City surpreendido pelo Sunderland

As esperanças do Manchester City chegar ao título sofreram mais um revés ao empatar 2-2 na recepção ao Sunderland, enquanto o Everton falhou o assalto ao quarto lugar.

Connor Wickham faz o seu segundo golo para surpreender o Manchester City
Connor Wickham faz o seu segundo golo para surpreender o Manchester City ©Getty Images

O Manchester City FC ficou a seis pontos da liderança da Premier League, por culpa do empate 2-2 em casa frente ao Sunderland AFC, último classificado.

As esperanças do City em conquistar o segundo título em três épocas sofreram sério revés no domingo, quando perdeu por 3-2 no terreno do líder Liverpool FC. E parecia que iria dar resposta positiva pronta quando Fernandinho inagurou o marcador, num remate na pequena área, logo aos dois minutos.

No entanto, o Sunderland, que tinha perdido sete dos últimos oito jogos no campeonato, deu boa conta de si após esse momento. De facto, operou a reviravolta no marcador a meio da segunda parte, com dois golos no espaço de 11 minutos apontados por Connor Wickham, cujo último e único tento na Premier League tinha acontecido em Outubro de 2011. A dois minutos do fim, o remate rasteiro de Samir Nasri escapou à intervenção de Vito Mannone e, apesar do médio francês ter perdido uma boa oportunidade para o City depois disso, o Sunderland conseguiu aguentar a igualdade e averbar um ponto. Contudo, continua a seis dos lugares de manutenção, embora tenha um jogo ainda em atraso.

O Crystal Palace FC, que também viu de perto a despromoção até à escolha do treinador Tony Pulis, em Novembro passado, tem agora três pontos de vantagem sobre os lugares de despromoção, após o triunfo fora por 3-2 diante do Everton FC. Os "toffees" tinham a oportunidade de ultrapassar o Arsenal FC no quarto lugar – e o último de acesso à UEFA Champions League –, mas chegaram ao intervalo a perder por 2-0, golos de Jason Puncheon e Scott Dann.

Apesar de Steven Naismith ter dado alguma esperança aos anfitriões, à passagem dos 60 minutos, o Palace restabeleceu a diferença de dois golos através de um tento fantástico de Cameron Jerome. A equipa de Roberto Martínez vinha de sete vitórias consecutivas e continua assim a um ponto dos "gunners".

Topo