Época em revista: Finlândia

O HJK terminou a época sem derrotas nos últimos 20 jogos e conquistou o quinto título seguido, enquanto o RoPS surpreendeu ao ganhar a Taça da Finlândia pela primeira vez desde 1986.

O guarda-redes do HJK, Ville Wallén, e o treinador Sixten Boström erguem o troféu de campeão
O guarda-redes do HJK, Ville Wallén, e o treinador Sixten Boström erguem o troféu de campeão ©Jussi Eskola/www.palloliitto.fi

A meio da época, o HJK Helsinki parecia não estar em condições de renovar o título da Veikkausliiga, mas realizou um excelente final de campeonato e conquistou o quinto título consecutivo.

Campeão: HJK Helsinki
O HJK conquistou o 26º título do seu historial, o primeiro sob o comando do treinador Sixten Boström, com duas jornadas por disputar. O momento-chave da época aconteceu a 18 de Agosto, quando o HJK triunfou por 4-2 na recepção ao então líder FC Honka Espoo, no décimo de uma série de 20 jogos em que o clube da capital esteve imbatível, entre meados de Junho e o final da temporada.

Boström reconheceu ter sido uma campanha complicada para a sua equipa. Na UEFA Champions League, o HJK caiu ao primeiro obstáculo, ao ser eliminado pelos estonianos do JK Nõmme Kalju na segunda pré-eliminatória. "Depois de tantas dificuldades, mostrámos que fomos a melhor equipa da Finlândia", destacou.

Final da Taça: RoPS Rovaniemi 2-1 KuPS Kuopio
O KuPS perdeu a final da Taça da Finlândia pelo terceiro ano consecutivo, enquanto o recém-promovido RoPS conquistou pela primeira vez o troféu desde 1986 graças aos dois golos apontados por Aleksandr Kokko na segunda parte.

Lugares europeus*
HJK Helsinki - segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League
RoPS Rovaniemi - segunda pré-eliminatória da UEFA Europa League
FC Honka Espoo - segunda pré-eliminatória da UEFA Europa League
VPS Vaasa - primeira pré-eliminatória UEFA Europa League

* Sujeito a confirmação final da UEFA

Jogador do ano: Erfan Zeneli (HJK)
O jogador de 26 anos causou sensação na oitava época ao serviço do HJK, fazendo 11 golos e 17 assistências na Veikkausliiga. Zeneli foi recompensado com a chamada à selecção da Finlândia e somou a primeira internacionalização ao entrar como suplente num encontro particular com a Eslovénia, em Agosto. "O HJK nunca é má opção, mas sinto que posso render ainda mais num clube com outras ambições", afirmou Zeneli ao comentar as especulações sobre o seu futuro.

Jogador a seguir: Tim Väyrynen (FC Honka)
O avançado internacional Sub-21 finlandês foi afectado pelas lesões antes do início da época e só atingiu a melhor forma durante o Verão. Mesmo assim, Väyrynen marcou 17 golos no escalão principal, incluindo um “hat-trick” num empate 3-3 com o JJK Jyväskylä, tendo bisado noutros dois jogos. "No início da temporada só queria ter a certeza que estava totalmente recuperado", explicou o jogador de 20 anos. "Nunca acreditei que pudesse ser o melhor marcador, embora esse fosse sempre um objectivo."

Equipa surpresa: FC Lahti
Com dez jogos disputados o Lahti apenas tinha uma vitória e cinco pontos; ocupava o penúltimo lugar da classificação e tinha um futuro pouco animador pela frente. Naquele momento, Juha Malinen substituiu Tommi Kautonen no comando da equipa e inverteu o rumo dos acontecimentos. O Lahti discutiu um lugar europeu nas últimas jornadas, mas teve de se contentar com o quinto lugar.

Melhor marcador: Tim Väyrynen, FC Honka Espoo (17)

Despromovido: JJK Jyväskylä

Promovido: SJK Seinäjoki

Número: 31
Dos 57 golos do IFK Mariehamn, 31 foram marcados por jogadores que estiveram ao serviço da equipa durante menos de metade da época. Este número mostra bem a forma como as lesões condicionaram a temporada, mas também a forma como os responsáveis do clube conseguiram encontrar alternativas de forma relativamente rápida.

Frase
"Os jogadores estavam dispostos a trabalhar muito e com vontade de evoluírem. Jogámos ao longo de toda a época como uma equipa, foi essa a nossa maior virtude."
O treinador do VPS Vaasa, Olli Huttunen, depois de levar a equipa pela primeira vez a um lugar no pódio desde o segundo lugar conquistado em 1998

Topo