Nomes sonantes caem na Taça da Turquia

Fenerbahçe, Beşiktaş e Trabzonspor só falharam, entre eles, uma final da Taça da Turquia desde 2000, mas esta semana não resistiram às muitas surpresas nos 16 avos-de-final.

O Fethiyespor eliminou o Fenerbahçe, vencedor das duas últimas edições da Taça da Turquia
O Fethiyespor eliminou o Fenerbahçe, vencedor das duas últimas edições da Taça da Turquia ©Fenerbahçe SK

Fenerbahçe SK, Beşiktaş JK e Trabzonspor AŞ só falharam, entre eles, uma final da Taça da Turquia desde 2000, mas esta semana fizeram parte do lote de cinco clubes do campeonato que caíram nos 16 avos-de-final.

A maior surpresa protagonizou-a o Fenerbahçe, um dos cinco clubes que beneficiaram do apuramento directo para a quarta eliminatória. O detentor do troféu poupou vários jogadores, incluindo os portugueses Raúl Meireles e Bruno Alves, e não evitou a derrota por 2-1 em casa frente ao Fethiyespor, último classificado da segunda divisão do futebol turco. O Fenerbahçe, líder da Liga turca, ambicionava o terceiro triunfo consecutivo na prova e não perdia no Estádio Şükrü Saracoğlu desde 3 de Fevereiro. Os visitantes do Mar Egeu deram poucas hipóteses ao gigante de Istambul, não obstante terem chegado ao intervalo em desvantagem devido a um golo de Sabri Turgut. No entanto, recuperaram e garantiram o triunfo nos últimos 13 minutos, com tentos de Onur Okan e Ahmet Aras.

"O Fenerbahçe não teve oportunidades claras de golo", destacou Ahmet. "Defendemos muito bem na primeira parte, apesar de termos feito um autogolo. Sempre acreditámos que era possível vencer e o treinador confiou em nós. Assumiu recentemente o comando da equipa e temos trabalhado principalmente na defesa."

"Qualquer miúdo turco sonha marcar um golo ao Fenerbahçe e o Onur concretizou esse sonho. Fizemos história e esta vitória vai ficar para sempre na nossa memória, para contarmos aos nossos filhos e netos."

O Trabzonspor, finalista vencido na época passada e que ainda não perdeu na fase de grupos de UEFA Europa League, foi surpreendido também por um adversário do escalão secundário e não evitou a derrota por 3-1 no reduto do Balıkesirspor. Com o português José Bosingwa titular, o Trabzonspor já perdia por 2-0 aos oito minutos, golos de Kwame Karikari e Muhammet Reis. Marc Janko, antigo ponta-de-lança do FC Porto, reduziu a diferença, mas Hasan Hatipoğlu confirmou o triunfo da equipa da casa.

Vencedor do troféu em 2011, o Beşiktaş não escapou à onda de surpresas e perdeu por 2-1 frente ao Bucaspor. Manuel Fernandes e Hugo Almeida não jogaram pelo clube de Istambul, num jogo em que a grande figura foi o ponta-de-lança canadiano Tosaint Ricketts, autor do golo decisivo depois de ultrapassada a hora de jogo. Dois clubes do escalão principal foram eliminados por oponentes do terceiro escalão: o Gençlerbirliği SK saiu derrotado por 1-0 na recepção ao Nazilli Belediyespor e o Goaziantepspor perdeu por 3-2 no terreno do İnegölspor.

Pelo contrário, o Galatasaray AŞ conseguiu um resultado moralizador antes do importante embate com a Juventus na UEFA Champions League. A equipa de Roberto Mancini bateu o Gaziantep BB, por 6-5 no desempate, mas o jogo terminou com 2-2 no marcador e Bruma em destaque: o português fez as assistências para os dois golos e apontou a sua conversão após o que o guarda-redes Ufuk Ceylan defendeu a tentativa de Cihan Can.

O sorteio dos oitavos-de-final está marcado para esta sexta-feira e, tal como na ronda anterior, existem cabeças-de-série, o que permite mais tomba-gigantes, já que continuam em prova três equipas do segundo escalão e três do terceiro.

Topo