, em 1943, apontou todos os sete golos da sua equipa num triunfo por 7-1 sobre o R. Racing Club de Bruxelles que selou a conquista do título de campeão belga.

Turquia: Hakan Şükür (1987–2008) – 249 golos
O 'Touro do Bósforo' não se dava bem no estrangeiro – marcou apenas um total de 11 golos nas respectivas Ligas nas passagens por Torino, Internazionale, Parma e Blackburn – mas no seu país não marcava de marcar, mostrando acentuada veia goleadora com as camisolas de Sakaryaspor, Bursaspor e Galatasaray. Certa vez afirmou: "Sou aquele tipo de avançado que surge muitas vezes em boas posições de finalização, mas que também falha muitas dessas ocasiões de golo e tenho consciência de que falhei muitos mais golos do que aqueles que marquei."

Recordes de golos de outras ligas europeias superiores ao de Messi
República Checa/Checoslováquia: Josef Bican (1931–55) – 500 golos
Escócia: Jimmy McGrory (1922–38) – 410 golos
Jugoslávia/Croácia/Sérvia: Stjepan Bobek (1945–58) – 403 golos
Hungria: Ferenc Szuzsa (1940–61) – 393 golos

Outros grandes goleadores que marcaram golos em mais do que uma Liga europeia
Josef Bican: Áustria 18, Checoslováquia 500 (1931–55) – 518 golos
Ferenc Puskás: Espanha 159, Hungria 358 (1943–66) – 517 golos
Imre Schlosser: Hungria 411, Áustria 6 (1905–28) – 417 golos
Gyula Zsengellér: Hungria 387, Itália 24 (1935–53) – 411 golos
Cristiano Ronaldo: Portugal 3, Inglaterra 84, Espanha 289 (2002–presente) – 376 golos
Gunnar Nordahl: Suécia 149, Itália 225 (1937–58) – 374 golos
Krzysztof Warzycha: Polónia 66, Grécia 244 (1983–2004) – 310 golos
Fernando Gomes: Portugal 319, Espanha 12 (1974–91) – 331 golos
Johann Cruyff: Holanda 215, Espanha 50 (1964–84) – 265 golos
Shota Arveladze: Geórgia 52, Turquia 61, Holanda 91, Escócia 44 (1990–2008) – 258 golos

Última actualização: 15-01-18 12.40CET

https://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=2190537.html#melhores+marcadores+sempre+ligas+europeias