Época em revista: República da Irlanda

O Saint Patrick terminou com 14 anos de espera pela conquista do título de campeão da Irlanda, com a equipa treinada por Liam Buckley a vencer o com duas jornadas por disputar.

O Saint Patrick's Athletic comemora a conquista do título
O Saint Patrick's Athletic comemora a conquista do título ©Sportsfile

O Saint Patrick Athletic FC terminou com 14 anos de espera pela conquista do título de campeão da Irlanda. A equipa treinada pelo antigo internacional Liam Buckley venceu o campeonato com duas jornadas por disputar.

O campeão em título Sligo Rovers FC começou bem, com oito triunfos consecutivos, mas sofreu uma quebra de forma e teve de se contentar com o terceiro lugar, tendo como consolação a conquista da Taça da Irlanda. A nível europeu a época foi decepcionante, com os quatro clubes irlandeses a caírem no primeiro obstáculo das competições da UEFA.

Campeão: St Patrick Athletic FC
As expectativas no início da época em Richmond Park não eram muito elevadas, já que o St Patrick tinha perdido o treinador-adjunto Trevor Croly e vários jogadores para o Shamrock Rovers FC, mas o cenário ficou ainda mais negro duas semanas depois do início do campeonato, quando os "pats" perderam por 3-0 com os rivais de Dublin.

O Sligo teve um início excelente, mas as lesões e os castigos a meio da época fizeram os campeões ceder e os "saints" aproveitaram para recuperar e terminaram a época em grande estilo. O avançado Anto Flood encontrou a veia finalizadora e a goleada de 4-0 conseguida no reduto do Shamrock Rovers permitiu desforrar a derrota anteriormente sofrida frente aos "hoops". O triunfo por 2-0 na recepção ao Sligo Pats permitiu a conquista do título com dois jogos por disputar.

Final da Taça: Sligo Rovers FC 3-2 Drogheda United FC
Os avançados ingleses Danny North e Anthony Elding foram decisivos na final da Taça da Irlanda, com o Sligo a anular a vantagem do Drogheda United e a triunfar por 3-2 no Dublin Arena. A entrada em campo aos 70 minutos de North, antigo atacante do Grimsby Town FC, virou o jogo a favor do Sligo, que assumiu uma vantagem de 2-1 com dois golos de North. Ryan Brennan marcou para o Drogheda e colocou o marcador em 2-2 em tempo de compensação, mas North serviu Elding no quarto minuto do prolongamento e permitiu ao compatriota decidir a final. Apesar de ter jogado apenas 20 minutos em Novembro, North recebeu o prémio de jogador do mês da Associação de Jornalista de Futebol da Irlanda.

Lugares europeus*
Saint Patrick's Athletic FC - segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League
Dundalk FC - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League
Sligo Rovers FC - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League
Derry City FC - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League

*sujeito a confirmação final por parte da UEFA

Jogador do ano: Killian Brennan, St Patrick's Athletic FC
O antigo jogador de Derry City e Bohemian FC fez uma má época pelo Shamrock Rovers em 2012, mas a mudança para o clube rival de Dublin permitiu-lhe relançar a carreira. O jogador de 29 anos deixou o lugar habitual nas alas para alinhar no centro do terreno e foi decisivo na conquista do título pelo St Patrick's. Brennan bateu a concorrência de alguns colegas de equipa e foi eleito Jogador do Ano pela Associação de Futebolistas Profissionais da Irlanda.

Jogador a seguir: Richie Towell, Dundalk FCD
O médio Towell regressou a Dublin, a sua cidade natal, depois de ter alinhado na Escócia por Celtic FC e Hibernian FC, mas para jogar pelos amadores do Bluebell United. Jogou fora da Liga até que Stephen Kenny, o novo treinador do Dundalk, o levar este ano para Oriel Park. O internacional Sub-21 da República da Irlanda teve uma temporada de estreia impressionante, ajudando o Dundalk a atingir as meias-finais da Taça da Irlanda e a garantir uma vaga nas competições europeias da próxima época. Entre os destaques individuais estão o remate que foi eleito golo do mês no triunfo por 2-0, em Agosto, no reduto do University College Dublin AFC e o "hat-trick" que marcou ao Derry no mês seguinte.

Equipa-sensação: Dundalk FC
Levando em linha de conta que o Dundalk escapou por pouco à despromoção em 2012, as expectativas para este ano não eram muito elevadas, ainda mais porque Kenny, o novo treinador, teve de formar a equipa à pressa, pouco antes do arranque da época. No entanto, mostrou-se irreverente, com jovens como Towell, Kurtis Byrne e Patrick Hoban a afirmarem-se com o apoio de veteranos como o guarda-redes escocês Peter Cherrie, e esteve na discussão de troféus. Embora não conquistando qualquer título, a época de 2013 acabou por ser um grande sucesso. O Dundalk ficou em segundo e garantiu a presença na UEFA Europa League.

Melhor marcador: Rory Patterson, Derry City FC, 18

Despromovido: Shelbourne FC

Promovido: Athlone Town FC

Número: 21 – Número de épocas cumpridas pelo defesa Owen Heary, que pendurou as chuteiras aos 37 anos, depois do último jogo da época do Bohemians frente ao Drogheda.

Frase:
"O momento-chave da nossa época foi quando perdemos por 3-0 com o Shamrock Rovers nas primeiras jornadas. Tivemos uma excelente reunião da equipa após essa derrota, unimo-nos como grupo e dissemos que tínhamos de inverter a situação. Resultou, foi humilhante perder por 3-0 com um dos nossos principais rivais. Depois disso só perdemos mais dois jogos na Liga e fomos campeões. Fomos uns justos vencedores." Conan Byrne, médio do St Patrick’s

Topo