Eriksen e Søndergaard Pedersen distinguidos

O Jogador Dinamarquês do Ano, Christian Eriksen, foi secundarizado pela sua homóloga Katrine Søndergaard Pedersen, já que a veterana de 36 anos confirmou a sua retirada.

Katrine Søndergaard Pedersen, fotografada durante o UEFA Women's EURO 2013
Katrine Søndergaard Pedersen, fotografada durante o UEFA Women's EURO 2013 ©Getty Images

Dois jogadores, em extremos opostos da carreira, foram distinguidos em Copenhaga na noite de segunda-feira, com Christian Eriksen, de 21 anos, a ser eleito Jogador Dinamarquês do Ano, enquanto Katrine Søndergaard Pedersen recebeu o equivalente feminino, ao mesmo tempo que confirmou a sua retirada.

Agora com 36 anos, a capitã da Dinamarca está grávida e anunciou o fim de uma carreira na qual representou o país em 210 internacionalizações, desde a sua estreia em 1994. "Representei a selecção durante 20 anos, mais de metade da minha vida, e quanto mais velha sou, mais privilégio sinto pela vida futebolística que tive a oportunidade de viver", disse Pedersen, visivelmente emocionada. "Gostaria de agradecer a todos que tornaram esta experiência uma aventura."

Eriksen, médio do Tottenham Hotspur FC, que tinha dois anos quando a defesa-central Pedersen se estreou na selecção, recebeu o prémio masculino pela segunda vez na sua carreira, com o primeiro a acontecer em 2011. O avançado do Cardiff City AFC, Andreas Cornelius, foi eleito Jogador Jovem do Ano, com Stine Pedersen, do IK Skovbakken, a receber o prémio equivalente no sector feminino.

Jess Thorup, actual treinador da selecção dinamarquesa Sub-21, foi eleito Treinador do Ano, após os feitos alcançados ao serviço do Esbjerg fB na época passada, liderando o estreante na Superliga à conquista da Taça da Dinamarca e apurando-o para a UEFA Europa League. "É algo excelente quando os nossos homólogos da Superliga, bem como da Divisão 1 e 2, votam em nós", disse. "Mostra que fui capaz de dar um bom contributo ao futebol."

Topo