Época em revista: Holanda

O Ajax fez história ao ganhar o quarto título seguido, mas perdeu a final da Taça da Holanda frente ao Zwolle, enquanto Alfred Finnbogason foi o melhor marcador com 29 golos.

O Ajax sagrou-se uma vez mais campeão da Holanda
O Ajax sagrou-se uma vez mais campeão da Holanda ©AFP/Getty Images

Uma série de 22 jogos sem perder iniciada no começo de Novembro embalou o AFC Ajax rumo ao quarto título consecutivo da Eredivisie. O PEC Zwolle impediu os comandados de Frank de Boer de fazerem a "dobradinha" ao golear o campeão por 5-1 na final da Taça da Holanda.

Campeão: AFC Ajax
O emblema de Amesterdão demorou a apanhar o ritmo – era sexto classificado à 12ª jornada, com derrotas ante o PSV Eindhoven (4-0) e Vitesse (1-0). A meio da temporada, no entanto, já estava no segundo posto, a pisar os calcanhares a este último. No Natal, o clube quatro vezes campeão da Europa já ocupava o topo da tabela e garantiu o título a uma jornada do fim numa série de 22 partidas sem perder.

Final da Taça: PEC Zwolle 5-1 AFC Ajax
As ambições do Ajax em fazer a "dobradinha" foram contrariadas por uma excelente actuação do Zwolle. Na frente do marcador depois de um golo madrugador de Ricardo van Rhijn, o Ajax já perdia por 4-1 ao intervalo, na sequência de dois tentos de Ryan Thomas e de Guyon Fernandez. Bram van Polen aumentou a vantagem o Zwolle no começo da segunda parte e garantiu a conquista do primeiro grande troféu do clube.

Lugares europeus*
AFC Ajax – fase de grupos da UEFA Champions League
Feyenoord – terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League
FC Twente – "play-off" da UEFA Europa League
PSV Eindhoven – terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League
FC Groningen – segunda pré-eliminatória da UEFA Europa League
PEC Zwolle – "play-off" da UEFA Europa League

*sujeitos a confirmação final pela UEFA

Jogador do Ano: Daley Blind (AFC Ajax)
Filho de Danny Blind, capitão da equipa do Ajax que venceu a UEFA Champions League em 1995, Daley, de 24 anos, começou como lateral-esquerdo, mas com o decorrer da temporada foi colocado a médio-defensivo e teve um papel decisivo no desempenho da equipa que passou dois terços da época sem perder qualquer jogo.

Jogador a seguir: Davy Klaassen (AFC Ajax)
Com 21 anos e formado no clube, Klassen assumiu a titularidade em 2013/14 e somou 26 presenças na Eredivisie, tendo sido o melhor marcador do clube ao lado de Kolbeinn Sigthórsson, com dez golos. Por isto ganhou o título de Talento do Ano, galardão atribuído, entre outros, pela lenda do Ajax, Johan Cruyff.

Equipa-surpresa: PEC Zwolle
Na segunda época na Eredivisie depois do regresso ao escalão maior, o Zwolle era líder ao cabo de seis jornadas. Jogando futebol de matriz atacante, o conjunto de Ron Jans terminou a época no 11º posto e poderá agora participar pela primeira vez nas provas europeias depois de ter goleado o Ajax na final da taça.

Melhor marcador: Alfred Finnbogason, sc Heerenveen (29)

Despromovidos: NEC Nijmegen, RKC Waalwijk, Roda JC

Promovidos: Willem II, FC Dordrecht, SBV Excelsior

Número: 4
Pela primeira vez na sua ilustre história, o Ajax venceu quatro títulos consecutivos e igualou o feito do PSV entre 1985/86 e 1988/89. De Boer é também o primeiro a conseguir tal feito, ultrapassando nomes como Rinus Michels (1966–68) e Louis van Gaal (1994–96).

A frase
"Ele é calmo, tem visão e um bom faro pelo golo. Poderá tornar-se num fenómeno."
O treinador do Heerenveen e o antigo internacional holandês Marco van Basten elogiam o avançado islandês Alfred Finnbogason

Topo