Atlético animado após empate no derby de Madrid

"Todos viram o coração desta equipa", disse Juanfran, do Atlético, após o empate 2-2 de domingo, enquanto Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid, reconheceu ter sido um "jogo difícil".

Atlético festeja o golo de Gabi, domingo, no derby de Madrid
Atlético festeja o golo de Gabi, domingo, no derby de Madrid ©Getty Images

Após o empate 2-2 no domingo, no "Derbi Madrileño", os jogadores do líder Real Madrid CF e do anfitrião Club Atlético de Madrid defenderam que qualquer desfecho é ainda possível nesta emocionante corrida ao título.

O FC Barcelona manteve-se no segundo lugar, reduzindo a distância para o Real na liderança para apenas um ponto, ao derrotar em casa, por 4-1, o UD Almería, ainda que tenha sido a partida de domingo, no Vicente Calderón, aquela que centralizou muitas das atenções do fim-de-semana em Espanha.

Em busca da primeira vitória sobre o Real em 15 partidas, o terceiro classificado Atlético foi surpreendido quando Karim Benzema colocou os visitantes a vencer logo ao terceiro minuto. Os locais chegaram ao empate por Koke, aos 28 minutos, enquanto um impressionante livre cobrado por Gabi, de longe, colocou a equipa de Diego Simeone a vencer por 2-1 - resultado com que as equipas saíram para o intervalo. O Real reagiu após o descanso e Cristiano Ronaldo, perto do fim, fez o 12º golo em 11 partidas contra os "rojiblancos" – o sétimo no Calderón, igualando o registo de Butragueño –, conquistando a divisão de pontos para os "merengues".

"Ainda há 12 partidas para serem jogadas [na Liga] – é um longo caminho", salientou o técnico Simeone após um duelo pulsante. "Estar, nesta fase, a três pontos [do Real] é bom para nós. Hoje mostrámos que continuamos vivos [na corrida ao título]. A equipa trabalhou muito e estou orgulhoso pelo seu desempenho."

O defesa-central Juanfran – completou a 100ª partida pelos "colchoneros" na Liga – destacou a vontade que a sua equipa mostrou após a derrota, na semana passada, por 3-0 na visita ao CA Osasuna. "Acabámos com as dúvidas que existiam – de que tínhamos perdido fôlego, que iríamos ficar a uma distância maior", explicou. "Hoje viram o fôlego desta equipa. O nosso treinador e os adeptos estão orgulhosos de nós."

Elogiado pelas alterações tácticas e de jogadores que fez durante o intenso jogo, o treinador do Real, Carlo Ancelotti, disse estar "satisfeito" pela divisão de pontos, que mantém a equipa "na liderança da classificação". Após o que descreveu ter sido um "jogo difícil", o técnico de 54 anos assinalou que o Real vai agora "olhar para os sete jogos em casa e cinco fora" que ainda tem de disputar na corrida para o título.

Apesar do optimismo nas palavras do seu treinador e do facto de o líder ter dilatado domingo para 28 o número de jogos sem perder, em todas as competições, o médio Xabi Alonso sustentou: "Ainda falta um longo caminho para percorrer e não se podem apontar favoritos pois tudo pode acontecer."

Topo